Perdão que liberta

Dunga
Foto: Arquivo/cancaonova.com

O perdão liberta do sofrimento, a reconciliação trás vida

Perdoar é uma imensa doação, nós não conseguimos medir a graça que advém do perdão. Aquele que é perdoado adquire uma dádiva, que se chama gratidão, e esta transforma a vida do ser humano. Então se queremos mudar vidas, precisamos perdoar!

O perdão tem duas extremidades, de um lado o arrependimento e do outro uma pessoa ofendida. Com essas extremidades temos também duas escolhas: pelo lado do arrependimento podemos nos humilhar e buscar a reconciliação pela humildade. E pelo lado da ofensa, podemos escolher deixar de ruminar, de ter remorso e nos desprender do mal e liberar o perdão.

Perdão não surge por constrangimento. Perdão genuíno não surge pela força, mas é espontaneamente. O desejo e a necessidade de perdoar surgem no coração do ofendido, surge com a consciência avivada pelo Espírito Santo, de que guardar a ofensa não trará nenhum bem.

Perdoar não é esquecer, o perdão é reconciliação, e assim como a nossa própria carne quando sofre cortes profundos, origina cicatrizes, assim também é em nossa alma o perdão. Não esquecemos a ofensa, mas como ela está curada, não nos causa mais dor. Quando não perdoamos, a ferida continua aberta! A reconciliação é um processo de cicatrização na alma.

Quem não permite o trabalhar de Deus a respeito do perdão vive com feridas abertas.  Quem não se doa pelo perdão, vive a perder sangue e vida, e isso vai drenando sua força dia após dia. Reconciliação é cura, é um caminho de vida. Você está pronto para viver a reconciliação?

O ato de perdoar antes de tudo é reconhecer que nós também somos falhos e pecadores. Quando nos recusamos a perdoar não reconhecemos nossa própria natureza, exigimos do outro um padrão de santidade que nem mesmo nós somos capazes de viver.

Vamos oferecer aos outros o perdão e a misericórdia que desejaríamos para nós mesmos, vamos viver a reconciliação para que possamos ter uma vida nova com Deus.

Confira um trecho da pregação:

Leia também:
Pelo perdão, liberto do exílio
O caminho para o perdão se chama: Misericórdia

Transcrito e adaptado por Jonatas Passos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo