Vocacionados a ser tudo para todos

Vocacionados a ser tudo para todos

Padre Roger Luís. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Quando um homem de Deus quer trabalhar, o Senhor unge seus dons, seus sonhos.

Em todos os Acampamentos ‘Hosana Brasil’, Deus nos dá a graça de o celebramos no Advento. De uma maneira especial, neste Hosana, motivados pela celebração dos 50 anos de sacerdócio do monsenhor Jonas Abib, cujo lema é ‘Feito tudo para todos’, a divina providência nos permite olhar para este tempo litúrgico.

O Advento é tempo de espera, de preparação para o Senhor que vem. A Igreja nos exorta a olharmos para a frente e dizer: “Maranatha! Vem, Senhor Jesus!” E monsenhor Jonas, na sua vida, nas suas pregações, é este homem que anuncia a volta de Cristo com a parresia do Espírito.

Este lema – ‘Feito tudo para todos’ – é uma vocação ao Advento, para nós e para a Canção Nova. O Senhor falou ao coração do monsenhor Jonas que a comunidade foi enviada por Deus para preparar este povo para a segunda vinda de Cristo. Este chamado diz diretamente de mim e de você! Nós somos este povo fiel que faz parte da profecia, nós somos a resposta e o cumprimento dela.

Quem preparou a primeira vinda de Jesus? João Batista. A Canção Nova também tem essa missão. Ela recebeu de Deus essa vocação, de ser João Batista, de ser profética. E ela faz um esforço tremendo para não perder este chamado.

Monsenhor Jonas Abib, fundador da nossa comunidade, diz que temos de pregar incasavelmente a vinda do Senhor. Jesus está voltando e Ele precisa nos encontrar bem preparados, vivendo as leis e não a ideologia que o mundo nos oferece. Temos de ser fiéis a Jesus sem nos desviar nem para a direita nem para a esquerda.

Vocacionados a ser tudo para todos

“Quando um homem de Deus quer trabalhar, o Senhor unge seus dons, seus sonhos”, afirma padre Roger. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Assim como o monsenhor Jonas Abib, que tem preparado para nós, nesses 50 anos de sacerdócio, o Advento do Senhor, nós também somos chamados a viver assim.

O encontro pessoal com Jesus e o bastismo no Espírito Santo foram o marco na vida do monsenhor Jonas Abib. Ele não sentiu nada, mas a sua vida tinha mudado naquele momento. A bênção da vida do monsenhor se materializou em tudo o que você vê na Canção Nova, desde o Santuário do Pai das Misericórdias, que acabou de ser dedicado, até a presença de cada missionário, padre, diácono permanete e o povo de Deus neste lugar.

Jesus impactava as pessoas. Ele as curava e anunciava a Sua Palavra por todas as cidades. O Senhor deu poder e dons aos Seus discípulos para libertar e expulsar demônios. Deus só unge aqueles que querem trabalhar, e monsenhor Jonas Abib, nesses 50 anos de sacerdócio, trabalhou para o Senhor. Quando um homem de Deus quer trabalhar, o Senhor unge seus dons, seus sonhos.

Padre Jonas, o senhor sonhou a Canção Nova, sonhou que haveria padres; e hoje temos 46 padres na comunidade. Padre Jonas, o senhor é testemunho para nós, pois onde só havia um lago, o senhor viu o Centro de Evangelização; e hoje vemos o Santuário do Pai das Misericórdias. Eu vejo a bênção e a unção de Deus em tudo aquilo que está materializado neste lugar. Quando nós membros da comunidade trabalhamos, o Senhor unge o nosso trabalho. A vontade de Deus é capaz de nos fazer feliz.

Quem de vocês quer seguir a Deus em uma vocação? Pense e dê a sua resposta.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo