Fazer da própria vida Eucaristia

Diácono Adriano Zandoná
Foto:

Hoje celebramos a Festa de Corpus Christi, a solenidade do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é a Eucaristia.

Como você já deve saber, a categoria de tempo só existe para nós seres humanos, para Deus não há tempo, é sempre um presente constante.

A Eucaristia é um memorial que se atualiza no hoje constante, e se atualizando, atualiza o amor de Jesus por mim e por você.

A Eucaristia é uma realidade ininterrupta que o tempo não foi capaz de abarcar, é um remédio para o presente, porque ela nos sustenta em meio às dificuldades dos tempos atuais, em meios às perdas, às ausências, ela sustenta a nossa caminhada diária.

A Eucaristia é o penhor e é o ápice da glória futura, a nossa fé nos remete ao advento de Cristo. É uma realidade que nos antecede e nos precede ao céu.

Quem verdadeiramente entende o que é realmente é a Eucarística, deixa de ser refém do passado e deixa de ser uma marionete do presente e começa a ser o protagonista do futuro. Porque entende que o futuro depende de escolha, de decisão, daquele que assume sua própria vida nas mãos, e que a entrega conscientemente a Cristo, no esforço de configuração a esse exemplo de Jesus, que toca em todas as áreas de nossa vida. Isto é ter uma espiritualidade Eucarística. Uma realidade que se permite perpassar por Jesus, pela Sua presença santificadora em todas as realidades de sua vida.

A Eucaristia é o penhor e o ápice da da glória futura
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Hoje, somos chamados a meditar sobre o Corpo e o Sangue de Jesus, sobre a forma específica pela qual Deus entrou no tempo e através da qual Ele escolheu para nos acompanhar. Assim acontece na Santa Missa, primeiro comungamos do pão da Palavra e logo depois do Pão da Vida, a Eucaristia. E por que Jesus escolheu o pão e o vinho para se comunicar a nós? O pão porque é um alimento simples e acessível a todos nós, e sabemos que ele é feito de trigo e o trigo é um fruto da terra, significando o dom de Deus e o trabalho humano, dessa forma, o pão é feito da intervenção divina e do esforço humano. O mesmo também acontece com o vinho. Nestes dois alimentos existe um processo de colaboração, uma união singular da iniciativa divina e humana, e esta é uma maneira que Deus escolheu para estar em meio a nós.

Jesus escolheu a espécie do pão e do vinho para revelar que Ele é um Deus próximo a nós, fundido em nós; e mais: o pão e o vinho falam de mesa de refeição, de intimidade e de proximidade. Deus escolheu estar próximo de nós, e Ele mesmo quer nos acompanhar a partir das realidades mais simples que vivemos, para descomplicar a nossa vida e nos acompanhar em tudo o que nós somos e temos.

Deus quer continuar a cada dia se repartindo a nós para nos fazer um só corpo e um só sangue em Seu amor e em comunidade. E a Igreja nos ensina como bem participarmos do Mistério Eucarístico.

A participação ativa neste augusto sacramento deste Mistério Eucarístico, que não cabe no tempo, não é apenas uma atitude exterior, para participarmos ativamente dele é preciso tomar consciência do Mistério Eucarístico e e deve haver a conscientização de tudo daquilo que está sendo oferecido no altar.

A Santa Missa não existe para ser entendida, mas para ser vivida e experienciada.

Na exortação apostólica Sacramentum Caritatis está escrito:“A espiritualidade Eucarística não é apenas uma participação na missa e não é apenas uma devoção ao Santíssimo Sacramento, mas é uma realidade que abraça a vida inteira”. Essas são as palavras do nosso querido Papa Bento XVI.

Espiritualidade Eucarística engloba toda a vida, isso é permitir que Cristo, que está presente no presente, no passado e no futuro seja o Senhor de toda a nossa vida.

Viver uma realidade Eucarística é também aprender a ofertar e a colocar a própria vida no Mistério Eucarístico, diante do altar. Sendo uma oferta viva.

Espiritualidade Eucarística é uma espiritualidade encarnada, é a espiritualidade de alguém que aprendeu a se ofertar nas pequenas coisas da vida, é a espiritualidade de alguém que aprendeu a se configurar a Cristo em suas atitudes, é a espiritualidade de alguém que aprendeu a dar si mesmo aos outros, a repartir aquilo que tem aos outros no seu dia a dia.

Peçamos hoje na Solenidade de Corpus Christi a graça de termos esta espiritualidade Eucarística. Somos chamados a viver uma espiritualidade Eucarística em todas as realidades que vivemos.


Transcrição e adaptação: Mariana Lazarin Gabriel

 

.:Conheça também o blog do Adriano Zandoná


 

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600 begin_of_the_skype_highlighting            (12) 3186-2600      end_of_the_skype_highlighting


Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo