Pelo perdão, liberto do exílio

Padre Anderson Marçal. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Padre Anderson Marçal. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Quando perdoamos saímos do exílio

Na primeira leitura, Deus pede a Ezequiel: “Quanto a ti, Filho do homem, prepara para ti uma bagagem de exilado, em pleno dia, à vista deles. Emigrarás do lugar onde estás, à vista deles, para outro lugar. Talvez percebam que são um povo rebelde”. Ele está no meio de um povo rebelde, que, por causa dessa rebeldia, receberia seu castigo, que era o exílio. Deus, então, suscita em seu coração que carregasse um saco cheio de coisas nas costas, depois abrisse um buraco no muro para que pudesse passar.

Alguns exegetas disseram que Ezequiel era doido por Deus, pois somente um doido faria o que ele fez em obediência ao Senhor.

Mesmo com a atitude de Ezequiel, o povo foi para o exílio, por causa da sua rebeldia. Mas há uma diferença entre exilar-se ou ser exilado. Nunca vimos tantos refugiados no mundo! Pessoas que saem de suas terras à procura de condições melhores de vida.

Muitas coisas nos exilam, dando-nos sentimentos de liberdade, mas estamos sendo exilados. No Oriente, em muitos lugares, as pessoas não podem se declarar cristãs, pois a morte delas será decretada. Aqui no Ocidente, vemos a perseguição quanto aos valores cristãos.

Exilar ou ser exilado

Estamos sendo exilados ou estamos nos exilando?

Ezequiel diz: “Eu sou um sinal para vós. Assim como eu fiz, assim será feito com eles: irão cativos para o exílio”.

O povo de Israel só foi exilado, porque eles já estavam se exilando, já estavam se afastando das coisas de Deus. Mas por que esse povo foi exilado? Porque Deus permitiu que isso acontecesse? A pergunta correta seria: Por que eles estão se exilando?

Vamos nos exilando quando perdemos os valores cristãos. Será que eles estão nos roubando ou será que nós estamos abrindo as portas para eles. O que realmente está acontecendo nos nossos tempos?

Assim como Ezequiel passou pelo buraco e não pela porta da frente, muitas vezes fazemos isso quando vivemos as ideologias que nos são passadas.

"O que tem te exilado?" Padre Anderson Marçal . Foto: Wesley/cancaonova.com

“O que tem te exilado?” Padre Anderson Marçal . Foto: Wesley/cancaonova.com

Perdoar

No Evangelho, Pedro pergunta a Jesus quantas vezes devemos perdoar. O Mestre lhe respondeu: “Não lhe digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete”.

Se nós temos pessoas dentro de nós que precisam ser perdoadas, situações que precisam ser resolvidas, é preciso sair o exílio e pensar: “Que poder eu dei a essas pessoas e a essas situações?”.

Dentro de nós, ninguém tem poder, a não ser se nós lhe dermos. Deus ou demônio só tem poder em nossa vida se nós lhe dermos. Deus é um cavalheiro! Se você não permitir que Ele aja na sua vida, Ele não agirá.

As coisas acontecem na nossa vida sem a nossa permissão, mas o que isso nos causará somos nós que determinamos.

Para não sermos exilados, precisamos saber o que significa a palavra “perdoar”. Perdoar não é sentirmos alívio, não é esquecer o que o outro nos fez. Perdoar é dar ao outro o nosso dom. Quando eu tenho a capacidade de dar ao outro o meu melhor, eu saio do exílio.

Saiamos dos exílios que nos prendem, não fiquemos colocando a culpa no outro, dizendo que foi o outro que nos exilou. Ele pode ter feito várias coisas fora de você, mas dentro ele só conseguiu fazer o que você permitiu.

Perdoar significar dar o dom ao outro, e quanto mais damos nosso dom ao outro, mais vezes saímos do exílio.

Nós só vamos ser exilados se nós nos exilamos. Quem tem exilado você? Quem tem lhe roubado de si mesmo?

Nós, hoje, somos chamados a perdoar e sair do exílio em que vivemos.

Leia mais :
:: Dom de Línguas, um socorro na fraqueza
:
Aquele que ora em línguas não fala aos homens, mas sim a Deus

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

Adquira essa pregação pelo telefone: (12)3186-2600


Padre Anderson Marçal


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo