Quem não receber o Reino como crianças, nunca entrará nele

Carlão - Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Carlão. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Esta é uma semana muito especial, a semana das crianças e de Nossa Senhora Aparecida.

Com o passar do tempo, nossa fé é provada, passa por seus altos e baixos. Mas Deus deseja trabalhar em nosso coração para que sejamos curados, pois a imagem que Ele tem de nós é a imagem do céu.

Você já ganhou um coração de criança?

A Palavra meditada está em Lucas 18,15-17: “Trouxeram-lhe também criancinhas, para que ele as tocasse. Vendo isto, os discípulos as repreendiam. Jesus, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará”.

Existem três belos aspectos das crianças que devemos renovar em nós:

O primeiro aspecto: Precisamos aprender com as crianças a sermos receptivos.

Veja, Jesus nos ensina que quem não receber o reino do céu nele não entrará. Quando chegamos em casa, a criança sempre espera por algo. Repare: quando uma criança briga com um coleguinha, passam-se dez minutinhos e já estão de bem. Enquanto nós, crescemos, tornamo-nos adultos e nos esquecemos do princípio do amor. Vamos remoendo coisas ruins em nós e depois ficamos cheios de doenças na alma.

Se a criança ganhou uma bala ou apenas um sorriso, ela dá o retorno. Quando é conosco, devolvemos um sorriso “sem graça”. Precisamos retribuir com um sorriso verdadeiro!

O segundo aspecto: Precisamos aprender com as crianças a observar.

O mais bonito é que tudo o que fazemos perto das crianças elas repetem. Os pequenos observam tudo para fazer igual. Mas nós queremos fazer tudo no impulso, em  vez de filtrar, observar se é verdadeiro, para depois tomar uma decisão.

O terceiro aspecto: Precisamos aprender com as crianças a sonhar.

O sonho é uma das coisas que mais têm pegado os adultos. Você sonha? Quando éramos crianças, sonhávamos em voar, em ser o ‘super-homem’… É curioso que a criança não duvida, ela apenas crê.

Precisamos voltar a sonhar com um mundo melhor, com uma realidade melhor! Estamos muito negativos, por isso deixamos de sonhar, mas precisamos encontrar nas tribulações coisas boas.

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Wesley Almeida/cancanova.com

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Por que nos esquecemos dessas coisas tão boas de crianças?

O nosso coração precisa ser curado! Está na hora de voltarmos ao coração do Pai e retirarmos de nós tudo aquilo que entrou em nosso coração e não nos pertence.

O orgulho precisa ser quebrado, para que não percamos esses três aspectos de criança.

Temos que olhar as coisas boas em nossa casa. Mais do que isso, olhar para as coisas boas que há em nós mesmos. Ao ter um coração de criança, aprendemos a nos perdoar em dez minutinhos!

Uma pessoa feliz atrai muitas outras, mas uma rabugenta espanta todo mundo. Precisamos acreditar nas crianças, porque, “quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará!”.

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

contribuicaocn1


Carlos (Janjão do 'Cantinho da Criança')


Missionário da Comunidade e Apresentador do Programa Cantinho da Criança – TV Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo