Prontos para viver o desafio do amor

Padre Silvio Cezar - Arquivo CN

Padre Silvio Cezar – Arquivo CN

“Com quantas pessoas temos dificuldade de manifestar o nosso amor?”, interpela padre Silvio César

São João realiza uma revolução quando afirma que quem não ama seu irmão, não ama Deus. Quando a Palavra vem a nós, deve nos provocar se estivermos amando Deus de todo o nosso coração.

Onde está a nossa felicidade? Não devemos buscá-la em coisas absurdas, mas nas pequenas coisas, porque Deus habita em nosso coração. E isso não deve ser apenas da boca para fora, mas testemunhado em nossa vida.

Podemos nos perguntar: “Com quantas pessoas temos dificuldade de manifestar o nosso amor, mas coragem de ficar apontando os defeitos delas! Devemos ter a coragem de demonstrar o nosso amor pelas pessoas.

A fé é o chamado que João nos faz. Deus é amor e nossa proclamação de fé deve ser verdadeira em nós. Não resolve dizermos que no Senhor está a nossa fé se não mostrarmos isso com nossa vida.

A Eucaristia tem força plena em nós quando nos deixamos conduzir por ela.

Quem ama conhece Deus, desfruta de Sua essência. Foi assim que o Senhor resolveu se encarnar em nosso meio. É preciso sair de onde estamos para cumprir aquilo que Deus quer de nós.

Jesus estava compreendendo a missão que o Pai lhe havia destinado. Podemos perceber, pelo Evangelho de hoje, que as pessoas ficaram maravilhadas com Senhor, mas essas mesmas pessoas quiseram crucificá-Lo em seguida. Jesus tinha a preocupação de entrar na vida humana, o que incomodava muitos.

Jesus queria trazer a sensação de conforto para todos, Ele era um homem de misericórdia. Cristo traduziu a todos nós a essência de Seu coração. Para Jesus não existe uma regra para cuidar de alguém, a hora de cuidar é o tempo todo. Devemos assumir nossa função de fazer o bem.

Padre Silvio Cezar  preside a Santa Missa deste primerio dia de Acampamento Revolução Jesus -  Arquivo CN

Padre Silvio Cezar preside a Santa Missa deste primerio dia de Acampamento Revolução Jesus – Arquivo CN

Quero propor a você miudezas de simpatia, de esforços pessoais para serem melhores com o outro. Cada um tem o seu “jeitão”, mas podemos ser melhores, podemos ser “gente do bem”. Que se concretize em nós essa Palavra: “Quem ama a Deus, mas não ama seu irmão, é um mentiroso”.

Podemos, assim como Jesus, assumir a Palavra de Isaías: “O Espírito do Senhor está sobre mim, ele me enviou para ser um sinal da graça de Deus”. Ele está nos fazendo um desafio de sermos um sinal da graça de Deus.

O ano só pode ser novo se nós formos novos. Aqueles que, de fato, estão em Cristo Jesus não podem perder a esperança. Que este ano seja uma ótima oportunidade de vivermos o amor.

Que o Espírito Santo coloque em nosso coração esse compromisso, pois o Senhor derramou sobre nós o Seu Espírito para que possamos amar nossos irmãos.


Padre Silvio César, sdb


sacerdote da ordem dos Salesianos de Dom Bosco e Diretor do Instituto do Coração Eucarístico Salesiano na cidade de Pindamonhangaba – SP

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo