Deserto ou tentação?

Missionário Canção Nova/ Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com

Marcos Azambuja – Missionário Canção Nova/ Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com

“Repleto do Espírito Santo, voltou Jesus do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto,
onde foi tentado pelo demônio durante quarenta dias. Durante este tempo, ele nada comeu e, terminados estes dias, teve fome. Disse-lhe então o demônio: Se és o Filho de Deus, ordena a esta pedra que se torne pão. Jesus respondeu: Está escrito: Não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra de Deus [Dt 8,3]. O demônio levou-o em seguida a um alto monte e mostrou-lhe num só momento todos os reinos da terra e disse-lhe: ‘Dar-te-ei todo este poder e a glória desses reinos, porque me foram dados, e dou-os a quem quero’.” (Lucas 4,1-6)

Já no Evangelho de São Mateus lemos: “Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo” (Mateus 4,1).

Jesus foi tentado 40 dias pelo diabo, no deserto, um lugar árido, cheio de areia e pedra. Um calor muito forte durante o dia e totalmente frio à noite . O deserto é completamente desequilibrado.

Jesus não comeu nada durante esses dias. No Livro Sagrado, vemos que Ele sentiu fome; e a Palavra também nos mostra que Jesus tinha Suas necessidades, sendo verdadeiro homem e divino.

Quando olhamos o fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, vemos que ele exala Deus, isso porque ele se inspira no próprio Cristo. Nos dias de hoje, quando nossas famílias estão sendo atacadas, só vencemos a tentação por meio da Palavra de Deus.

“Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: mandará aos seus anjos, acerca de ti, que te guardem, e que te sustenham nas mãos, para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra. E Jesus, respondendo, disse-lhe: ‘Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus’. E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo” (Lucas 4,9-13).

Jesus tomou posse daquilo que para Ele é a Palavra de Deus. Tendo esgotado toda tentação possível, o inimigo se afastou d’Ele.

Fiéis participam atentamente da pregação de Eugênio Jorge - Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Fiéis participam atentamente da pregação de Marcos- Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Precisamos retomar as promessas de Deus em nossa vida, pois no momento em que estamos sendo tentados, precisamos recorrer às promessas. Nos momentos de crise precisamos recorrer ao Senhor e dizer: “Está escrito”.

Se você está sendo tentado no seu casamento, lembre-se da Palavra de Deus: “Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vô-lo dissemos e testificamos” (1Tessalonicenses 4,4-6).

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos” (1 Timóteo 4,12-15).

As palavras de Deus sob a ação do Espírito Santo têm vínculo vivo de Deus e um caráter de ordem. Jesus, no deserto, é tentado, mas, em obediência à Palavra, recorre a ela. Recorra você também à Palavra, pois nela está baseada a obediência do novo Adão no deserto, o Cristo, o homem perfeito que buscamos.

“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós” (Tiago 4,8).

Obedecei à Palavra Deus e o demônio fugirá de vós.

contribuicaocn

Adquira esta pregação pelo
telefone (12) 3186-2600


Marcos Azambuja


Missionário da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo