Diante da morte, conserva a chama da fé

Maria Renata

Diante da morte, conserva a chama da fé

A missionária da Comunidade Canção Nova, Maria Renata, pregou durante o Acampamento “A Cura dos traumas da morte”, sobre o tema: Diante da morte, conserva a chama da fé.

“Estamos vivos e isso é a nossa base, essa é a nossa força; porque a nossa vida está firmada no autor da vida, que é Jesus, que é Deus.

Meu nome é Maria Renata, sou missionária da Comunidade Canção Nova, cheguei aqui com 18 anos; e hoje tenho 51 anos com cara de 30 anos, ‘brincadeira a parte’, mas muito feliz e muito realizada em ser missionária, em ser evangelizadora, em ser batizada.

Sou consagrada a Deus e chamada a evangelizar como você, na sua realidade, eu na minha. Todos nós somos missionários, sou mãe de três filhos: Cláudio José Evangelista Filho, João Pedro Pereira Evangelista e Enrico José Pereira Evangelista. Fui casada com o Cláudio, também missionário aqui na Canção Nova, e que há um ano e quatro meses faleceu por consequências da covid-19.

A gente sabe que, um dia, todos nós vamos morrer, mas esperava ficar casada por muito mais tempo, 19 anos foi tão pouco… Mas eu imagino que, se eu tivesse ficada casada por 50 anos, assim como muitos, deveria falar a mesma coisa: “foi tão pouco, foi tão rápido”.

O tema da pregação é “Diante da morte, conserva a chama da fé”. E vou partilhar com vocês o que eu estou buscando para viver a fé, não quer dizer que eu já estou pronta, que tudo que estou tentando eu consigo todos os dias, é um dia de cada vez.

Hoje, eu estou conseguindo; e não quer dizer também que você vai ter que fazer igualzinho, porque a sua dor é a sua dor, mas, talvez, te ajude pegando as dicas; se levantando e sorrindo, seguindo em frente, chorando, mas também enxugando as lágrimas.

Para que possamos seguir em frente, precisamos acreditar naquilo que não vemos. Fé em Deus é acreditar que Deus é Deus independente das circunstâncias.”

 

Confira a pregação completa:

↑ topo
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com