Família, sinal da presença e do amor de Deus


Mazinho:
 Sou esposo da Celiane. Nós temos quase 21 anos de casado e três filhas: a Rafaela de 19 anos, a Jéssica com 18 e Samara de 15 anos. Somos uma família que busca a todo momento agradar a Deus. Erramos, mas a cada dia tentamos acertar. Somos consagrados há 10 anos na Comunidade Canção Nova, e em fevereiro nos consagramos para sempre diante da Igreja e de Deus.

Celiane: Nossa família deve ser um sinal diante do mundo. Nós não somos diferentes de vocês. Não somos santos, mas buscamos a santidade. Lutamos e sofremos como vocês. Lutamos para fazer de nossas famílias um sinal do amor de Deus.

Essa é a missão de nossas famílias, ser, no mundo, sinal da presença de Deus. Os sacerdotes, religiosos têm um modo particular de demonstrar o amor de Deus. Mas o Senhor quis vir em uma família. Ele podia ter vindo de várias formas, mas quis vir em uma família simples para nos dizer que riquezas não importam, mas é necessário que a família seja um sinal do amor de Deus. Na simplicidade, nós seremos sinais do amor de Deus no nosso dia-a-dia.

Mazinho: Deus não veio de forma suntuosa, mas de forma simples para nos ensinar a viver na simplicidade. É no ordinário do dia-a-dia que constituiremos famílias santas para serem sinal de Deus na humanidade. A família é um projeto de Deus. É dela que vêm os sacerdotes, as religiosas, os líderes e pregadores. Por isso, não podemos deixar que a destruam! Ela será sinal de restauração da humanidade, do nosso dia-a-dia.

Celiane: Nós temos em nossas mãos os documentos da Igreja, a Palavra de Deus e as pregações para nos ajudar a fazer a vontade do Senhor. Desde a criação, Deus já pensou nas famílias. Ele criou o homem e a mulher porque não fomos criados para sermos sozinhos. Eu sou presença de Deus na vida do meu marido e ele é sinal de Deus em minha vida. É este o convite para você: ser sinal do amor de Deus!

Mazinho: É maravilhoso ver que quando Deus criou o homem, Ele criou alguém para ajudá-lo. A primeira grande declaração de amor foi quando Adão acordou de seu sono, viu Eva ao seu lado e se alegrou com a presença daquela que foi criada para caminhar com ele.

Para melhorarmos o mundo, precisamos santificar nossa família. Ela é o berço de uma sociedade nova. Mesmo que você tenha 50 anos de casado e nunca escutou isso, você precisa, a partir de hoje, santificar sua família.

Celiane: A vida de oração do casal é de vital importância para a vida da família. Sara casou-se sete vezes e todos os seus maridos faleceram. Quem aproximou Tobias de Sara foi o arcanjo Rafael, que deu alguns conselhos a Tobias que deveriam permanecer em oração por três dias, com a promessa de terem filhos saudáveis, expulsarem o demônio do casamento e terem o nome escrito na socidade dos santo patriarcas.

“Todos os seus bens te devem pertencer: mas é preciso que a recebas por mulher. Pede-a, pois, ao seu pai, e ele ta dará por mulher. Tobias replicou: Ouvi dizer que ela já teve sete maridos, e que todos morreram. Diz-se mesmo que foi um demônio que os matou, por isso eu temo que o mesmo venha a me acontecer, a mim que sou filho único, e desse modo faça descer lamentavelmente a velhice de meus pais à habitação dos mortos. O anjo respondeu-lhe: Ouve-me, e eu te mostrarei sobre quem o demônio tem poder: são os que se casam, banindo Deus de seu coração e de seu pensamento, e se entregam à sua paixão como o cavalo e o burro, que não têm entendimento: sobre estes o demônio tem poder. Tu, porém, quando te casares e entrares na câmara nupcial, viverás com ela em castidade durante três dias, e não vos ocupareis de outra coisa senão de orar juntos. Na primeira noite, queimarás o fígado do peixe, e será posto em fuga o demônio. Na segunda noite, serás admitido na sociedade dos santos patriarcas. Na terceira noite, receberás a bênção que vos dará filhos cheios de saúde. Passada esta terceira noite, aproximar-te-ás da jovem no temor ao Senhor, mais com o desejo de ter filhos que o ímpeto da paixão. Obterás assim para os teus filhos a bênção prometida à raça de Abraão”. Tobias 6, 12-22

São Rafael teve uma presença muito importante em nosso namoro, noivado e casamento. Nós também só consumamos o nosso casamento no quarto dia de casados, porque queríamos ter em nossas vidas, as graças das promessas que Deus fez para Sara e Tobias. Nós queremos o céu!

Nós também temos as nossas diferenças. Tem dia em que um pisa na bola com o outro, mas a santidade está em saber relevar essas coisas. Morrer para si a cada dia, pois a santidade do casal não é se trancar na capela, mas viver um para o outro, respeitando seus limites.

Mazinho: Porque Deus realizou o seu primeiro milagre nas bodas de Caná? Porque as famílias realmente possuem muitas dificuldades. É preciso que nós estejamos com nossas talhas cheias de água para que Jesus as transforme em vinho novo.

Vivemos em um individualismo, onde tudo é meu: minha TV, minha conta, meu vídeo. Mas quando nos casamos, somos uma só carne. Somos um só!

Celiane: É preciso tomar muito cuidado com as prioridades da nossa família. Enquanto eu dei maior atenção à minha casa, foi a fase em que o Mazinho deu maior atenção ao trabalho dele. Assim nós quase perdemos o nosso casamento. O primeiro lugar na minha vida deve ser o Mazinho e o primeiro lugar na vida dele deve ser eu. Não os filhos! Os filhos são beneficiados pelo nosso amor. Precisamos ser parceiros, pois quando vierem as dificuldades, vamos passar por elas juntos.

Mazinho: Deus é essencial. Ele nem entra na ordem, pois ele é o primeiro lugar. O lugar de Deus em nossa vida é do Senhor. Se não tivermos isso na mente, nós podemos perder o nosso casamento.

As novelas só mostram a família de forma degradada. Você não pode deixar que essas imagens entrem em seu coração. Tenha um lugar em sua casa para a oração e, na hora da novela, una a sua família para rezar. Precisamos rezar juntos, comermos à mesa juntos, sermos família, mas para isso é preciso estarmos juntos.

A nossa missão como casal é santificar um ao outro. Temos a tarefa de melhorar um ao outro e não de acusar a cada erro. Sei que é difícil, mas dobre o seu joelho e peça força para Deus. Eu sou tão ruim que Deus precisou de ajuda para me melhorar. Por isso colocou Celiane em minha vida.

Nós precisamos ser sinal do amor de Deus para o mundo. Nossos filhos serão pessoas melhores por isso. Somos representantes, um para o outro, do amor sobrenatural de Deus! Por isso o amor não tem prazo de validade e não se abala nas tribulações! O amor cresce à medida que perdoamos!

A família é um projeto de Deus, um santuário de vida!

Celiane: Que Nossa Senhora, que é medianeira de todas as graças, seja Senhora de nossas famílias!

Aprendi com uma irmã de comunidade que todas as vezes que rezamos a Salve Rainha, Nossa Senhora abre todas as vias. Que ela passe a frente de nossas famílias! Vamos rezá-la juntos, em família!

Transcrição: Renan Félix
Fotos: Natalino Ueda


Mazinho e Celiane


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo