Um guia dos novos movimentos e comunidades eclesiais

Devido a enorme importância que os novos movimentos e comunidades eclesiais representam hoje para a Igreja, uma expressão da nova \”primavera\” da Igreja, o Conselho Pontifício para os Leigos publicou pela primeira vez \”um repertório\” dos mesmos. O volume, editado pela Livraria Editorial Vaticana, apresenta a identidade, a história, a difusão e outros dados de 122 \”Associações Internacionais de Fiéis\”.

Segundo o arcebispo Stanislaw Rylko, presidente do Conselho Pontifício para os Leigos, João Paulo II apresentou os movimentos como \”um dos frutos mais significativos da primavera da Igreja que brota do Vaticano II\”. O próprio Papa, segundo o arcebispo polonês, via nestas realidades um \”motivo de esperança para a Igreja e para os homens de nosso tempo\”, \”uma obra do Espírito que constitui a Igreja em um fluxo de vida nova, que corre dentro da história dos homens\”.

\”Em um mundo cada vez mais secularizado, onde a fé está fortemente provada e com freqüência sufocada e apagada, os movimentos e as novas comunidades, sendo portadores de uma novidade não esperada e que irrompe, são a resposta suscitada pelo Espírito Santo a este dramático desafio\”, disse o arcebispo.

Por este motivo, Bento XVI convocou o segundo encontro destas novas realidades eclesiais para a próxima solenidade de Pentecostes, no Vaticano, que neste ano se celebra em 4 de junho. (Fonte: Zenit.org, CIDADE DO VATICANO, 8 de maio de 2006)

Sem dúvida as novas Comunidades e os novos Movimentos da Igreja surgidos após o Concílio Vaticano II, são hoje a grande força evangelizadora da Igreja. Através deles realiza-se concretamente a \”Nova Evangelização\” tão pedida pelo Papa João Paulo II, com novo ardor, novos métodos e nova expressão.

Inúmeros são os Retiros e Aprofundamentos que ocorrem hoje em todo o mundo, em sua maioria conduzidos por leigos preparados e engajados seriamente na Igreja, em profunda comunhão com os bispos e os sacerdotes. Comunidades de vida e de aliança nascem em todo o mundo, conquistando especialmente jovens que desejam dedicar-se inteiramente ao serviço de Deus e da Igreja.

Realmente o Espírito Santo ouviu e atendeu o clamor do querido e beato Papa João XXIII, que ao abrir o Concílio Vaticano II pedia-Lhe um Novo Pentecostes para a Igreja; ele está ai.

Prof. Felipe Aquino

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo