Qual é o meu próximo?

pregacaodunga- qualeseuproximo

Dunga,  missionário da Comunidade Canção Nova. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Gostaria que cada um se sentisse como um alvo que vai receber o amor de Deus. Todos precisamos nos colocar nesta condição. Imagine que você é um alvo, coloque-se nesta condição e pare para pensar do que estamos sendo alvo neste momento.

Imagine o “bombardeio” de palavras, vindas de Deus, que estamos recebendo neste acampamento. Deus está mirando cada um de nós agora.

Todos já sentiram a sensação de ser paquerados (as). É muito bom quando percebemos isso, o que é normal na época da juventude, quando estamos à procura de alguém no meio da multidão e o miramos. Quando paqueramos alguém nós o admiramos e damos a essa pessoa toda a importância que ela tem, porque naquele momento está nascendo algo especial, o amor.

Por isso, quando deixamos de experimentar este olhar apaixonado por Deus por nós, acabamos nos afastando d’Ele. A pessoa que é alvo do amor do Senhor acaba se afastando d’Ele.

A passagem bíblica, que Deus colocou no meu coração nesta manhã, foi a história do bom samaritano, narrada no livro de São Lucas 10, 21 e seguintes. Nós precisamos ser este bom samaritano na vida do outro.

contribuicaocn

Estes versículos contam que um homem vinha pela estrada e, de repente, ele foi assaltado, mas, antes de Jesus narrar esta história, um fariseu querendo pegar o Senhor em contradição enquanto Ele pronunciava essas palavras, perguntou-Lhe o que ele precisaria fazer para entrar no Reino do céus. E Jesus respondeu lhe perguntando o que diziam as Sagradas Escrituras.

A resposta estava na ponta da língua daquele fariseu, mas, por querer se justificar e continuar a conversa, ele perguntou a Jesus quem era o seu próximo. O Senhor Jesus conta esta parábola para que ela se repita na nossa vida. Assim como o fariseu, se nós perguntássemos isso para Jesus hoje iríamos encontrar muitas respostas, porque no nosso dia a dia temos muitas pessoas ao nosso lado.

Pergunte para Jesus quem é seu próximo. Se o Senhor fosse contar esta parábola hoje Ele iria usar outros exemplos, mas, naquela época, Ele afirmou que, primeiro, passou um juiz, depois um levita e por último um samaritano e que todos olharam para aquela pessoa que precisava de ajuda.

qualeseuproximo

Peregrinos ouvem atentamente às palavras do consagrado nesta manhã de retiro de #carnavalcn. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O bom samaritano desceu do seu cavalo, pegou o vinho e o derramou nas feridas daquele homem e depois passou o azeite nelas. Depois o carregou e o levou a uma hospedaria para que fosse cuidado.

Jesus nós pede que sejamos como este homem que olhou para o próximo e decidiu o ajudar. O Senhor precisa de nós para sermos portadores da Sua Palavra. Deus nos convoca a sairmos da condição de desanimados em que nos encontramos e irmos com Ele.

O que você acha que anima mais um exército inimigo: ver o soldado lutando ou agonizando no chão? Certamente é ver o soldado fora de combate. Deus precisa de nós para sermos instrumentos das Suas ações e nos convida a sermos este bom samaritano. O nosso próximo é aquela pessoa da qual nós aproximamos dela. Este primeiro passo quem tem que dar somos nós. Precisamos nos aproximar das pessoas e o Espírito Santo neste momento já nos mostra quem é a pessoa que necessita das nossas palavras. Nós precisamos voltar para alguém, por isso agora esta pessoa se tornou o seu alvo.

Jesus mira para cada um de nós e ao mesmo tempo planta em nós a sementinha do amor. Rezemos juntos esta oração: “Senhor, até este exato momento eu não percebia, mas agora percebo como sou amado. Como o Senhor repara em mim, mas, Senhor Jesus, eu não posso ser egoísta, tenho um endereço para onde voltar. Tenho pessoas que estão quase mortas à beira do caminho e das quais preciso me aproximar agora.”

Deus quer colocar, realmente, essas pessoas em nosso coração. A nossa distância da pessoa que sofre pode ser encurtada somente pelo fato de olharmos para ela. Hoje a distância entre as pessoas é muito grande, como a existente entre pais e filhos ou maridos e esposas.

Existe um elenco de pessoas que mais amamos. Vamos fazer uma lista das pessoas que amamos e analisar como podemos ajudá-las ou ouvi-las. Devemos diminuir esta distância e reconquistar essas pessoas.

Jesus vai se sentir muito feliz com esta sua decisão, porque Ele vai ver que as pessoas vão voltar a sentir seu amor, porque nós seremos este elo e intercessores delas. Invista, com muito mais empenho, nos valores cristãos e no diálogo com os seus filhos. Não adiantaria nenhum esforço na formação dos nossos filhos se não entendermos que precisamos nos aproximar deles e lhes dizer sempre: “Eu te amo, filho (a)!”.

De nada adianta termos grande amigos se não se aproximarmos deles. Deus nos ajudará no momento deste encontro e vai usar do que somos para falar com esses irmãos. O Senhor tem a grande possibilidade de fazer o Seu amor se multiplicar no ambiente em que estamos vivendo.

Onde estamos Deus quer falar conosco. O nosso próximo é aquele de quem decidimos nos aproximar. Decida falar de Jesus e saia da condição do “tenha dó de mim” e leve o milagre do Senhor para alguém. O milagre tem começo, meio e fim. O seu problema já foi resolvido quando tomou esta decisão e agora vamos iniciar o começo do milagre na vida de alguém.

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges

 

Adquira esta pregação pelo
telefone (12) 3186-2600

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo