Aquele que é de Deus o demônio não toca

Aquele que é de Deus o demônio não toca na alma, nem na salvação

Reze com Eliana Ribeiro:

Roberto Tannus - Foto arquivo cancaonova.com

Roberto Tannus – Foto arquivo cancaonova.com

 

Queridos irmãos e irmãs, por favor, abra a sua Bíblia na I carta de São João 5, 18. É deste versículo que nós tiramos o tema dessa pregação: “Sabemos que aquele que nasceu de Deus não peca, mas o que é gerado de Deus se acautela e o maligno não o toca”.

Aquele que é de Deus o demônio não toca

É a promessa da Palavra de Deus, mas ao falar isso há um problema teológico que temos que abordar. Ora, se aquele que é de Deus o demônio não toca, e o justo Jó que o demônio tirou família, saúde, amigos…? Ora se aquele que é Deus o demônio não toca e os mártires da Igreja: Tiago, Pedro, Paulo…? Como que eles foram feridos? E o São Padre Pio que o demônio judiava? Como explicar isso então?
Repita comigo: Aquele que é de Deus o demônio não toca… não toca na sua alma, na sua salvação porque nossa alma foi resgatada pelo Sangue de Jesus na Cruz.
Essa é a boa notícia: Mesmo que você padeça , mesma que sofras ou lhe tirem tudo, o demônio não toca na sua alma e mais ainda, Deus o reergue, Deus vai honrar você no final!
Para mostrar que o demônio não toca tomaremos dois exemplos na Bíblia. Tomemos a passagem de Jeremias 38:
Safatias, filho de Matã, Gedelias, filho de Fassur, Jucal, filho de Selemias, e Fassur, filho de Melquias, ouviram as palavras que Jeremias pronunciara diante de todos. Oráculo do Senhor, dizia ele: aquele que ficar na cidade morrerá pela espada, fome e peste, ao passo que o que sair, a fim de se entregar aos caldeus, viverá, e a vida a salvo será seu espólio. E viverá. Oráculo do Senhor: a cidade será entregue ao exército do rei de Babilônia, que a tomará de assalto. Disseram, então, os chefes ao rei: Seja esse homem eliminado, pois que desencoraja o que resta de guerreiros na cidade em todo o povo, proferindo semelhantes palavras. Não procura ele a salvação do povo mas a sua perdição. Respondeu-lhes o rei Sedecias: “Ele está em vossas mãos. O rei nada vos pode recusar. Tomaram então Jeremias e, por meio de cordas, o fizeram descer na cisterna de Melquias, o príncipe real, a qual se encontrava no pátio do cárcere. Não havia água na cisterna; havia, porém, lodo, onde Jeremias se atolou.

O nome Safatias, em hebraico, significa enrolador, embromador. Esse é o sentido desse nome, e ele vai caluniar contra Jeremias. Safatias simboliza o semeador de confusão, que é Satanás.

Deus deixou que Jeremias fosse o profeta daquele povo, e porque ele falava a verdade aquele povo queria eliminá-lo. O rei sabia que Jeremias era um homem justo, mas o rei era um rei inseguro e mentiroso, corrupto.

Se coloque no lugar de Jeremias que sabia que estava fazendo a vontade de Deus e foi caluniado. A Palavra de Deus disse que Jeremias se atolou, sem poder se mexer naquela lama. E o que Jeremias vai fazer no fundo do poço?

No Livro de Lamentações capítulo 3, 52-55 mostra a oração de Jeremias no fundo do poço:
Caçaram-me como a um pardal os que, sem razão, me odeiam. Quiseram precipitar-me no fosso rolando uma pedra sobre mim. Acima de mim subiam as águas: Estou perdido!, exclamei. Invoquei, Senhor, o vosso nome do profundo fosso.

Isso é para você que se sente no fundo do poço, sem forças para enfrentar os problemas. Onde está a promessa do Senhor: “ Aquele que é gerado por Deus o demônio não toca?”
Diga comigo: O Senhor vai me reerguer!
O nome de Jeremias significa elevado por Deus. Você é o Jeremias que Deus quer elevar, tirar da lama.
Voltando ao livro de Jeremias 38, 7-13: Um eunuco etíope do palácio real, chamado Abdemelec, soube, porém, que haviam lançado Jeremias na cisterna. Como estivesse o rei nesse momento assentado à porta de Benjamim, saiu ele do palácio para ir encontrá-lo. Ó rei, meu Senhor, disse-lhe o eunuco, andaram mal esses homens, tratando assim o profeta Jeremias e lançando-o na cisterna. Morrerá de fome, pois que não há mais pão na cidade. Respondeu-lhe então o rei com esta ordem: Leva daqui contigo trinta homens e faze com que retirem o profeta Jeremias da cisterna, antes que morra. Abdemelec, tomando então os homens consigo, dirigiu-se ao palácio e ao vestiário da tesouraria e de lá tirou pedaços de estofo e velhos andrajos. E, tomando uma corda, fê-los descer até Jeremias, na cisterna. Coloca, disse Abdemelec a Jeremias, estes pedaços de estofo e estes retalhos sob tuas axilas embaixo das cordas. Assim fez o profeta. Então, erguendo-o por meio das cordas, retiraram-no para fora da cisterna. E Jeremias ficou no pátio do cárcere.

Sabe o que significa Abdemelec? Significa “meu pai é rei”. Abdemelec tinha certeza que o seu pai, que era rei, iria escutá-lo. Diga você também: Meu pai é Rei! Ele vai me escutar!
Deus não deixa nenhum servo dele prostrado!
Olha o cuidado de Abdemelec com Jeremias. É preciso carinho e cuidado para tirar alguém da lama, do poço. Nossos pecados são esses trapos, e Deus é Poderoso para usar desses trapos uma corda para erguer você. Por que Jeremias foi elevado? Porque ele orou lá do fundo poço. Ele clamou ao Senhor e Deus usou uma pessoa que tinha o nome “meu pai é rei” para tirá-lo da lama.
Diga comigo: Senhor, eu sou um Jeremias que preciso ser levantado. Eu creio, Senhor, que se o inimigo tocou nas minhas coisas, minha família, eu proclamo: Maior é o meu libertador! Vamos ver agora o segundo exemplo: o livro de Jó.
Jó é um homem justo que perde tudo. Jeremias e Jó são muito parecidos; eles são pessoas que o inimigo atacou, mas tanto um quanto o outro não perdera m a confiança em Deus.
Veja em Jó 1, 20-22: “Jó então se levantou, rasgou o manto e rapou a cabeça. Depois, caindo prosternado por terra, disse: Nu saí do ventre de minha mãe, nu voltarei. O Senhor deu, o Senhor tirou: bendito seja o nome do Senhor!” Em tudo isso, Jó não cometeu pecado algum, nem proferiu contra Deus blasfêmia alguma. Jó ainda faz uma oração linda! Ele se sentia sem vida mas não sem esperança!

Irmãos, não tirem os olhos do Libertador, do Senhor. Não percam a esperança! Acompanhe a oração de Jó 14, 7-9: Para uma árvore, há esperança; cortada, pode reverdecer, e os seus ramos brotam. Quando sua raiz tiver envelhecido na terra, e seu tronco estiver morto no solo, ao contato com a água, tornar-se-á verde de novo, e distenderá ramos como uma jovem planta.

Se você se sente como essa árvore seca, sentindo-se no fundo do poço; talvez Satanás tenha tocado na sua vida, ou talvez você tenha perdido a paz, o amor, o emprego… Você é o “Jeremias” que Deus quer tirar do fundo do poço, tirar toda a tristeza que abate sobre seu semblante, seja qual for a sua dor.

Deus restituiu tudo a Jó, até mais!

Deus elevou Jeremias! E, hoje, Deus sabe como está o seu coração, atolado em lembranças do passado… Deixa Jesus, que é o Amor, regar o seu coração ressentido, deixa Ele curar a sua alma, suas feridas interiores, lá onde você não se sentiu amado, ou sentiu-se decepcionado por alguém, ou porque foi abandonado, e você sente-se um “trapo”, um “nada”.

Agora chegou o momento de Deus reerguer você! Apresenta seus “trapos” a Jesus, apresenta suas dores, especialmente, aquelas que você não consegue processar. Deixa Jesus reerguer você do seu abatimento. Você é “Jeremias” que Deus quer reeguer! Vc é “Jó” que Deus quer limpar as feridas.

Deixa Deus cuidar agora do seu coração desse “Safatias” que te caluniou, que te fez mal, que te roubou.
Jesus diz agora: Vinde a mim! Vinde beber da minha água, do meu amor.

Transcrição e adaptação: Tatiane Bastos

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600

 


Roberto Tannus


Pregador oficial da Renovação Carismática Católica (RCC)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo