Saiba quais são os sinais de que Jesus está em sua casa

Padre Chrystian Shankar

Padre Chrystian. Foto: Arquivo cancaonova.com

“Jesus não bate no coração apenas dos que estão na igreja”, afirma padre Chrystian.

Deus quer que sejamos instrumentos afinados nas mãos d’Ele, por isso quero dar a você passos concretos para que a sua casa se torne um lugar de bênção.

Com o que sua família se parece? Talvez, possa parecer um cemitério, um silêncio total; um manicômio, com todo o mundo louco; ou um circo, porque é uma palhaçada. Mas pode ser também uma igreja, onde todos adoram o Senhor.

Podem falar o que quiserem, mas, em nossa casa, quem dá a última palavra é o Senhor. Queremos escutá-Lo e viver conforme Sua palavra. Muitos pensam que a família mudou, mas para nós cristãos ela continua a mesma.

Estamos enfrentando um problema grave nas famílias, e os outros problemas provêm deste que vou falar. A arma que o diabo tem usado para destruir as nossas famílias é o desânimo. Não temos ânimo para esperar a graça de Deus acontecer, para estabelecer uma bênção para nossa casa. Mas não podemos desistir, porque o demônio gosta de pessoas desanimadas. A nossa vitória já está certa, mas até alcançá-la, não podemos desanimar.

Tenho atendido pessoas desanimadas com suas famílias. Deus, que concebeu um Filho no útero da Virgem Maria, pela força do Espírito, para Ele converter o seu marido não é nada, mas você precisa confiar nisso, não dá para desanimar. Você crê nisso? Se você acreditar, seu milagre começará agora.

Saiba que se alguém tem de mudar na sua família é você. Precisamos pensar assim: eu mudo, amo mais, por isso vou me doar e me calar para que os outros mudem.

“Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo” (Apocalipse 3,20).

Jesus está batendo à porta de nosso coração, porque Ele quer entrar e cear conosco em nossa casa. A porta do nosso coração só pode ser aberta por dentro; se não a abrirmos, Ele não a arrombará. Para Jesus, ou você dá tudo ou o milagre não acontece.

Abra a porta do seu coração e permita que Deus aja em sua família. Há pessoas que esperam o milagre do alto, já eu espero o milagre de dentro. Não podemos querer receber uma bênção, precisamos ser uma bênção.

Em nossa casa o que falta, muitas vezes, é o beijo, o toque, o cheiro, o perdão, o olhar… Tantas coisas boas! Queremos Jesus em nossa casa, porém, nem precisamos chamá-Lo, porque Ele vem por vontade própria, só nos falta abrir a porta para Ele. Esta é a casa que o Senhor quer entrar: nosso coração.

O Senhor não bate à porta do coração apenas daqueles que estão na igreja. Se seu esposo está no boteco, seu filho nas drogas ou sua filha na prostituição, o Senhor está batendo à porta do coração deles da mesma forma.

Não precisamos imitar o mundo, que precisa ‘ter’ para ‘ser’ feliz; a nossa joia é a fé. As pessoas que vão à sua casa precisam ir lá, porque há paz, vocês se tratam bem e se amam. É preciso participar ativamente da vida das nossas famílias e dar respostas a Deus por elas. Há pessoas que desistem, porque não amam mais. Quem ama espera, perdoa e persevera.

Será que Jesus está em nossa casa? Ele precisa ser o centro de nosso lar. A paz precisa estar no meio de nós, porque o amor de Cristo nos uniu.

Veja os problemas que estão em sua vida, porque você deveria ter ficado calado, mas começou a falar e não parou mais, ficou repetindo, repetindo… Quando você fica com raiva, fala o que não pode e faz o que não deve. Noventa por cento dos nossos problemas vêm da nossa boca. Calamos quando deveríamos falar, e falamos na hora errada.

Veja quais são os sinais de que Deus está em sua casa:

Primeiro sinal: A sua casa precisa ser um lugar que atrai as pessoas. Quando seu marido sai do trabalho, ele vai para o boteco, vai jogar bola ou corre para casa? Seu filho, quando está de folga, fica em casa ou passa o dia na rua?

Conheço uma mãe cujo filho amava jogar bola. Quando ele chegava em casa, tirava a camisa suada e jogava-a no sofá, a chuteira no corredor, e a mãe se irritava com isso. O garoto foi assaltado, reagiu e foi morto. Hoje, essa mãe diz que daria tudo para ter a camisa suada dele no sofá de novo. Irritamo-nos por qualquer coisa; às vezes, “engolimos sapo” na rua para sermos bonzinhos, mas em casa brigamos por qualquer coisa.

Há horas em que não vamos pedir calma para os outros, precisamos aprender a pedir calma para nós mesmos. Se você não dominar o seu gênio e os seus sentimentos, sua casa não poderá ser um lugar melhor.

Segundo sinal: A sua casa deve ser uma casa de oração. Diga todas as manhãs: “Senhor, eu preciso de Ti, sem Ti nada sou”. Ao dormir, você pode dizer: “Obrigada, Senhor, por esta parceria que está dando certo”. Falta oração em nossa família. Se você quer ver milagres em sua casa, reze mais.

Terceiro sinal: A sua casa precisa ser um lugar de perdão. Você consegue dar uma segunda chance às pessoas que você ama? Reconhece que precisa do apoio do outro? Consegue dar e pedir perdão às pessoas?

Se você não perdoa, está tomando remédio esperando que o outro morra. A falta de perdão faz mal muito mais a você do que ao outro. Deixe a Palavra de Deus atingir a sua vida. Perdoar não é fácil, mas se você quiser, conseguirá!

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair


Padre Chrystian Shankar


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis – MG

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo