Não desista diante das muralhas!

Sofremos consequência à medida que vivemos a nossa fé por inteiro, tornando a contradição no mundo em que vivemos uma pedra para muitas pessoas. Esta realidade é o testemunho da fé, não para que sejamos aplaudidos, mas para que cumpramos a vontade do Senhor.

Não tem valor dizer que sou cristão e não abraçar a causa assumindo os desafios. "Ninguém acende uma lâmpada e a cobre com um vaso ou a põe debaixo da cama; mas a põe sobre um castiçal, para iluminar os que entram" (Lc 8,16). Somos chamados a dar este testemunho da fé.

"Após a morte de Moisés, servo do Senhor, o Senhor disse a Josué, filho de Nun, assistente de Moisés: 'Meu servo Moisés morreu. Vamos, agora! Passa o Jordão, tu e todo o povo, e entra na terra que dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta de vossos pés, eu vo-lo dou, como prometi a Moisés. O vosso território se estenderá desde esse deserto e desde o Líbano até o grande rio Eufrates – todo o país dos hiteus – e até o mar Grande para o ocidente'.

Enquanto viveres, ninguém te poderá resistir; estarei contigo como estive com Moisés; não te deixarei nem te abandonarei. Sê firme e corajoso, porque tu hás de introduzir esse povo na posse da terra que jurei a seus pais dar-lhes. Tem ânimo, pois, e sê corajoso para cuidadosamente observares toda a lei que Moisés, meu servo, te prescreveu. Não te afastes dela nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas feliz em todas as tuas empresas. Traze sempre na boca (as palavras) deste livro da lei; medita-o dia e noite, cuidando de fazer tudo o que nele está escrito; assim prosperarás em teus caminhos e serás bem-sucedido. Isto é uma ordem: sê firme e corajoso. Não te atemorizes, não tenhas medo, porque o Senhor está contigo em qualquer parte para onde fores" (Josué 1,1-9).

Josué recebeu uma grande proposta: a de suceder Moisés, mas ele não tinha a visão de tudo. Precisamos ser fiéis aos Dez Mandamentos, caminhar rumo à Terra Prometida e acreditar que Deus está conosco em todos os momentos e tomar posse da promessa.

Padre Roger Luís
Foto: Wesley Almeida

O que Deus tem reservado é o melhor em sua vida, e o melhor d'Ele há de vir. É preciso crer, se abrir e tomar posse dessa palavra para não ter medo. É o Senhor que nos fortalece. Você não recebeu um espírito de medo, de timidez, por isso não pare diante dos desafios, mas avance.

Wellington Silva Jardim, conhecido por nós como Eto, costuma dizer: "Água parada gera bicho, mosquito". Não podemos ficar estáticos diante dos obstáculos. "Jericó, cidade murada, tinha se fechado diante dos israelitas, e ninguém saía dela nem podia entrar" (Jericó 6,1).

Josué se depara com a muralha, mas avança. Humanamente sentiu temor, mas segue a proposta de Deus. Que tenhamos a coragem de caminhar sobre a  promessa do Todo-poderoso. Em Josué 10, podemos notar que houve uma batalha e Josué não tinha como, mas subiu de Gálgala com todos os seus guerreiros e todos os seus valentes. Então, o Senhor disse-lhe: "Não os temas, porque os entreguei em tuas mãos; nenhum deles te poderá resistir" (Josué 10, 7-8).

"Josué falou ao Senhor no dia em que ele entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse em presença dos israelitas: Sol, detém-te sobre Gabaon, e tu, ó lua, sobre o vale de Ajalon. E o sol parou, e a lua não se moveu até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto acha-se escrito no Livro do Justo. O sol parou no meio do céu, e não se apressou a pôr-se pelo espaço de quase um dia inteiro. Não houve, nem antes nem depois, um dia como aquele, em que o Senhor tenha obedecido à voz de um homem, porque o Senhor combatia por Israel. Depois disso, Josué com toda a sua tropa voltou para o acampamento de Gálgala."

O mesmo Deus, que estava com Josué, nos diz: "Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo" ( São Mateus 28,20).

O Catecismo da Igreja Católica (CIC) nos revela: "Ela [idolatria] é uma tentação constante da fé. Consiste em divinizar o que não é Deus. Existe idolatria quando o homem presta honra e veneração a uma criatura em lugar de Deus, quer se trate de deuses ou de demônios (por exemplo, o satanismo), do poder, do prazer, da raça, dos antepassados, do Estado, do dinheiro etc. "Não podeis servir a Deus e ao dinheiro", diz Jesus (Mt 6,24). Numerosos mártires morreram por não adorar "a Besta", recusando-se até a simular seu culto. A idolatria nega o senhorio exclusivo de Deus; é, portanto, incompatível com a comunhão divina" (CIC § 2113).

"Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza." (São Mateus 6, 24). Quantos idolatram o dinheiro? Temos que tomar cuidado, senão fazemos aliança em estado de idolatria, não da maneira que Deus quer que avancemos.

Milhares de mártires morreram por não adorarem a besta [maligno]. Aquele povo estava por ordem do estado, este desafia e Deus honra a Elias. Deus honra àqueles que não se apegam ao poder, que fazem a opção de seguir os Seus Mandamentos. Ele quer nos honrar em nossa vida profética.

Nos próximos anos, pertencer ao Cristianismo será crime. Jesus instituiu o matrimônio e hoje já existe um processo de criminalização. Nossa missão é acreditar em Jesus Cristo, ser fiel às Suas palavras, assim com Elias. Não podemos fazer acordos com aqueles que estão contra a Palavra de Deus.

"Deus nos faz este desafio: dar passos concretos"
Foto: Wesley Almeida

Deus nos faz este desafio: Dar passos concretos. A fé precisa ser concreta, vivida e testemunhada. Honre o Senhor com sua vida, que Ele também o honrará. Monsenhor Jonas nos diz que estamos caminhando em um tempo em que, no Cristianismo, muitos doam seu sangue. Devemos nos dobrar exclusivamente a Nosso Senhor Jesus Cristo!

"Elias disse-lhes: Tomai agora os profetas de Baal; não deixeis escapar um só deles! Tendo-os o povo agarrado, Elias levou-os ao vale de Cison e ali os matou. "Então Elias disse a Acab: Vai, come e bebe, porque já ouço o ruído de uma grande chuva. Voltou Acab para comer e beber, enquanto Elias subiu ao cimo do monte Carmelo, onde se encurvou por terra, pondo a cabeça entre os joelhos. Disse ao seu servo: Sobe um pouco, e olha para as bandas do mar. Ele subiu, olhou (o horizonte) e disse: Nada. Por sete vezes, Elias disse-lhe: Volta e (olha)" (Elias 18, 41-43).

Aquele que assume seguir a Jesus precisa ser persistente. Somos treinados a não persistir, em querer tudo na mesma hora, estamos perdendo a têmpera. Desistimos fácil das coisas, das pessoas e da oração.

"Na sétima vez o servo respondeu: Eis que, sobe do mar uma pequena nuvem, do tamanho da palma da mão. Elias disse-lhe: Vai dizer a Acab que prepare o seu carro e desça, para que a chuva não o detenha. Num instante, o céu se cobriu de nuvens negras, soprou o vento e a chuva caiu torrencialmente. Acab subiu ao seu carro e partiu para Jezrael." (Elias 18, 44).

O profeta acredita, tem fé. Não desistamos diante dos desafios, de sermos cristãos autênticos, não desistamos diante das muralhas. O céu inteiro está ao seu lado, precisamos acreditar que o nosso inimigo já está derrotado! Além de Deus, todo o céu está ao seu lado, um exército d'Ele está a nosso favor. Precisamos assumir, com determinação, a nossa fé: "Não desviar nem para direita nem para esquerda […]", como ensina a Sagrada Escritura.

João Batista não se corrompeu com o erro do rei, assim ele foi martirizado. Atualmente, pessoas na China, no Iraque, na África são mortos por serem cristãos, padres, freiras, pela fé. Se não fizermos esta promessa, como Elias, Eliseu e João Batista, iremos negar a Jesus.

No Catecismo está escrito que "o martírio é o supremo testemunho prestado à verdade da fé; designa um testemunho que vai até a morte. O mártir dá testemunho de Cristo, morto e ressuscitado, ao qual está unido pela caridade. Dá testemunho da verdade da fé e da doutrina cristã. Enfrenta a morte num ato de fortaleza. "Deixai-me ser comida das feras. E por elas que me será concedido chegar até Deus." (CIC § 2473).

Não faça concessões em nome do mal, se preciso for, perca a cabeça como João Batista! Não queira ser de acordo com aqueles que estão negando a Palavra do Senhor. Deus nos chama a atenção para sermos cristãos autênticos. O Senhor quer transformar o nosso coração, levar a essa condição de fé.

Transcrição e adaptação: Thaís Capucho

Veja também:

:: Canção Nova lança Biblía on-line para dispositivos móveis

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo