Vigiai e ficai prontos, Jesus voltará!

Vigiai e ficai prontos, Jesus voltará!

Márcio Mendes. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Esperar por esperar não tem valor nenhum se não houver um motivo

O caminho que Jesus quer percorrer é no nosso coração. E quem faz o convite a nós é o Espírito Santo. Preparai o caminho para o Senhor, porque Jesus vem! Em Mateus 24,37-44, quando a Palavra de Deus se refere à vinda de Jesus é sempre uma palavra forte, mas nunca deve nos causar medo, porque o que mais desejamos é que Ele venha ao nosso encontro. “Vigiai, pois não sabeis o dia em que o Senhor virá”. Esta palavra “vigiar” está no imperativo. E quando este verbo aparece na Escritura ele indica uma vontade de Deus que deve ser abraçada por nós. Ela nos diz que Deus deseja que acreditemos esta verdade a respeito da vinda de Jesus e a abracemos.

Não sabemos quando o Senhor virá, mas de uma coisa já sabemos: que Deus quer que vigiemos. É preciso descobrir o que esta palavra “vigiar” significa. Antes da pessoa encontrar Jesus, a Palavra de Deus tem uma ordem e um referencial: “Acreditai e convertei-vos”.

Diante de uma obra imensa, nós corremos o risco de não acreditar. Nós já vivemos em nossa vida muitos momentos que sabemos que foi o Senhor quem interveio. A intervenção do Senhor nas nossas vidas são salvadoras, inclusive sob o ponto de vista físico. Eu poderia dizer vários relatos sobre as vezes em que o Senhor interveio em minha história e me salvou. Assim como percebi estes momentos de intervenção divina, também posso dizer que houve alguns momentos em que rezei e nada aconteceu. Talvez você esteja nesta situação. Enquanto esperamos o tempo de Deus esta é a ordem: “Vigiai!”.

Se não tormarmos cuidado passaremos os nossos dias nesta terra dormindo, estacionados e dormentes, preocupados apenas com nosso bem-estar material. Esta vida pode se comparar a um sonho. Eu olho para trás e vejo quando eu tinha quatorze anos. A vida passa rápido demais! Isso mostra a brevidade da vida. No sonho coisas que demorariam anos para acontecer são realizadas num segundo, de uma vez só. Você já sonhou que estava comendo? Esta vida, muitas vezes, é assim, um sonho. Existem coisas erradas que praticamos nos sonhos que não têm consequências, mas na vida não é assim, tudo o que fazemos tem consequências boas e más.

Desperta, porque Jesus, que veio no ventre da Virgem Maria e nasceu na manjedoura, voltará glorioso e virá fazer justiça! Jesus voltará e nós precisamos vigiar! Esta vigilância brota de uma certeza viva. Esperar por esperar não tem valor nenhum se não houver um motivo. Nós esperamos que, depois de ter nos dado a vida na cruz, Jesus Cristo volte glorioso e venha fazer a justiça.

Não é somente o cristão que vigia, mas o mulherengo também vigia a mulher dos outros, assim como o ladrão também vigia o bem do próximo. Você vigia a sua casa para o ladrão não roubar, e o ladrão vigia você para roubar a sua casa. Infelizmente, o demônio também vigia-nos 24 horas por dia para nos roubar de Deus. Muitas vigilâncias não são boas. Mas a vigilância contra o pecado é baseada na expectativa do Senhor que vem, e esta é felicidade garantida.

Muita gente vive uma vida sem sentido porque não sabe para onde caminhar. E Jesus quer que estejamos voltados para a Sua vinda. Quando o Senhor vai voltar não importa! O importante é vigiarmos e estarmos preparados. Existem pessoas que disseram que o Senhor Jesus voltaria no ano 2000. E quantas pessoas ficaram magoadas e perdidas com isso, porque são falsas profecias. Uma vez os apóstolos perguntaram a Jesus quando Ele restauraria Israel e Ele lhes disse: “Nem a mim o Pai revelou. Isso cabe a Deus”. O importante não é “quando”, mas sim que Cristo vai voltar. Não somos nós quem determinamos isso, mas o próprio Deus.

Vigiai e ficai prontos, Jesus voltará!

