Sou apenas o filho pródigo?

Sejamos experienciadores e anunciadores da Misericórdia

Sou apenas o filho pródigo

Gabrielle Sanchotene. Foto: Paula Dizaró/cancaonova.com

O desejo do nosso coração é o de anunciar a Misericórdia, mas precisamos viver para poder anunciar. O encontro da Misericórdia é o momento de fazermos essa experiência para voltar a sermos propagadores da Misericórdia.

No Diário de Santa Faustina Jesus dá o direcionamento para fazermos esta festa, no segundo domingo após a Páscoa. O nosso encontro da Divina Misericórdia é o momento de aprofundamento para aqueles que rezam o Terço da Misericórdia.

Vamos refletir a Palavra de Deus,  em Lucas 15, 11 ss. Num primeiro momento, quero partilhar sobre a minha experiência e quando ouvimos essa parábola nos colocamos no lugar de um deles: do filho mais velho; do mais novo; do pai ou dos servos.

Peça socorro a Deus

No momento que nós suspiramos, nossa alma pede socorro a Deus. Esse suspiro é o nosso pedido de ajuda ao Senhor, pois é a hora em que Ele fala conosco. Quando paramos para rezar, Deus fala conosco. E, quando eu me senti no vazio e que não estava me dedicando às orações, parei; e a palavra que o Senhor me deu foi a de Lamentações 3, 54-57.

Assim como eu fiz: pare e pense neste momento de angústia e de luta interior pelo o qual esteja passando. Peça socorro a Deus, pois esse pedido é uma forma de voltar-se para mais perto do Pai.

Devemos aprender a confiar no Senhor e a acreditar que Ele vai nos socorrer em algum momento, porque Jesus nunca irá nos desamparar.

Leia mais:
.: O amor de Deus nos salva e liberta do pecado
.: Por que rezar o terço da misericórdia? 

Volte para Jesus

Volte a participar da Santa Missa, confesse e leia a Palavra de Deus. A sinceridade da nossa oração nos aproxima do Senhor, por isso, tenha a coragem de olhar para dentro de si e escutar a voz de Deus.

Peça a Jesus para te batize no Espírito Santo de uma forma nova, renovada e reinflame os dons que foram apagados, porque a Misericórdia de Deus pode nos reerguer.

Quando fazemos a experiência não conseguimos ficar parados e queremos que Jesus se torne conhecido e amado.

Os nossos pecados não vão nos levantar e esse é o motivo da importância de nos confessarmos, porque os pecados são alimentos para o inimigo.

Anuncie a Divina Misericórdia

Devemos ser servos de Deus e com alegria! Então, tenha o olhar misericordioso porque o Senhor está sempre intercedendo por nós.

Devemos entender onde é o nosso lugar. Não podemos ficar parados e é preciso ficarmos atentos às necessidades do outro. Que Deus nos dê a graça de experimentarmos a Sua Misericórdia e a anunciarmos com a nossa vida.

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo