Até os confins da terra

Deus quer que as pessoas sejam revestidas do dínamo do Alto

Monsenhor Jonas. Foto: Wesley Almeida/cancanova.com

O trecho da Sagrada Escritura que coube a mim foi Lucas 24,49.

As promessas de Deus se realizam, e o Senhor até usa a palavra “prometido”. A condição era muito simples: após a ressurreição de Jesus, que todos permanecessem na cidade, na expectativa de Sua volta.

A palavra grega dynamis quer dizer “energia”, e é isso é que Jesus está dizendo, Ele quer que as pessoas sejam revestidas do dínamo do Alto.

Na passagem dos Atos dos Apóstolos 1,4-8, Deus cumpre as Suas Palavras. A passagem diz que João batizou na água, e batizar na água é aquilo que se faz nos ritos orientais, e é como os evangélicos fazem, mergulham as pessoas na água.

A grande graça da minha vida foi receber o batismo no Espírito Santo! Ele aconteceu no dia 2 de novembro de 1971, no comecinho da Renovação Carismática Católica. Eu não era um padre muito destacado entre os meus colegas. Comecei a aprender a tocar violão na Teologia e até me destaquei um pouco, mas era um padre comum.

Tínhamos, na cidade de Lorena (SP), um bom grupo de jovens, muitos jovens, não só de Lorena, mas de outras dioceses, que também participavam desse grupo. Eu sentia que esse grupo não tinha muita ação; então, convidei o padre Irineu para fazer uma pregação e colocar fogo naqueles jovens.

O padre falava muito sobre o Espírito Santo, e eu me perguntava quando ele falaria sobre a ação. As passagens bíblicas que ele trazia eu conhecia, mas me tocaram de tal maneira, como nunca me tocaram antes. Eu precisava de uma ação diferente, que vinha de alguém que o padre estava nos apresentando.

Eu não aguentei ficar até o fim da palestra. Fui à capela e dizia ao Senhor que não sabia o que estava acontecendo, mas pedia a Ele: “Dá-me!”.

“Descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força” (At 1, 8). Caiu sobre mim o Espírito Santo! Deus veio em meu auxílio, deu-me dínamo. Eu não era mais o mesmo padre, eu era ativo. Duas coisas aconteceram: eu fui incendiado pelo Espírito, depois “incendiei” os outros e eles “incendiaram” todo o trigal.

Leia mais:
.:Vida nova no Espírito
.
: A força transformadora do Espírito Santo

 

Transcrição e adaptação: Karina Silva

 


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo