Que herança um pai pode deixar para seu filho?

Que herança um pai pode deixar para seu filho?

Padre Chrystian Shankar. Fotos: Wesley Almeida/CN

A nossa família deve estar centrada na Palavra de Deus. Hoje vamos refletir sobre a herança que deixaremos a nossos filhos. A herança pode ser uma bênção, mas também uma tragédia. Existem famílias que, por causa da herança, se separaram. Quando os pais faltam, os bens materiais não unem os filhos.

Quanto mais rica a família, tanto maior é a tragédia, porque acontecem as brigas pela divisão dos bens. Dizem que velório de rico é uma tragédia, porque ele já separa a família logo no funeral.

Num encontro em Maringá (PR), eu perguntei aos casais: “Qual herança você vai deixar para seus filhos?” Eles disseram: “Uma casa, dinheiro no banco e diploma”. Contudo, a Palavra de Deus não fala dessas heranças, mas sim, da verdadeira herança. Parece que a Palavra de Jesus tem sido esquecida e que a vida se resume aqui. Sendo assim, as pessoas têm essa ideia equivocada de que a herança aqui é ter dinheiro, casa, diploma, entre outros.

Como nos dizia padre Léo: “Buscais as coisas do alto”. A nossa vida é uma ponte. Não estamos aqui para viver eternamente. Precisamos nos perguntar: “Eu estou caminhando para onde? E estou indo com quem?”

Qual a herança você quer deixar para os seus filhos?

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão” (Salmo 127,1-3).

Filho não é uma cruz, não é um problema, mas uma herança para o Senhor. Há muitas pessoas que estão transformando suas casas em verdadeiros presídios. Elas se preocupam com muitas coisas materiais, mas  se esquecem da Palavra de Deus. Não adianta ter dinheiro e mansão; é preciso ter o Senhor. A nossa segurança está no Senhor!

Quero pegar, como exemplo de reflexão, José do Egito, que deu a seus filhos Manassés e a Efraim a verdadeira herança.

“Antes que viesse o ano da fome, nasceram a José dois filhos, que lhe deu Asenate, filha de Potífera, sacerdote de Om. E chamou José ao primogênito Manassés; porque disse: ‘Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai’. Ao segundo chamou Efraim; porque disse: ‘Deus me fez crescer na terra da minha aflição'” (Gênesis 41, 50-52).

Deus abençoa os pais quando lhes dá filhos. No Salmo está escrito que os filhos são a herança do Senhor. Herança é algo de valor que herdamos de alguém por direito ou por favor. O que os pais herdam de Deus? Os filhos. O que os filhos herdam dos pais?

José do Egito foi vendido pelos irmãos. Foi trabalhar na casa de Potifar e a mulher deste quis se dar a José, mas ele disse que “não”, porque ela já era casada. Satanás é oportunista. Essa mulher ficava esperando a hora oportuna para tentar seduzi-lo [José]. José disse: “Eu não posso trair a Deus e a seu marido”. Por isso este sabia que não poderia ficar ali e fugiu.

Marido, não brinque com o seu casamento! Não brinque com sua mulher. É preciso fugir das situações de tentação. A esposa de Potifar mentiu e começou a gritar dizendo que José tinha se encontrado com ela. E assim ele foi preso injustamente. Mas, anos mais tarde, ele se tornou o governador do Egito, e sabia que, em tudo o que estava acontecendo em sua vida, Deus estava com ele.

Da mesma forma, saiba que, tudo o que você está vivendo hoje, Deus está com você! As provações são momentâneas, passageiras. O cristão que sabe disso não se ilude.

Por intermédio da história de José do Egito, com seus filhos, eu quero lhe indicar três heranças que os pais não podem se esquecer de deixar aos filhos. A primeira é a herança emocional. O nome do primeiro filho dele era “Manassés”, cujo significado é: “Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai”.

"Qual a herança você quer deixar para os seus filhos?", questiona Chrystian Shankar

“Qual a herança você quer deixar para os seus filhos?”, questiona padre Chrystian Shankar. Fotos: Wesley Almeida/ CN

Cuidado com os nomes que vocês colocam nos filhos. Procure saber o significado deles. Sou muito grato à minha mãe pelo nome que ela me deu: Chrystian Shankar, que significa “aquele que segue a Cristo para levar alegria”.

Com essa escolha, José mostrou para Manassés que ele decidiu perdoar a sua história. Por isso, pais, ensinem seus filhos a perdoar. Ensine seus filhos a viver em paz uns com os outros. José ensina, com o nome do seu filho Manassés, que ele perdoou sua história. Por isso, Manasés tinha uma herança emocional forte.

Há pais que não dão exemplo à família, brigam dentro de casa, transmitem sentimentos de vingança, de ódio e de falta de perdão aos filhos e não os ensinam a rezar. Pais que são desequilibrados, o resultado é: “filho de peixinho, peixinho é”. Os filhos acabam se tornando pessoas desequilibradas também. O filho é a reprodução e o reflexo dos seus pais. Por isso deixe para os filhos uma herança emocional.

A segunda herança é a da moral. A moral se resume nos costumes e nos valores da pessoa, que é um guia para ela. Como você vive a sua moral quando você está sozinho? Deus nos vê vinte quatro horas por dia, por isso nosso comportamento deve ser de acordo com a moral cristã.

José sempre trabalhou para o seu pai. Pais, vocês estão ensinando seus filhos a pescar? Ou estão lhes dando o peixe? Ensine-os desde pequenos a trabalhar. Dentro da sua casa, quem manda é você. Não tenha vergonha da sua família. A boa administração começa por aquilo que você tem. Precisamos ensinar os nossos filhos a persistir em tudo e a não desitirem de seus sonhos. Hoje as pessoas estão muito “moles”, desistem logo na primeira dificuldade. Quando realmente se quer algo se consegue. É preciso persistir. José não desistiu de seus sonhos na casa de Potifar, nem enquanto esteve na prisão. Não desista da sua família, dos seus filhos e do seu casamento! Para conseguir algo é preciso ser persistente.

A terceira herança é espiritual: José era fiel a Deus. “Deus me fez crescer na terra da minha aflição”. Isso é herança espiritual. Precisamos ser fiéis a Deus Pai. Existem muitos pais que querem deixar para os filhos uma conta no banco com dinheiro, mas não lhes dão uma Bíblia. Onde estão as nossas famílias? Estão aos pés da cruz? A nossa família precisa deixar para os filhos uma herança espiritual. José levou Efraim e Manassés para que fossem abençoados. Você tem levado seus filhos à igreja para serem abençoados por Deus? Pais, qual foi a última vez que seus filhos os viram com a Bíblia nas mãos?

Família que se reúne em torno da Palavra, que convida Maria para entrar na sua casa, pode acabar o “vinho”, mas Nossa Senhora certamente vai providenciar sempre o “vinho melhor” no final.

Pais, caprichem na herança que vocês vão deixar para os seus filhos. Eu não lhes disse que deixem carros e dinheiro a eles, mas sim a herança emocional, moral e espiritual.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio


Padre Chrystian Shankar


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis – MG

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo