Liberte-se do cativeiro da mundanidade

Carlos Biajoni. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Carlos Biajoni. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

A Palavra meditada hoje está em Gálatas 5, 13-17: “Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não abuseis, porém, da liberdade como pretexto para prazeres carnais. Pelo contrário, fazei-vos servos uns dos outros pela caridade, porque toda a lei se encerra num só preceito: Amarás o teu próximo como a ti mesmo (Lv 19,18). Mas, se vos mordeis e vos devorais, vede que não acabeis por vos destruirdes uns aos outros. Digo, pois: deixai-vos conduzir pelo Espírito, e não satisfareis os apetites da carne. Porque os desejos da carne se opõem aos do Espírito, e estes aos da carne; pois são contrários uns aos outros. É por isso que não fazeis o que quereríeis”.

Todo aquele que está em Cristo é uma nova criatura. Deus, quando pensou em nós, imaginou-nos como seres livres. Mas a liberdade que não é vivida gera grandes consequências, leva-nos a um grande cativeiro. As nossas orações parecem, muitas vezes, nos levar a vários obstáculos, porque nós queremos as respostas de Deus.

Quando escolhemos viver a liberdade em Cristo, Ele realiza uma mudança em nós. A vida do cristão caminha numa constante renúncia, mas quando não compreendemos isso, vamos gerando frustrações em nós mesmos.

Renunciar é justamente não permitir que as coisas da carne venham nos atormentar. Quando não conseguimos nos colocar diante do Senhor, é um grande sinal de que não estamos vivendo a Sua vontade. A Palavra de Deus vem nos ensinar que devemos caminhar no Espírito Santo.

Muitos cristãos têm firmado sua fé nas superstições, mas a esperança vem de Deus! Confie no Senhor e, na hora certa, Ele cumprirá Suas promessas!

"Converta-se constantemente, se somos de Deus não podemos viver a vida de qualquer jeito!", aconselha Carlos Biajoni. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Converta-se constantemente. Se você é de Deus, não pode viver a vida de qualquer jeito!”, aconselha Carlos Biajoni. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Dói, em meu coração, quando encontro uma pessoa triste, cabisbaixa, que não sorri mais; penso que essa pessoa já perdeu a paz em Deus há muito tempo. A Palavra do Senhor nos aconselha a vigiarmos os nossos pensamentos, ordená-los, deixar que eles sejam os pensamentos do Senhor.

Se você não orar, se não souber da Palavra de Deus, como se alimentará da fé? Que tempo você tem dado para a Palavra do Senhor?

Quando não nos alimentamos das coisas de Deus, ficamos vazios. Assim, as pequenas “coisinhas”, as pessoas que vemos ao longo da nossa vida vão nos fazendo mal.

Que tempo você gasta para rezar com seu esposo ou sua esposa? Comece a pedir a Deus que mude a situação da sua vida, do seu casamento, da sua família. Temos de aprender a caminhar no Espírito Santo!

Cuidado com a crise financeira, para que você não estrague a sua vida! O dinheiro é importante, mas não é tudo. Você tem gastado com coisas supérfluas, com coisas de que não precisa?

Não se canse de pedir a Deus a libertação, a bênção que a sua família precisa. Converta-se constantemente! Se você é do Senhor, não podeviver a vida de qualquer jeito!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

contribuicaocn

Adquira o livro:

.: A Força de um clamor

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo