Confiança no socorro de Deus

O socorro não vem dos homens e sim de Deus

Padre Antônio Aguiar Foto: ArquivoCN/cancaonova.com

Padre Antônio Aguiar
Foto: ArquivoCN/cancaonova.com

É preciso lembrarmos que o essencial, na Divina Misericórdia, está centrado naquela frase que Jesus fez questão de que fosse colocada aos pés da Sua imagem: “Jesus, eu confio em Vós!”.

Não existe verdadeira devoção à Divina Misericórdia sem confiança. Sem ela, não adianta celebrarmos a festa e a hora da misericórdia. Sem confiança na misericórdia de Deus não existe verdadeira devoção. No fim, seremos julgados pela misericórdia que nós praticamos ou deixamos de praticar.

O Evangelho de hoje fala de duas pessoas, o rico e do pobre. O rico não tem nome, ou seja, pode ser eu e você. O rico deposita toda sua confiança naquilo que tem, faz da riqueza o motivo de sua alegria, toda confiança dele está naquilo que ele conquistou ou que conquistaram para ele.

Tomemos cuidado para que não coloquemos nossa confiança naquilo que temos, pois “não se pode servir a Deus e ao dinheiro”, precisamos fazer uma escolha de vida. A quem queremos servir? Precisamos descer de cima do muro.

A riqueza que o rico conquistou deixou-o indiferente a Lázaro, pois passava ao lado dele e o tratava com indiferença. O rico pecou por falta de misericórdia.

Cuidemos para não passarmos despercebido diante da dificuldade do outro. O Senhor deseja que não sejamos como o rico. Ele não quer que coloquemos nossa confiança nas coisas que temos nem que deixemos o outro passar despercebido em nossa vida.

O nome Lázaro quer dizer “Deus socorreu”. O Senhor socorreu Lázaro, pois ele esperava ser socorrido por aquele homem que ele encontrava todos os dias, mas, infelizmente, isso não ocorreu. Lázaro, no entanto, foi socorrido por Deus. O que aquele homem rico não poderia socorrer, Deus socorreu.

Não adianta esperarmos o socorro dos homens, pois eles falham. Somente Deus não falha. Precisamos aprender a colocar nossa confiança no Senhor! Não esperemos a misericórdia dos homens, mas sim a de Deus.

Jesus disse a Santa Faustina: “É mais fácil que o Céu e a Terra se transformem em nada do que Eu a minha misericórdia deixarmos de envolver uma alma confiante”.

A misericórdia só pode vir de Deus

Deus não falha. Por que esperamos o socorro dos homens depois de termos passado por tantas desilusões? Será que gostamos de sofrer?

A Palavra de Deus, no dia de hoje, nos diz que “esperar o socorro dos homens é um inferno, pois pode não acontecer; e quando a pessoa não percebe isso, parece que o mundo desaba”. Por causa de muitas decepções à espera do socorro dos homens, que não vem, muitas pessoas acabam ficando doentes. A misericórdia só pode vir de Deus. Esperemos o socorro d’Ele!

O homem é limitado. Aquele que espera em Deus sabe que Ele não tarda nem falha. O Senhor chega na hora certa!

Quantas vezes estamos naquele sufoco e, de repente, chega o socorro de Deus exatamente como precisamos.

Deus socorreu Lázaro e vai nos socorrer, porque assim deseja. Peçamos socorro ao Pai. De modo especial, o Senhor quer que entreguemos a Ele aquilo que os homens falharam conosco, o que se tornou um peso em nossa vida. Entreguemos ao Senhor nosso impossível!

Transcrição e adaptação: Claudia Lima

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600


Padre Antônio Aguiar


Sacerdote divulgador da devoção à Divina Misericórdia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo