Espírito Santo, consolador perfeito

Padre Edimilson Lopes. Foto: Bruno Marques/cancaonova.com

O Espírito Santo é o consolador perfeito. A Palavra, para entendermos esse contexto sobre a consolação, está em Atos dos Apóstolos 22,22.

Na Palavra, o apóstolo Paulo conta, em detalhes, o que aconteceu com ele quando foi visitado por Deus.

Precisamos entender que o Espírito Santo é o consolador perfeito, que não nos poupa de nossas atribulações, mas vem em socorro às nossas dificuldades. O Espírito Santo é dom de Deus, é fogo, é amor. Ele vem em nosso socorro na hora em que precisamos do auxílio do Alto.

Esse Deus da consolação se tornou gente e se encarnou na pessoa de Jesus Cristo, e Ele se define como o primeiro Consolador, o nosso Advogado, Aquele que vem em nosso socorro.

O Paráclito, como nosso aliado, é conosco nas nossas perseguições, na nossa vida cotidiana. Ele é invocado em meio às nossas realidades.

O Espírito Santo é nosso advogado, nosso intercessor e amigo

“No mundo tereis aflições. Coragem! Eu venci o mundo!” (João 6,33). Não fomos enganados, no mundo nós teremos muitas aflições.

Eu amo a palavra “avivamento”, gosto de ser visto como um padre avivado, mas eu não posso negar que o avivamento tem preço. Avivamento não é gritaria, não é explosão nas orações, mas sim manifestações que podemos ter nas orações, e vai muito além disso.

Paulo era um homem avivado, mas não foi poupado. Ele passou por inúmeras experiências, mas não tirava do pensamento o Espírito Consolador. Paulo foi consolado em meio às atribulações, e foi por meio dessa consolação que ele perseverou.

O Espírito Santo era visto, na Igreja Primitiva, como o ‘treinador dos mártires’, pois preparava os cristãos para o martírio, e os preparava para que fossem alegres ao vivenciar essa experiência.

O Espírito de Deus é o advogado das nossas situações na presença de Deus. O Senhor mandou sobre a Igreja o Paráclito, e nós precisamos recorrer a Ele nas piores situações. Ele é nosso advogado, nosso intercessor e amigo!

Leia mais:
.:A unção do Espírito Santo em Cristo
.:A importância de nascer do Espírito Santo
.:A oração em línguas é um dom do Espírito Santo

Por que o Espírito nos deixa passar por todas as aflições? Não temos essa resposta, mas é nas piores circunstâncias que precisamos entender que precisamos d’Ele.

Muitos desistem da fé e da caminhada com Deus, porque querem conforto, e quando não o têm, buscam-no em outras coisas. Precisamos aprender a depender de Jesus, da Eucaristia, e manter o coração fiel, porque, depois de provado, somos aprovados. Tudo passa!

Jesus disse a Santa Maria de Jesus Crucificado: “Filha, eu escolho as minhas vítimas”. Ele sabe por que nos escolheu. Não sabemos por que fomos escolhidos, mas o Senhor sabe, Ele nos conhece; e nos maiores momentos de nossas tribulações, Ele vem em nosso auxílio e nos traz conforto.

Queira ter intimidade com o Espírito Santo, pois, independente das circunstâncias, Ele está conosco.

Transcrição e adaptação: Karina Silva

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
Álbum Canções ao Espirito