Não pare nas suas limitações

Padre Arlon

Padre Arlon Cristian. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Queremos que as pessoas da nossa casa sejam curadas, mas não as levamos para Jesus.

Para ouvir a voz do Senhor, segundo o Evangelho, é preciso ter ouvidos atentos. O surdo tem o grande desejo de ouvir porque não escuta, e nós, que escutamos, deixamos a Palavra de Deus passar.

O Evangelho diz que aquele surdo foi levado por alguém. Lógico, se ele era surdo não poderia ouvir Jesus chegar. Alguém o levou para Jesus, esse alguém não era surdo, ele tinha ouvido a Palavra de Deus e acreditava que o Senhor poderia curar aquele seu amigo.

O Evangelho fala não somente da surdez física, ele fala também da surdez espiritual. O surdo espiritual é aquele que não escuta a Palavra de Deus. Aquele surdo só foi curado porque alguém o levou até Jesus.

Quantas pessoas da nossa casa e da nossa família não são curadas porque não as levamos para Jesus. Queremos que sejam curadas, mas não as levamos para Jesus. Peçamos também ao Senhor que Ele nos cure da nossa surdez espiritual.

Geralmente, o surdo não fala porque não escuta. Quem não escuta a voz, a Palavra de Deus não poderá lhe falar de Deus. Para falar é necessário ouvir e é por isso que, muitas vezes, nós não testemunhamos porque não ouvimos.

PadreArlon

Padre Arlon Cristian. Foto:Wesley Almeida/cancaonova.com

O ser humano sempre quer cobrar do outro aquilo que ele mesmo, muitas vezes, não vive. Muitas vezes, não falamos do Evangelho, mas queremos que o outro fale.

Reze sobre os seus ouvidos e peça ao Senhor: “éfeta!”. Abra-se à Palavra de Deus e diga: “Eu quero ouvir a Sua voz, Senhor! Quero ouvir Suas moções. Abra os meus ouvidos para as palavras boas“. Ore pedindo ao Senhor que você tenha ouvidos de discípulo.

Coloque as mãos sobre seus olhos e peça ao Senhor: “éfeta!”. Clamando a Ele: “Senhor, quero ter um olhar de misericórdia sobre as situações e sobre as pessoas, não quero ter olhos maliciosos. Quero vê-Lo nas pessoas, Jesus. Quero vê-Lo nas situações“.

Com as mãos sobre sua boca, repita: “éfeta!”. E peça a Jesus: “Quero ter boca de discípulo, que elogia. Que saiam da minha boca palavras que curam, salvam e libertam, e não palavras de desânimo. Abra meus lábios para eu ser um anunciador da Sua Palavra, Senhor”.

E com as mãos sobre seu coração, diga novamente: “éfeta!”, pedindo a Jesus: “Quero ter o Seu coração, Jesus. Abra meu coração para amar e para perdoar. Abra meu coração para não ter ódio de ninguém. Eu quero, Senhor, abra o meu coração!”

Nós não podemos parar nas nossas limitações. Talvez você não seja surdo, mas tenha dificuldade em falar em público, seja tímido ou tenha dores no corpo. Não pare em sua limitação. Não podemos parar em nossas limitações por causa do Evangelho, para anunciar a Palavra de Deus.

Nós passamos por dificuldades físicas, por enfermidades, mas não paramos porque sabemos em quem colocamos a nossa confiança.

Transcrição e adaptação: Míriam Santos Bernardes

contribuicaocn

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600


Padre Arlon Cristian


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo