Festa da Misericórdia

Canção Nova: A Casa da Misericórdia
21 a 24 ABR 2022

"Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas"

A Comunidade Canção Nova realizará, de 21 a 24 de abril, em sua sede, na cidade de Cachoeira Paulista (SP), os 20 anos da Festa da Misericórdia. 

Com o tema "Canção Nova: A Casa da Misericórdia", o evento contará com a participação dos missionários da Canção Nova padre Alex Freitas, Daniela Miranda, Adriana Pereira, Gabrielle Sanchotene, a fundadora do Instituto Hesed das Irmãs da Santa Cruz, Irmã Kelly Patrícia, e muitas outras presenças.

A primeira Festa da Divina Misericórdia aprovada pela Igreja, vivida e celebrada na Canção Nova, foi no segundo Domingo da Páscoa de 2002.

A Festa da Misericórdia é uma celebração litúrgica, e vivenciar essa festa é acolher o próprio pedido de Jesus a Santa Faustina: "A Festa da Misericórdia saiu das Minhas entranhas. Desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da Minha misericórdia" (Diário de Santa Faustina, nº 699).

Na programação do evento, consta Santa Missa, Terço da Misericórdia, Bênção Solene da Imagem de Jesus Misericordioso, Pregações, Noite Oracional.

:: Aprofundamento com Eliana Ribeiro

:: Atividades paralelas na Festa da Misericórdia

:: Filme de Santa Faustina é um dos destaques da Festa da Misericórdia 

:: Madrugada de oração atrai milhares de fiéis devotos da Divina Misericórdia

Venha celebrar a Festa da Misericórdia na Canção Nova e faça sua experiência com a Divina Misericórdia.

Sobre a Festa da Misericórdia

"Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Neste dia, estão abertas as entranhas da Minha misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se aproximam da fonte da Minha misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e das penas. Nesse dia, estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim, ainda que seus pecados sejam como o escarlate. A Minha misericórdia é tão grande que, por toda a eternidade, nenhuma mente, nem humana nem angélica a aprofundará. Tudo o que existe saiu das entranhas da Minha misericórdia. Toda alma contemplará em relação a Mim, por toda a eternidade, todo o Meu amor e a Minha misericórdia. A Festa da Misericórdia saiu das Minhas entranhas. Desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da Minha misericórdia". (Diário de Santa Faustina, nº 699)