Fiéis participam da pregação com Márcio Mendes na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/Cancaonova.com

Alguma vez na sua vida você já se perguntou por que há aquela flor que se chama girassol? É porque ela gira pela luz do sol. Jesus quer que eu e você, depois do Seu aparecimento, nos comportemos da mesma maneira que o girassol. Não é somente nesta vinda final que esperamos por Ele, porque Jesus já veio na primeira vinda no seio da Virgem Maria. Há também uma volta de Jesus particular e pessoal que se dá no momento da nossa morte. Todos nós teremos este encontro com o Senhor, principalmente no fim do mundo. Este mundo vai acabar no momento em que morrermos. O fim chega para todos, tanto para o pobre como para o rico. É uma imbecilidade ficarmos nos enganando quando chegará o fim do mundo. Hoje mesmo é o fim do mundo para centenas e milhares de pessoas que estão indo embora. E nós não sabemos a nossa hora. Atrás da palavra “vigiar” há outra palavra usada por nós hoje: “fica esperto”. Jesus nos visita enquanto nós estamos vivos, e essas visitas ocorrem muitas vezes por intermédio dos necessitados, dos pobres e dos injustiçados.

Eu morei na missão da Canção Nova de Portugal. Certa vez, estava indo para a Santa Missa e não queria chegar atrasado. E perto da igreja o mendigo me disse: “Me dá alguma coisa”. E eu, por estar atrasado não parei, dei dez passos, mas voltei. Pensei: “De que adianta eu ir ao encontro de Jesus e não dar ouvidos a Ele que estava naquele homem?” E então eu voltei e lhe perguntei do que ele precisava e o ouvi. Ele me disse: “Estou precisando comer um pouco”. Daí me sentei com ele e conversamos um pouco. Porque quando você dá uma esmola a alguém, sem amor, não adianta. E quando levantei para ir embora este homem me agradeceu mais vez por eu ter parado e me disse: “Ninguém para! E muitas vezes eu vi você passar por aqui”. Eu nunca tinha visto aquele homem. Quando cheguei em casa li uma frase de livro que dizia: “O que o mendingo faz com a esmola é problema dele, mas Deus vai perguntar para você o que fez com ele”.

O Senhor nos visita também por intermédio do indigente, daquele que está preso. Se você não gosta de o visitar, imagine como se sente aquela pessoa que está lá dentro. Lembra quando Jesus diz: “Quando você ver alguém doente, com fome é Jesus. Quando Jesus estava diante de Jerusalém e disse: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os enviados de Deus, quantas vezes quis ajuntar os teus filhos, como a galinha abriga a sua ninhada debaixo das asas, mas não o quiseste!” (Lc 13,34)?

Quantas vezes Deus quis fazer assim conosco. O Senhor tem medo de nos perder. Vigiar tem a ver com ficar atento e se concentrar em Deus para você se libertar da distração. Nós vivemos em um mundo doente devido ao barulho e a tantas distrações fúteis. A vinda do Filho do homem será como no tempo de Noé. O nosso país tem passado por situações infelizmente delicadas. As coisas estão acontecendo em cima da nossa cabeça e não percebemos. Qual o tipo de educação que você tem passado para seus filhos? O que nos passam não tem nada a ver com o aceitar as diferenças, porque eu aceito o diferente. Outra coisa é sermos obrigados a aceitar o que eles estão fazendo e como querem ensinar os nossos filhos a viver contra a doutrina em que acreditamos. Nós precisamos despertar e vigiar. Vigiar significa acordar para a vida. Por que acontecem os milagres? Porque é uma forma de Deus despertar a nossa atenção.

Lembro-me de uma pessoa que não andava havia muitos anos e ninguém conseguia explicar a razão disso. Ela já tinha ido a vários médicos, mas nada resolvia, todos diziam que ela não tinha nada. A irmã desta moça, quando a viu andando, ficou em estado de choque por ela sabia da dificuldade da sua irmã. Os milagres que Deus faz são para nos levar para Ele. A outra expressão de vigiar é: vigiai e ficai prontos. Você está pronto se Jesus o chamar?

Eu estava em um retiro quando tinha 21 anos. No final do encontro uma senhora disse que ela foi curada e que: “Se o Senhor quiser me levar hoje eu estarei pronta”. Na outra semana me ligaram dizendo que ela havia falecido na segunda. Que alegria desta mulher que foi se encontrar com Deus e disse que estava pronta! A característica de quem está vigiando é a oração. Vigiai e orai porque entre os barulhos das vozes, que vêm de todos lados e nos distraem, é preciso ouvir Deus.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.


Márcio Mendes


Missionário da Comunidade Canção Nova, teólogo e escritor

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo