Coração de Jesus, fonte de alegria

Padre Delton. Foto: Arquivo cancaonova.com

Padre Delton. Foto: Arquivo cancaonova.com

O coração e Jesus é a genuína fonte de alegria para nossas vidas

Leitura em João 7, 37-38:

“No último dia, que é o principal dia de festa, estava Jesus de pé e clamava: ‘Se alguém tiver sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva’.”

O Coração de Jesus é fonte de várias coisas, entre elas a vida. Mas eu gostaria de focar em outro aspecto: a alegria. Jesus era uma pessoa alegre. Recordam-se do episódio no qual, no fim de um dia de pregações, Ele é cercado por crianças? Sim, as escrituras nos dão a entender que elas estavam se dependurando e brincando com Jesus. Mas Pedro se incomodou com isso e os quis enxotar.

Crianças são espontâneas, alegres e sinceras; e aquelas crianças eram atraídas por Jesus, porque Ele era uma pessoa alegre! Note que alegria não é sinônimo de falta de sobriedade; Jesus enxergava além de todo aquele contexto, por isso prometeu que aqueles que creem n’Ele terão fartura de alegria: “Do seu interior manarão rios de Água Viva”.

Fonte de Alegria

Logo depois da morte de Jesus, um soldado, buscando atestar a morte do Senhor, perfurou-O com uma lança. Ela atravessou a pele de Cristo e atingiu Seu coração, vertendo água. Curiosamente, não pensamos nisso como um brotar de fonte de alegria. Mas aí está a lição: é possível ser feliz mesmo em situações difíceis.

Conheço pessoas que não têm nada e são muito felizes; outras que sobejam bens materiais e vivem infelizes. Existem inúmeras fontes falsas de alegria: dinheiro não compra felicidade, saúde não traz felicidade, pessoas não trazem felicidade, mas o Sagrado Coração de Jesus é uma sólida fonte de genuína alegria.

Nós católicos somos a única religião do mundo na qual a divindade se tornou comida. Qual é, afinal, a relevância disso? Comida é sinônimo de alegria, de saciação, sustento e recuperação das forças. Na Eucaristia, quando comungamos do Corpo e Sangue de Cristo, estamos renovando nossa força e alegria.

A depressão é um estado no qual não se sente alegria. Segundo dados oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é, hoje, um problema mundial de saúde. E o encontro pessoal com Jesus é o único, verdadeiro e pleno fundamento para a superação desse mal. Sem Jesus, sem o Sagrado Coração, é impossível a cura real.

"Não sigamos o pensamento deste mundo, que nos estimula a fugir da dor e do incomodo, quando fazemos isso, perdemos a oportunidade de nos aproximar mais de Deus". Foto: Arquivo cancaonova.com

“Não sigamos o pensamento deste mundo, que nos estimula a fugir da dor e do incômodo, pois, quando fazemos isso, perdemos a oportunidade de nos aproximarmos mais de Deus.” Foto: Arquivo cancaonova.com

Para aqueles que sofrem desse mal, seguem algumas dicas: Paciência, pois o processo de Deus para com você não está condicionado ao seu tempo, mas ao relógio d’Ele. Ore sem cessar e não perca a esperança. Lembre-se sempre de Apocalipse 21,4: “Ele lhes enxugará dos olhos toda lágrima”.

Os grande santos brigavam com Deus quando não tinham provações. Por quê? Porque quando tudo vai bem, é fácil nos esquecermos d’Ele. Mas as aflições são uma oportunidade de estreitarmos nossos laços com o Senhor. Não sigamos o pensamento deste mundo, que nos estimula a fugir da dor e do incômodo; quando fazemos isso, perdemos a oportunidade de nos aproximarmos mais de Deus. Não fujamos dos problemas, não fujamos daquilo que vai nos dar trabalho e desconforto.

O coração de Jesus está aberto, a porta da alegria está escancarada para mim e para você. Do auge da dor jorrou a verdadeira alegria; e não é uma alegria passageira, mas a verdadeira alegria, a verdadeira paz.

As adversidades são oportunidades de nos aproximarmos de Deus

Mesmo que as adversidades tenham tornado seu coração duro e impenetrável para a esperança e a alegria, o Sangue de Jesus, que jorra do Sagrado Coração, trazer de volta a esperança ao seu coração.

A promessa de Deus é real, é a alegria que provém do Calvário. Mas a ameça do demônio também é; e a arma dele é o desânimo. O inimigo tem seus agentes, pessoas que se permitem ser propagadores do desânimo e da tristeza, aqueles que gostam de murmurar, de falar mal dos outros e nunca veem soluções, apenas problemas.

Que não venhamos a dar trela a esse tipo de gente, nem nos permitamos ser agentes do desânimo, porque quem faz isso acaba abandonando a fé em Deus e desestimula a fé em outras pessoas!

O que nos é aconselhado a fazer quando nos vêm aquela tentação de murmurar? Louvar! Vamos dar graças a Deus! Às vezes, nós nos apegamos tanto aos problemas, que nos esquecemos de tudo aquilo que Deus fez por nós! Louvemos ao Senhor.

O louvor abre o coração para a alegria, e um coração alegre tem esperança! Quando nos abrimos ao agir do Sagrado Coração de Jesus, permitimo-nos transbordar de esperança.

Transcrição e adaptação por Jonatas Passos.


Padre Delton Filho


Sacerdote da Comunidade Coração Fiel

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo