Educação Social: um olhar para o futuro

Segundo o Professor Franscisco Sodero, no sistema de ensino adotado por Dom Bosco para a educação dos jovens, o educador deve se dedicar ao bem dos alunos, buscando potencializar neles suas maiores virtudes, trabalhando assim cada um de forma específica.

Com o auxílio do Documento de Buga (1967), a Igreja decidiu atuar efetivamente na educação voltada para o desenvolvimento, realizando uma promoção social que conduza ao desenvolvimento, a partir de uma esfera privilegiada entre essa instituição [Igreja] e o mundo.

A partir desse ponto, com a visão globalizada voltada às mais diversas áreas, a abordagem integradora apresentou uma educação visando ao crescimento pessoal, à justiça social, à qualidade de vida e ao desenvolvimento sustentável. Assim esse conceito começou a ganhar espaço dentro da Educação Social.

Não se pode mais ter a ideia de uma instituição de ensino fechada para a comunidade. Essa ideia está desaparecendo, tanto que um dos quesitos que o MEC analisa para avaliar a instituição de ensino são os projetos sociais realizados por ela com a comunidade próxima.

Com isso, estamos caminhando para a interdisciplinaridade, integrando o conhecimento, em busca da complexidade real que vamos encontrar, considerando as teias de relações nos diferentes aspectos vividos, segundo o professor.

É preciso educar para a cidadania global, preparando os indivíduos para ser capazes de conviver e comunicar-se num mundo interativo e interdependente. É necessário formar pessoas que tenham consciência de fraternidade, solidariedade e coletividade; esse é o papel da Educação Social.

A Faculdade Canção Nova foi formada tendo em vista essa proposta. Buscando formar homens novos para um mundo novo, e não apenas pessoas preparadas para lidar com números e com as cobranças exigidas pelo mercado.

A instituição de ensino superior da Canção Nova baseia-se nos fundamentos da promoção do desenvolvimento integral das pessoas, das comunidades e das organizações. Explorando as potencialidades dessas áreas com a ajuda de atitudes humanas, cristãs e cidadãs a serviço da comunidade. O objetivo dessa instituição é capacitar profissionais com uma educação de qualidade, além de orientá-los eticamente para que sejam comprometidos socialmente, apoiados em valores em conformidade com o pensamento social cristão.

O futuro da Educação Social está justamente na coletividade, no trabalho integrado, pois o verdadeiro profissional, além de capacitação deverá estar preparado para ser social diante das diversas situações que enfrentará.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo