Deus plantou, em nosso coração, o projeto de santidade

O projeto de santidade é para todos nós, e o início da nossa trajetória para sermos santos começou no nosso batismo

Marelena Cardoso. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Os santos foram pessoas comuns assim como nós. Por isso, precisamos entender que os santos não são anjos. O projeto de santidade é para todos nós, e o início da nossa trajetória para sermos santos começou no nosso batismo. No Batismo, Deus plantou em nosso coração esse projeto de santidade.

Deus nos deixou vários caminhos para chegarmos à santidade. Na Terra, somos todos peregrinos, viemos à essa Terra numa peregrinação para o Céu, pois lá é o nosso lugar. Precisamos fazer bem essa passagem para, de fato, alcançarmos a morada.

A Palavra meditada está em 1 Pedro 1,13-25.

Deus está pedindo que nos aprontemos para o dia do Senhor, para estarmos diante de Deus puros e santos. Você pode pensar: “Você não sabe o que acontece em minha vida”. Santidade é uma tomada de consciência, é uma decisão de vida nova.

Na Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, o Papa Francisco fala sobre a chamada à santidade no mundo atual. Ele está dizendo que para ser santo não é preciso ser consagrado, é preciso uma decisão e uma determinação; é preciso respeitar e entender que o próximo também é filho de Deus.

Precisamos escolher a Deus sem cessar, nas pequenas coisas de cada dia, naqueles momentos onde temos tudo para brigar, para nos irritar. Os cristãos precisam ter a coragem de dar uma resposta que ninguém dá.

Qual é a diferença dos santos e nós?

A única diferença é que, os santos, viveram naquela época e, nós, estamos no tempo presente. O mundo precisa de verdadeiros testemunhos do Evangelho, precisa de pessoas que deem uma resposta coerente.

Vejamos alguns exemplos concretos de santidade dos santos. São José Moscati, foi um médico que se tornou santo por meio da sua profissão. Ele viu em seus pacientes um incentivo para servir melhor. Morreu pobre, deixando várias cartas que comprovavam o seu amor por Deus. Um santo que, como nós, entendeu que onde ele se encontrasse precisaria fazer a diferença. Ele era um homem temente a Deus.

Santa Gianna Beretta Molla, era médica, esposa e mãe. Desde pequena viveu numa cultura de fé católica. Quando ficou noiva disse ao companheiro que a condição para se casarem era que a casa deles fosse um cenáculo para receber a Deus a todo momento. No parto de sua quarta filha, ela optou em dar à vida a menina, falecendo em seguida. Ela tomou essa decisão porque já rezava.

Beato Pier Giorgio Frassati, era italiano, filho de uma família muito rica. Tornou-se na adolescência religioso. Levou uma vida austera, doando parte da sua mesada aos pobres e testemunhando o seu amor pela Eucaristia.

Beata Chiara Luce Badano, morreu aos 19 anos. A vida dessa jovem foi linda, pois ela teve uma experiência muito forte com Deus. Ela levava Deus em todos os lugares que frequentava. Aos 17 anos teve um problema de saúde, vários exames foram feitos e foi diagnosticada com câncer.

Os testemunhos arrastam pessoas

As palavras podem até convencer alguém, mas os testemunhos podem arrastar pessoas. Os santos deixaram um rastro que todos nós podemos seguir!

Que caminho Deus está te pedindo para seguir na sua casa, na sua comunidade, na sua universidade, no seu trabalho?

O mundo está carente de pessoas gentis, de pessoas que dizem ‘bom dia’, ‘obrigado’. Às vezes, saímos e entramos de uma situação e não fazemos nenhuma experiência, até nos esquecemos que somos cristãos.

Não é para vivermos uma vida careta, mas temos de viver uma vida de santidade no nosso cotidiano. Não é por proibição que vamos fazer as pessoas experimentarem o amor de Deus, e sim pelo testemunho verdadeiro.

Pequenas atitudes tornariam o mundo melhor, se cada um de nós as fizéssemos. Que gestos concretos podemos fazer para melhorar o ambiente em que estamos?

Não inventemos uma santidade poética, aquela que ninguém se alcança. Não tenhamos medo de ser santos!

Confira também: 
.:Reflexão: ciência dos Santos ou caminho de perfeição?
.:Todos nós somos chamados a ser santos do nosso jeito
.:Como seguir os passos dos santos e viver uma vida de santidade?

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Transcrição e adaptação: Karina Silva.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo