É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação

A experiência com o Senhor precisa nos tocar e fazer com que O testemunhemos

Eliana Ribeiro. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Eliana Ribeiro. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Meditemos a Palavra da Segunda Carta aos Coríntios 6,1-10: “Sendo seus colaboradores, exortamos-vos a não receberdes em vão a graça de Deus, pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi, no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação. Não damos a ninguém motivo de escândalo, para que o nosso ministério não seja desacreditado. Pelo contrário, em tudo nos recomendamos como ministros de Deus, por uma constância inalterável, em tribulações, necessidades, angústias, açoites, prisões, tumultos, fadigas, vigílias, jejuns, pela sinceridade, conhecimento, paciência, bondade; pelo Espírito Santo, pelo pela palavra da verdade, pelo poder de Deus, pelo manejo das armas da justiça, quer de ataque, quer de defesa; na glória e na ignomínia, na má e na boa fama; tidos como impostores e, no entanto, dizendo a verdade; como desconhecidos e, no entanto, sendo bem conhecidos; como agonizantes e, no entanto, bem vivos; como castigados, mas não sendo mortos; como sendo tristes e, no entanto, estando sempre alegres; como indigentes e, no entanto, enriquecendo a muitos; como não tendo nada e, no entanto, possuindo tudo”.

A comunidade de Corinto vivia, naquela época, grandes preocupações, pois tinham seu ministério ameaçado. São Paulo recorreu à profecia de Isaías 49,7 para ensinar o povo: “Assim diz o Senhor: ‘No tempo da graça, eu te escutei; no dia da salvação, eu te ajudei. Eu te guardei e coloquei como aliança entre o povo, para reergueres o país, devolveres as propriedades arrasadas, para dizeres aos cativos: ‘Saí livres!’, aos presos em cárcere escuro: ‘Vinde para a luz!’ Por todo o caminho terão o que comer, em qualquer chão seco poderão se alimentar; Essa passagem diz a respeito do grande Messias, Jesus. Diz o Senhor”.

São Paulo, grande conhecedor da Palavra de Deus, recorreu a essa profecia para fazer memória à Salvação de Cristo. Deus Pai viu toda a desordem do homem na Terra e mandou Seu filho para salvá-lo.

Somos colaboradores de Cristo

Não coloquemos em vão a graça que Deus nos deu. A referência de Paulo é para nos mostrar que somos conhecedores e fazemos parte da colaboração para que o Reino de Deus aconteça. É claro que não são todos que se abrem a essa graça.

Muitos de nós recebemos a graça do Senhor e já fizemos a experiência com Seu amor. Mas quando São Paulo diz para não colocarmos a graça de Deus em vão, é justamente, porque muitos de nós já fizemos a experiência do resgate com Ele, mas paramos, não O procuramos mais. A experiência com o Senhor precisa nos tocar e fazer com que O testemunhemos!

Somos colaboradores de Deus, mas não podemos deixar que a graça que recebemos por meio de uma visita ou um milagre passem em vão. Aquele que faz a experiência com Deus não quer mais deixá-Lo!

Precisamos corresponder a Cristo, porque Ele nos socorreu na dor

Vamos nos deter ao tempo favorável, onde Deus nos enche de plena misericórdia. Ele dispõe de todos os meios para nos resgatar. Não deixemos esse tempo passar em vão! Não permitamos que o tempo de fraquezas fale mais alto, porém precisamos estar disponíveis, abrir o coração para o momento, porque Nosso Deus é um Deus de amor, Ele não arrebenta as portas, tem paciência e espera que O chamemos.

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Deus não é um acusador. Ele nos surpreende sempre com Seu gesto de misericórdia

Nós achamos que as crianças não entendem nada, no entanto, desde pequenos entendem o que é certo e errado, e sabem como é doloroso admitir o certo e o errado. Deus não nos condena nem nos acusa; o acusador é o diabo. Deus é amor e misericórdia, sempre disposto a nos abraçar, perdoar-nos e nos dar amor!

Como um pai que ama, Deus nos quer ao Seu lado. Esse tempo é favorável, é a chance que precisamos para receber a salvação. Jesus veio ao mundo para nos salvar, mas virá numa segunda vez e, antes deste tempo, precisamos estar mais próximos de Sua misericórdia.

Quem assume a sua vida?

Quem reconhece a nossa vida é Deus, só Ele pode nos sustentar e nos reerguer!

Não podemos desperdiçar toda a graça vivida. Não sei até que ponto você chegou na experiência com Deus, não sei se já está salvo, à caminho ou até mesmo enfraqueceu-se novamente. Seja qual for a sua situação, o momento favorável é agora, e para todos nós!

Que o tempo favorável aconteça na sua vida!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

Adquira essa palestra pelo (12) 3186-2600

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo