Maria, Mulher Eucarística

Ironi Spuldaro

Ironi Spuldaro Foto: Arquivo / Cancaonoa.com

Maria, a Mulher Eucarística, a Virgem, a esposa do Espírito Santo, antes mesmo de ser a Mãe de Deus já era sacrário onde Ele habitava. A primeira escravidão pela qual precisamos passar para sermos fiéis a Maria é estar ao lado do Espírito Santo.

“Ele converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus, e irá adiante de Deus com o espírito e poder de Elias para reconduzir os corações dos pais aos filhos e os rebeldes à sabedoria dos justos, para preparar ao Senhor um povo bem disposto. Zacarias perguntou ao anjo: Donde terei certeza disto? Pois sou velho e minha mulher é de idade avançada. O anjo respondeu-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado para te falar e te trazer esta feliz nova. Eis que ficarás mudo e não poderás falar até o dia em que estas coisas acontecerem, visto que não deste crédito às minhas palavras, que se hão de cumprir a seu tempo. No entanto, o povo estava esperando Zacarias; e admirava-se de ele se demorar tanto tempo no santuário. Ao sair, não lhes podia falar, e compreenderam que tivera no santuário uma visão. Ele lhes explicava isto por acenos; e permaneceu mudo. Decorridos os dias do seu ministério, retirou-se para sua casa. Algum tempo depois Isabel, sua mulher, concebeu; e por cinco meses se ocultava, dizendo: Eis a graça que o Senhor me fez, quando lançou os olhos sobre mim para tirar o meu opróbrio dentre os homens. No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, porque a Deus nenhuma coisa é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela” (Lucas 1,16-38).
Precisamos passar pela escola de Maria, entender que ela é a Mulher Eucarística, aquela que concebeu o Verbo, deu à luz o Filho de Deus. Nossa Senhora gerou a Salvação para o mundo. A presença dela antecipa o milagre do Senhor! Para recebermos as graças de Maria precisamos ir à Santa Missa sempre! Não há Jesus sem Maria; ela se fez inteira para a vontade de Deus.

'As provações são necessárias para termos força para chegar até o céu', disse Ironi Spuldaro

‘As provações são necessárias para termos força para chegar até o céu’, disse Ironi Spuldaro

Nós precisamos estar sempre de mãos dadas com Nossa Senhora. O terço é uma ótima arma de combate ao maligno, pois assim estamos segurando na mão dela. Quem é ferido na batalha leva consigo a ferida para mostrar que foi forte. Os filhos de Maria, certamente, incomodam muito Satanás. O Reino de Deus precisa de seguidores de verdade, fiéis. Se você, assim como Nossa Senhora, traz consigo a marca de sua batalha, esteja consciente de que você é um vencedor. Maria é a chave que abre a porta do céu!

As provações são necessárias para termos força para chegar até o céu. Maria é a experiência viva da presença de Jesus em nós, é aquela que tudo pode! Nós aprendemos com Maria a viver na radicalidade, aprendemos a estar na presença do Senhor.

Cada vez que vamos à Santa Missa é o Santo Anjo anunciando a presença dela. Quanto mais participarmos da Celebração Eucarística, mais sentiremos a presença dela. A Igreja nos dá a Virgem como Mãe, para que tenhamos intimidade com sua graça. Em cada “amém” recebemos uma graça de Deus.
O segredo para estarmos com a Virgem, em sua presença, é levá-la sempre conosco, entrar na escola da Mãe, aceitando sua companhia. Na Eucaristia, recebemos a presença de Maria.

Você teme o Senhor ou tem medo de ficar sem Ele? Quando deixamos de ir à Missa, o inimigo começa a marcar território em nós, a invadir a casa de Deus. Na Eucaristia somos chamados a estar ao lado de Maria e Jesus!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

 


Ironi Spuldaro


Membro do Conselho Nacional da RCC Brasil

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo