Rinaldo e Companhia de Artes: "Artista católico que não reza não serve para evangelizar"

O Acampamento para Músicos e Artistas acontece desde ontem, 9, na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista, SP. Em meio a programação desta noite o missionário e músico Rinaldo Xabu conduziu um workshop sobre arranjos na Ermida da Mãe Rainha. No mesmo horário, no Auditório São Paulo, lideranças da arte católica no Brasil realizaram um plenário sobre dança sacra. Nos dois lugares foi destacada a importância da unção na arte: "Artista católico que não reza não serve para evangelizar".

Rinaldo Xabu começou mencionando uma frase do fundador da Canção Nova, Monsenhor Jonas Abib, que diz: "A música católica é uma ponta de lança na evangelização. E por ser ponta fina não há nada que a ela resista". O músico falou sobre arranjo, docilidade diante do que Deus pede e destacou: "Sempre procurei ser dócil. Deus me escolheu, me quis, então, é ele quem vai me dar unção, me dirigir". E acrescentou: "É necessário, na nossa musicalidade, fazer arranjos que toquem coração. É necessário criar música, solos que não contenham só técnica, mas unção, sentimento".

O músico respondeu, ainda, às perguntas dos músicos e interessados em musicalidade presentes na Ermida.

No auditório, a coordenadora da Cia. de Artes da Canção Nova, Marlúcia Carvalho, disse que o objetivo do plenário é esclarecer para os dançarinos e atores católicos quanto a importância da espiritualidade na arte. "Queremos trazer para eles a novidade do Espírito de que a arte precisa nascer da unção, de um louvor criado para Deus", enfatizou.

"A dança sacra é a dança sagrada, é o comunicar Deus através do gesto, da dança, do bailado. Eu não poderia fazer uma dança sacra se eu não buscar a santidade", finalizou.

O membro da Canção Nova, que atua com teatro, Francisco Sobrinho, alertou: "Artista católico que não reza não serve para evangelizar. De técnica o mundo já está cheio. se você quer usar a Igreja como um palco, aqui não é o seu lugar. Falta rezarmos! Estude, mas, reze muito mais! Precisamos ter desejo da capela e não do palco".

Juliane Morigi, Ligia Mara e Pricila Feller
Foto: Clarissa Oliveira

Estiveram presentes no plenário, além de Marlúcia e Francisco, a coreógrafa da Cia. de Artes, Ligia Mara de Castro, a coordenadora nacional do Ministério de Artes, Juliane Morigi, e a coordenadora do Projeto de Escola de Dança Sacra de Joinvile, Pricila Feller.

Veja também:

:: Leia este conteúdo no Iphone
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo