Só alcança a vitória quem decide lutar a cada dia

Só alcança a vitória quem decide lutar a cada dia

Padre Renan Félix. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Se começamos o ano já afrouxados, no fim do ano estaremos pior do que o ano que passou”, afirma padre Renan. 

A Liturgia de hoje nos ajuda a olharmos para este início de ano e tomarmos algumas decisões para as nossas vidas diante de tudo o que foi pregado no Acampamento de Ano Novo na Canção Nova.

Há pessoas que fizeram o propósito de emagrecer e até de fazer exercícios, mas não são fiéis logo de início. Outras fizeram o propósito de estudar ou de deixar situações de pecado para trás. É muito bom começarmos um ano cheios de propósitos no coração. Eu estava preparando a homilia e recebi uma foto, publicada pelo padre Fabrício, na qual  ele dizia que não podemos baixar a guarda.

Se começamos o ano já afrouxados, no fim do ano estaremos pior do que o ano que passou. Talvez você diga: “Eu fiz o propósito de não responder ao meu marido”, daí chega em casa e você já solta um palavrão. A liturgia de hoje nos chama à decisão. Converter-se é fácil, porque no início tudo é fácil, mas permanecer na decisão é mais difícil. No começo, quando encontramos Deus, choramos, ficamos arrepiados, temos sede da Palavra, mas se não permanecermos fiéis e decidirmos verdadeiramente ficar com o Senhor, vamos querer “as cebolas do Egito” (cf. Números 11, 5), ou seja, voltar à vida velha.

O convite da liturgia é para que nós permaneçamos firmes: “Permaneça dentro de vós aquilo que ouvistes desde o princípio. Se o que ouvistes desde o princípio permanecer em vós, permanecereis com o Filho e com o Pai. E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. Escrevo isto a respeito dos que procuram desencaminhar-vos” (I João 2,22-28).

Quando a Palavra de Deus fala algo, isso não muda, porque é a lei de Deus. Quem quer viver 2015 junto com o Senhor? O lugar de Jesus Cristo foi na cruz, é por isso que precisa haver de nossa parte uma atitude concreta em nosso coração. Precisamos lutar. Dia 31 de dezembro passado houve a Corrida de São Silvestre, que no começo conta com uma multidão e no fim chegam apenas uns “gatos pingados”.

Você não tem o direito de entrar em uma vida de santidade para brincar! Ou você decide lutar ou você vai se perder ao longo do caminho. Só alcança a vitória quem decide lutar a cada dia. Eu não estou pedindo para você ser perfeito, mas para entender e lutar por aquilo que Deus tem para você. Se o nosso coração não estiver disposto a mudar de vida não adianta fazer retiros e continuar do mesmo jeito. O que o Senhor pede de nós hoje é que permaneçamos na luta. Quando a coisa está fácil todo o mundo continua, mas quando o calo começa a apertar todo o mundo quer desistir. É preciso ter um propósito de vida para permanecer.

Quando chegar o fim do ano, talvez você diga: “Eu não presto, mas estou melhor que no ano passado”. É preciso permanecer porque a promessa que Jesus nos faz é a da vida eterna. A Palavra de Deus, em Coríntios, ensina que os olhos não viram, ouvidos não ouviram e o coração não sentiu aquilo que Deus tem preparado para nós.

Só alcança a vitória quem decide lutar a cada dia

Fiéis participam da Santa Missa com padre Renan Félix. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Lute para mudar de vida e, se precisar, lute até o sangue! Chega de propósitos vazios que não duram nem um mês! Chega de propósitos fracos! Nós não fomos feitos para esta “vidinha” não! Fomos feitos para a vida eterna. Não fomos feitos para uma medalha na São Silvestre, para ganhar dinheiro e ter sorte, mas sim para a vida eterna! É por ela que nós lutamos. A nossa felicidade está no céu, onde Deus estará conosco face a face.

É preciso ter perto de nós pessoas que nos ajudem a buscar o caminho de santidade. Não dá para ser santos sozinhos. Para nos desencaminhar do caminho do Senhor há um monte de gente. Eu sei o que Deus é capaz de fazer com a sua vida se você deixá-Lo agir. Santo é o pecador que não desiste nunca, não é o pronto e o perfeito, pois nesse caminho nós não conseguimos viver a santidade sozinhos. Por isso eu fui “esperto” e vim para a Comunidade Canção Nova, porque eu sei que eu não daria conta dessa graça sozinho. Nós precisamos de pessoas ao nosso redor, que nos façam nos lembrar quem nós somos. Gente que nos conheça de verdade.

Hoje celebramos São Basílio Magno e São Gregório, dois santos do IV século da Igreja. Um morreu primeiro e o outro depois, os dois no mês de janeiro. A Igreja celebra os dois juntos, porque eles eram amigos. A Igreja olhou para a amizade dos dois e percebeu que eles não dariam conta de ser santos sozinhos. Assim é você, esposa e esposo, vocês casam para fazer o outro santo. Se você chegar lá no céu e não encontrar o seu esposo, a sua missão não foi cumprida. Marido e mulher precisam, por intermédio da amizade, ajudar um ao outro a chegar ao céu.

No Evangelho, eles queriam acabar com João Batista; e assim é na vida de muitos de vocês, talvez você vá para a igreja e já vem um monte de gente querendo desviá-lo do caminho de Deus: “Quem diria, hein? Tudo o que você já fez e agora está querendo uma vida de santo?!”. Precisamos ter pessoas que nos ajudem a chegar no céu. A Igreja hoje, no ofício das leituras, fala da amizade destes dois santos: “A única tarefa e objetivo de nós dois era alcançarmos a virtude e alcançar a vida eterna, para chegarmos ao céu”. Amigo de verdade é aquele que a única coisa que ele faz é com o objetivo de revelar Jesus a você. Se não tivermos amigos ao nosso lado, que nos façam permanecer na vontade de Deus e que nos apontem para o céu, não vamos dar conta. Se eu não tivesse amigos de Deus que me mostrassem quem, de fato, eu sou, eu não conseguiria ser santo sozinho.

Da mesma forma, se os namorados não fizerem o outro melhor no tempo em que Deus lhes permitir namorar, então não valerá a pena se casarem. Se o seu desejo de permanecer na vontade de Deus for muito grande Ele vai colocar pessoas em seu caminho para ajudá-lo. É melhor perder um sorriso na boca do seu amigo por algo que você diga, que vai levá-lo para o céu, a vê-lo sorrindo e ir para o inferno porque você não foi verdadeiro com ele.

Precisamos de pessoas que nos lembrem quem somos: filhos de Deus. O mundo quer fazer você desistir e se desclassificar, mas o Senhor o quer na eternidade. É por isso que precisamos permanecer firmes e fiéis! João Batista sabia quem ele era, por isso foi até o fim: “Eu não sou digno nem de desatar as sandálias dos pés de Cristo” disse ele. Permaneça porque tem gente que vai ajudá-lo a permanecer. Vamos permanecer até o fim! Chega de viver um Cristianismo mentiroso!

Quem sabe quem é permanece e luta até o fim pela santidade. “Padre, mas não é fácil!”, eu sei! Mas, ao conhecermos e lutarmos contra a nossa fraqueza, seremos capazes de permanecer n’Aquele que é capaz de nos fazer permanecer! A primeira coisa que precisamos identificar é que sozinhos nós não conseguiremos. Se Deus nos pede para permanecer, Ele vai nos dar tudo aquilo que é necessário: as pessoas para nos ajudarem, a graça e a Sua Presença.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

[17:10:50] Jakeline Megda D'Onofrio: 074059


Padre Renan Felix


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo