Somos da família de Jesus

Padre Paulinho269x329

Padre Paulinho – Foto: Wesley Almeida

Viemos de uma família e isto é uma bênção. Por maiores que sejam as dificuldades em família devemos pensar que pior ainda seria se não tivéssemos uma. Cada vez mais devemos lançar palavras de bênção sobre os nossos. Precisamos proclamar que nossa família é uma bênção, que nós somos uma bênção.

O dom de nossa vida é o maior dom que Deus nos deu. Hoje já não se tem tantos filhos, se comparado a antigamente. Muitos justificam que é porque estamos em tempos difíceis, será que é isto mesmo? Em alguns aspectos sim, mas em muitos outros não.

A Virgem Maria nos indica o caminho para sermos família. Por melhor que sejam os de nossa casa, eles não podem estar em primeiro lugar, quem deve estar em primeiro lugar em nossas vida é Deus. Devemos ser como Maria que se apresenta a Deus: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a sua Palavra”. A vida de todos os cristãos deve ser uma oferta a Deus.

Quantos antigamente precisavam viajar léguas para ir a Igreja, hoje temos igrejas ao lado de nossas casas e, muitas vezes, não vamos.

Que pecado grave quando o casal não quer ter filhos, ou reclamam quando engravidam novamente. Os filhos são frutos concretos do amor entre o casal. Não temos a autonomia para abortar alguém. Existem mulheres que abortaram há 20, 30 anos e ainda hoje trazem uma ferida profunda na alma por isto.

Aos casais que podem conceber, não tenham medo! Um filho é sempre uma bênção de Deus. A criança traz alegria no seio de uma família. Não tenhamos medo de provocar na vida dos jovens para que tenham filhos. Deus providenciará o necessário para que tenhamos filhos.

O evangelista diz que a família de Jesus estava do lado de fora querendo falar com ele, e quando Jesus toma conhecimento disto, ele diz que sua mãe e seus irmãos são aqueles que cumprem a vontade de Deus. Ele fez isto não para excluir sua mãe, ele bem sabia que ela era a primeira a cumprir a vontade de Deus, mas disse isto para que todos soubessem o quanto é importante cumprir os desígnios do Senhor.

Santa Missa de abertura do Canção Nova Sertaneja - Foto: Wesley Almeida

Santa Missa de abertura do Canção Nova Sertaneja – Foto: Wesley Almeida

É importante colocar em nossas vidas o projeto de Deus em primeiro lugar.

Quando você vai trabalhar você reza? Nossa vida no dia dia precisa ser regada pela oração. Quantas situações nos tiram a paz, nos tiram do sério? A partir do nosso interior devemos permitir que o Espírito Santo fecunde o nosso coração. E porque não nos apresentarmos a Deus desde a parte da manhã?

Tantas situações em que vivemos de altos e baixos, e se entregarmos tudo isto a Deus poderemos compreender a graça de Deus em nós. Quantas palavras ditas na hora errada, do jeito errado geram conflitos dentro de casa? Por trazermos em nós a fragilidade do pecado, precisamos buscar constantemente a presença de Deus. Não podemos ter medo de olharmos para a Virgem Maria como exemplo.

O que estamos construindo aqui na terra? Estamos construindo o céu, fazendo o bem ou não estamos construindo e fazendo mal aos outros? É preciso parar diante de Deus para refletirmos como estamos vivendo.

Precisamos entregar a Deus dia após dia cada situação de luta, risco e dor. Maria foi aquela que cumpriu inteiramente a vontade de Deus. Existe alguém para você em sua família que seja modelo de alegria, fé e luta? Como aprendemos com estas pessoas, elas nos inspiram fé. Precisamos colher destes modelos as riquezas que trazem para as nossas vidas.

Se olhamos para estas pessoas, quanto mais devemos olhar para Mãe de Deus. Ela tem um papel fundamental na história da humanidade. O sim que ela deu gerou o salvador da humanidade, e gera em nós o discipulado. Somos da família de Jesus, somos filhos de Nossa Senhora.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair


Padre Paulinho


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo