Um amor mais forte

umamormaisforte

Rogéria Moreira. Foto: Tiba Camargos/cancaonova.com

Quando todos vão embora, só o amor de Deus fica

Você já atualizou o seu status nas redes sociais? E para o Senhor, você também atualizou seu perfil? No que você está pensando? O que está sentindo agora? Sente tristeza ou medo? Então, você precisa ir à raiz desse sentimento e atualizar o seu relacionamento com Deus.

Você traz raiva em seu coração? Qual o motivo desse sentimento? Atualize o seu perfil com Deus. Talvez você esteja sentindo muita alegria! Atualize esse sentimento com o Senhor e louve-O por isso.

Faça esse exercício durante a semana; dê nome aos sentimentos. Muitas vezes, atualizamos nossas emoções nas nossas redes sociais, mas não o fazemos com Deus. Se fizermos isso, nosso dia será melhor.

A chave da cura é o amor, a qual não se vende nem se compra por dinheiro nenhum. O amor de Deus por nós é de graça; ninguém faz por merecê-lo! É esse amor que o Senhor quer derramar sobre nós.

Há alguns dias, minha filha Kiara fez a primeira comunhão, em Curitiba (PR), aos 12 anos. Quando ela recebeu Jesus, chorou bastante. Depois, fui abraçá-la e lhe perguntei: “Filha, o que você sentiu?”. Ela respondeu: “Mãe, eu leio muitos livros de romance, como a senhora bem sabe. Mas esse amor que eu senti é muito mais forte que o amor de romance, muito maior que tudo”. Eu me emocionei com ela.

Quando eu tinha dezessete anos, participava do grupo de oração. Certo dia, uma música bem antiga começou a tocar: “Tu és minha vida, outro Deus não há”( composição de Paulo César de Oliveira). Essa música foi entrando em mim de uma tal forma, que eu fui tocada profundamente. Vi Jesus na minha frente, e Ele me dizia: “A partir de hoje, nada vai nos separar!”. E a partir daquele momento, tudo mudou na minha vida.

A Palavra meditada está no Evangelho de São João 4, 1-29

Os judeus não gostavam dos samaritanos, tinham uma certa rejeição por eles. Mas vemos, no início desta Palavra, que Jesus parecia ter um encontrado marcado com a samaritana. O Senhor tem a hora certa para nos encontrar. Se você que está rezando por alguém da sua família, saiba que Jesus tem uma hora marcada com esta pessoa. Confie!

Algumas pessoas preferem morar sozinhas num apartamento, não tem contato com as pessoas, porque se escondem de medo de serem machucadas.

A samaritana tinha medo dos judeus, mas Jesus lhe pediu água. Ele foi chegando de mansinho, pois sabia que, se chegasse com tudo, ela poderia rejeitá-Lo. O Senhor faz assim conosco também. Ele chega de mansinho por meio de uma música ou uma palavra.

Cristo foi se aproximando daquela mulher e pediu de beber. Com essa atitude, ela já foi se sentindo amada, e a partir daí, Ele começou a trabalhar no interior dela. O Senhor lhe ofereceu a Água Viva. Cuidado com a água que você está bebendo! A cura de que você precisa está no Senhor.

umamormaisforte

“Existe um amor muito mais forte que é capaz de nos levantar”, afirma Rogéria. Foto: Tiba Camargos/cancaonova.com

Jesus ofereceu o Espírito Santo àquela mulher, porque ele queria derramar Seu amor sobre ela. Ele lhe mostrou que ela precisava de cura na sua afetividade. “Todo aquele que beber da minha água nunca mais terá sede!”. É como se Ele quisesse dizer a ela: “Só eu posso saciar esse vazio. Só eu posso preenchê-lo. As pessoas têm buscado uma fonte errada, por isso estão “batendo a cabeça” por aí. Jesus ofereceu à samaritana algo muito maior, algo que ela nem imaginava. Ele curou suas feridas.

A mulher disse: “Senhor, dai-me desta Água para que eu não sinta mais sede!”. Ela quis dizer: “Dai-me desta Água para que eu não precise me esconder mais, para que não senta mais essa rejeição. O Senhor lhe respondeu: “Traga seu marido!”. E ela disse: “Não tenho marido!”. Jesus foi à raiz da sua história. Essa mulher viveu muitas coisas na sua afetividade. Ela teve cinco maridos e precisava ser curada no seus afetos. Os amores que ela teve foram passageiros, por isso o Senhor queria tocar nos seus afetos. Hoje, as pessoas também vivem essas feridas na afetividade.

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Coríntios 13,4-7).

Infelizmente, as pessoas estão trocando de marido ou de esposa como se troca de roupa. Muitas delas colocam mais amor na criação do que nas pessoas. Esses amores são falsos, são passageiros; temos de amar com perdão, querendo o bem do outro. Esse amor é o que cura. O abraço e o carinho de uma mãe muda tudo na vida do filho. Se você tem um filho agitado, faça a experiência de abraçá-lo.

A samaritana disse para Jesus: “Eu sei que virá o Messias, e quando Ele vier, nos fará conhecer todas as coisas”. E ele diz: “Sou eu quem fala contigo!”. Quando Jesus falou com ela e olhou nos Seus olhos, recebeu a cura naquele momento, porque a Palavra vai dizer que ela saiu para testemunhar para todos quem ela tinha conhecido. Foi ou não foi uma cura que Jesus fez?

Será que Deus não fala com você também? Essa mulher experimentou o amor mais forte que tudo. Madre Tereza dizia que “o amor dói”. Eu sei que as pessoas que estão assim hoje, procurando um amor passageiro. A Palavra nos diz: “Se você está no abismo, em uma situação de morte, ali Deus encontra você!” (Salmo 139). Se você viveu ou está vivendo uma situação dolorosa, Deus está com você.

Existe um amor muito mais forte que é capaz de nos levantar. Quando todos vão embora, só o amor de Deus permanece.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

:. Adquira o CD Oração e Canções de Cura para as Mães em nossa loja virtual

contribuicaocn

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo