Construir uma família nova

É preciso ter perseverança para construir uma família nova

Pregação com Antonieta - 269x329

Antonieta Sales – Foto: arquivo CN

Sobre os ataques que as famílias estão sofrendo nos dias de hoje, declaramos que Deus é maior.

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a constroem. Se o Senhor não guardar a cidade, debalde vigiam as sentinelas”. (Salmo 126,1)

Tudo precisa estar sob o controle de Deus em nossas vidas. Para você que se sente chamado ao casamento, precisa colocar Deus em primeiro lugar.

Sempre surge a pergunta por que as famílias estão falindo. A resposta está no evangelho de São João capítulo 15: “Sem mim, nada podeis fazer”.

Se a família não for construída pelo Senhor em vão estão se dando em casamento. Sem o Senhor nada podemos fazer, não podemos construir uma família. Um casal que se alicerça no Senhor precisa se submeter às leis de Deus.

Não precisamos de modelos novos para as famílias, não foi assim que Deus sonhou. O modelo que Deus sonhou para as famílias foi o da família de Nazaré.

o modelo que família que Deus quer

É preciso ter intimidade com Deus. Quando Deus é a base do nosso lar, venha o que vier, venha a tempestade que for que não a derruba.

No livro da sabedoria diz que a sabedoria construiu a sua casa talhando as sete colunas. O número sete na Bíblia significa a perfeição, se você tem sabedoria constrói sua casa da maneira de Deus.

Se tua casa já está construída e está ruindo, somos convidados a fazer uma reforma. A reforma é mais difícil que a construção. Sabemos o quanto essas famílias estão precisadas de uma restauração, mas isto precisa acontecer no interior do pai, da mãe e dos filhos.

Ela acontece na busca da Palavra de Deus, na Eucaristia. Este é o modelo de família que Deus quer, de pessoas que coloquem o Senhor em primeiro em lugar.

A construção de uma vida nova se realiza todos os dias, até na hora de nossa morte. A busca, a constância em nossa vida com Deus precisa ser todos os dias.

Enquanto eu ia rezando o Senhor ia me revelando que queria que eu desse meu testemunho.

Quantas pessoas colocam o esposo no lugar de Deus em suas vidas?

Por causa da situação de adúlterio do meu marido me lembrei que tinha um Deus em meu favor e fui rezar. Quanto mais rezava parecia pior. Houve um tempo em que quis desistir de tudo e pedir o divórcio. Tirei a aliança, porque não queria mais meu casamento, minha mãe em sua tamanha sabedoria, disse que não era para eu tirar, porque ela representa o sacramento e Satanás odeia uma aliança abençoada. Voltei com a aliança para o dedo e voltei a rezar.

Certa tarde, fui para a Igreja lá Deus me deu a visualização do meu esposo ensanguentado. Logo pensei que ele morreria, mas Deus me disse que não era isto, mas sim o Seu Sangue sobre ele, porque Deus o amava. O Senhor convenceu meu coração que do mesmo modo que Ele me amava, também amava meu esposo.

Pregação com Antonieta - 595x420

Antonieta prega durante acampamento  de Ano Novo na Canção Nova. Foto: arquivo cancaonova.com

Adultério é um pecado grave

Quero dizer que o adultério é um pecado grave, quem o comete é como um boi que caminha para o matadouro.

Com a experiência de Deus fui entendendo que eu também estava errada, eu também era uma adúltera. Pois, quando um comete um adultério, de alguma forma também o outro também errou. Como é o meu caso, precisei quebrar a cara para saber dar a Deus o lugar que é Dele, assim eu compreendi que meu adultério era com Deus, porque eu havia colocado meu marido no lugar de Deus.

Enquanto não reconhecemos o que acontece em nossas famílias a libertação não acontece. Minha família só mudou quando reconheci meu erro diante de Deus. Tive que me penitenciar porque eu não dava a Deus o lugar que era Dele.

Quantas vezes, de joelhos no meu quarto chorando eu rezava o Terço das lágrimas de Nossa Senhora. Eu resolvi enfrentar a briga, não contra meu esposo, mas contra o demônio que queria dar minha família por derrotada. Um dia minha mãe disse que o que estava em jogo era a salvação de Sebastião. Por isso eu não parava de rezar, assumia a alma dele em oração.

Conversão do meu esposo

Um dia fui a Missa no convento o sacerdote me deu duas partículas na hora da comunhão, quis devolver uma ao padre, mas ele me disse que eu podia comungar. Ali entendi que era uma partícula para mim e outra para meu esposo. Aquele homem que era adúltero se rendeu a Deus, se ele era bom fazendo as vontades mundanas que eu tinha, imagine agora que ele é todo de Deus. Ele faz as vontades de Deus na vida dele e me ajuda a fazer as vontades de Deus.

Aquele homem que andava o mundo inteiro colocando no ar sinal de redes de televisão que destroem famílias, hoje ele roda o mundo inteiro se gastando para que em nossas casas cheguem o sinal da TV Canção Nova.

Quanto Tião sai de casa para uma longa viagem fazendo manutenção, instalação e retransmissão para mim o que conta não são os dias que ele passa fora, mas o dia que ele está chegando. Fico feliz com o trabalho dele, porque sei quantas famílias são restauradas através do trabalho que ele realiza, gastando sua vida pelo Evangelho.

Faça a reforma em sua casa sem medo! Derrube as paredes da falta de perdão.

O adultério não teve força para permanecer

Quando Deus entrou e passou a ser o primeiro da minha casa o adultério não teve força para permanecer. Foi preciso começar a restauração de dentro e depois trouxe para fora. Ao ponto de um móvel que eu tinha de barzinho ser transformado em oratório, ali fui ensinando para minhas filhas a ter sua própria devoção.

Se sua casa é uma Igreja doméstica precisa ter o sinal do sagrado, e não basta ser você o sinal. Precisa ter a imagem da santa cruz, da Virgem Maria e dos seus santos de devoção.

Voltar a pedir a bênção dos pais

Outra coisa, que foi tirada de nossas casas, a bênção dos pais. Não se ensina mais os filhos a pedirem bênção aos pais. Hoje em dia bom dia e boa noite bastam. Bom dia e boa noite é sinal de educação para com qualquer pessoa, com os pais é preciso pedir bênção! Pai e mãe é canal de bênção, por isso precisam abençoar, assim eles podem saber que tem um Deus que os ama, e por isso os abençoa.

Desde quando meus netos nasceram os ensino a pedir a bênção. Digo a eles: “Deus te abeçoe e te faça santo porque você é um menino de Deus”. Geramos filhos para ser santos, não tem outra finalidade.
Não tem como um pai e uma mãe buscarem intimidade com Deus se não for na oração. Abençoando e meditando com os filhos a palavra de Deus. Assim como nos reunimos para assistirmos filmes ou para fazer outras coisas, também nos reunimos para rezar o terço para estarmos com Deus.

Não espere o mal acontecer para ir atrás de Deus

Sendo de Deus está difícil, o inimigo nos rodeia, imagine longe de Deus! Não espere o mal acontecer para ir atrás de Deus como foi comigo. Restaure o seu lar agora. Até seu papagaio precisa aprender a rezar, nada de ensiná-lo a falar palavrão.

A fé precisa ser passada de Pai para filho! Como meu filho vai rezar, se ele não me vê rezando? Como meu filhos vão à Igreja, se não me ver ir?

Um padre me disse uma vez, que todas as vezes que acontece um adultério é porque faltou a santidade, por isto jovem, pelo amor de Deus, ainda é tempo, dê um basta em sua vida de  drogas, sexo desregrado e outros pecados. Isso pode ser uma brecha para levar à destruição seu casamento no futuro.

Tenha a coragem, pois ainda há tempo de buscar em Deus uma reforma para sua vida, sua casa, eu lar.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186 – 2600


Antonieta Sales


Missionária da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo