Ser feliz em família

Padre Chrystian Shankar

Padre Chrystian Shankar. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Qual o segredo da felicidade familiar?

Muitas pessoas trazem dentro de si uma raiva e não sabem de onde ela vem. Algo diabólico está acontecendo para separar as famílias. Quando falta diálogo, amor e oração as pessoas se transformam em coisas e coisas jogamos fora.

Há filhos que estão trocando os pais por um celular ou por um trabalho. As pessoas estão trocando a família por bens materiais. Os filhos, muitas vezes, não pensam no sofrimento dos pais, para eles o importante é ser feliz.

O mundo quer ser apenas feliz, mas nós que somos cristãos, queremos ser felizes e santos. Eu não quero ser um santo triste e não quero ser um feliz, pecador. Quem procura a felicidade de verdade acaba encontrando o amor.

A primeira lição que se pode aprender com São José é não fazer nem dizer nada para sua esposa de “cabeça quente”. Fale sem raiva, faça as coisas com calma. Será que não é isso que está faltando para sua família ser feliz? Na hora da raiva, faça como José.

Segunda lição, repudiar em silêncio. Quem ama se cala pelo amor, não fale mal da sua família, fale com Deus. Pare de falar mal da sua família!

Terceira lição, a oração. A resposta de José não estava nos homens, mas em Deus. Homens, o anjo está falando pra você: ‘não tenhas medo de assumir a sua família’!

“Naquele tempo apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. Também José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria”. (Lucas 2, 1-7)

Maria queria o melhor para receber o filho de Deus, mas aceita o melhor que José podia oferecer que era a gruta e a manjedoura. Ele não podia dar mais. As mulheres podem aprender com Maria a aceitar o limite do outro, aceitar o que o esposo pode dar. Não vemos Maria blasfemar, não vemos Maria reclamar com Deus. A gruta, a manjedoura já são providência. A família que convive com as condições que tem e se alegra com o que o outro pode dar é uma família feliz.

Olhe para a família de Nazaré e aprenda que a felicidade não está nas coisas que temos, mas na família que Deus nos dá. O mundo está caminhando contrário à palavra de Deus. A nossa família é exemplo de Jesus, Maria e José, não é uma família mundana.

Peregrinos

Peregrinos acompanham primeira pregação deste domingo no acampamento para famílias.Foto:Wesley Almeida/cancaonova.com

Ninguém casa para viver sozinho. Você perdeu seu filho para as bebidas, para as drogas? Voltem os dois, marido e mulher, para buscar seu filho. Perdeu separado, vamos recuperar juntos. Sabedoria vem de sabor, saborear a vida com a família. É necessário ir a missa, rezar o terço, frequentar a catequese, assim a família leva os filhos a crescerem em estatura, sabedoria e graça.

Não fique procurando culpados para os problemas da sua família! Não leve tudo tão a sério, ria de você mesmo. Não canse de dar carinho para sua família!Vamos aprender a viver em família e valorizar o outro pela beleza que ele é. Olhe para Jesus, Maria, José e aprenderá como se vive em família.

A sua casa é como uma colcha de retalhos. A família é uma só, mas cada um é diferente. Um gosta de sal, outro gosta de doce, um gosta do dia, outro gosta da noite, um gosta de sítio, o outro gosta de praia. Somos diferentes! O bonito da colcha de retalho é que a tesoura é usada apenas uma vez, sempre se usa agulha e linha. A tesoura sempre separa, agulha e linha sempre unem. Você que é filho, esposo e esposa tem usado tesoura ou agulha e linha?

Vamos olhar para a sagrada família e perguntar: o que Jesus, Maria e José fariam se estivessem no meu lugar?

Transcrição e adaptação: Míriam Santos Bernardes


Padre Chrystian Shankar


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis – MG

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo