A luta contra a depressão

Prof. Felipe Aquino. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Prof. Felipe Aquino. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A depressão tornou-se uma verdadeira epidemia em nossos dias. Pessoas de todos os níveis sociais, de todas as idades e de todos os países, são atingidas por ela. Mas saiba de uma coisa: você não é obrigado a ser deprimido; a depressão tem cura! Não se entregue a ela como se estivesse num beco sem saída; ao contrário, lute para vencê-la, com a graça de Deus.

Deus ama você e tem um plano maravilhoso para a sua vida. Ele não o criou para ser uma pessoa triste e derrotada, creia nisto. Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10,10), e para isso Ele aceitou até morrer dolorosamente numa cruz. Cristo quer dar a você esta vida plena e abundante. Mas você tem que fazer a sua parte, tem que querer e lutar. A graça de Deus não dispensa a natureza, mas a supõe e a enriquece. Deus não age contra a sua liberdade e a sua vontade.

A luta contra a depressão é árdua, e exige perseverança, paciência e fé, mas vale a pena. “O homem paciente esperará até um determinado tempo, após o qual a alegria lhe será restituída” (Eclo 1,29).

Nada de bom nesta vida se consegue sem luta. Você está disposto? A primeira coisa é você querer. Querer é poder; e querer com Deus é vencer. A Palavra de Deus nos ensina que “tudo posso n’Aquele que me dá forças” (Fl 4, 13). Vamos lá?

Embora a depressão tenha também causas biológicas, as causas principais são de fundo emocional, psicológico e espiritual. O aumento de sua incidência é também fruto da vida moderna: agitada, materialista, consumista, competitiva, sem lugar para Deus e para o irmão… Há 40 anos muito pouco se falava do assunto.

Nesta pregação quero apenas enfocar o lado espiritual do problema, que não pode ser desprezado na recuperação da pessoa, especialmente se ela é cristã. De forma alguma recomendamos dispensar a ajuda da medicina, da psicologia ou da psiquiatria no tratamento da doença. Diz o Eclesiástico: “Honra o médico por causa da necessidade; pois foi o Altíssimo que o criou… O Senhor fez a terra produzir os medicamentos: o homem sensato não os despreza” (Eclo 38).

Sabe-se hoje que os medicamentos antidepressivos melhoram a depressão pelo fato de regularem o funcionamento dos neurotransmissores. Já foi provado que pode haver alteração de substâncias químicas que atuam no cérebro e que afetam o estado emocional e mental da pessoa.

Nosso desejo é levar esta terapia espiritual aos que sofrem deste mal moderno a fim de que, abandonados em Deus, tenham força para redescobrir o valor da vida e vencer o problema. A pessoa humana adoece quando está desequilibrada em alguma de suas dimensões (física, psicológica ou espiritual) e quando perde o sentido da beleza da vida.

A cura começa a acontecer quando a pessoa, de fato, não só de palavras, “entrega a Deus a sua vida”; deixa que Ele a guie; entrega-lhe o seu destino; descansa em Suas mãos e busca n’Ele a força para caminhar. O deprimido é alguém, antes de tudo, fraco e amedrontado, assustado e, muitas vezes, conta apenas consigo mesmo e com sua miséria, por isso naufraga no meio dos problemas.

Não somos capazes de conduzir a nossa vida equilibradamente e em paz sem Deus e o auxílio de Sua graça. Entregue o comando da sua vida a Jesus Cristo, o divino Mestre, para que você tenha uma vida nova.

A depressão tem muito a ver com a falta de sentido para a vida, falta de autoestima, por isso, o remédio é a afirmação da vida diante da anticultura da morte, que hoje toma conta do mundo.

Quanto mais cedo você procurar o tratamento tanto maior a chance de ser curado, e mais rapidamente. Uma pessoa deprimida pode apresentar ou ter vivido os seguintes quadros: doença crônica, problema afetivo, desilusão amorosa, perda de um parente, perda do emprego, perdas financeiras, falta de sentido para a vida, estresse devido ao excesso de trabalho. Essas são causas. Mas o que ela sente? Muitos podem ser os sintomas da depressão, como: cansaço, pensamento de culpa, tristeza, autoestima baixa, falta de apetite, falta de vontade de rezar, fadiga, memória fraca, insônia, dificuldade para decidir, pensamento de morte, quedas de cabelo, entre outros.

A pessoa com depressão não pode se entregar à tristeza. Se você vive triste é porque, em vez de agradecer a Deus por todas as graças que você recebe a cada instante, fica a se lamentar das desgraças. “Vire o disco” da sua vida! Comece a agradecer por tudo o que você já tem antes de se lembrar daquilo que não tem.

Prof. Felipe Aquino. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Prof. Felipe Aquino. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

São Paulo ensina que “a tristeza segundo Deus produz arrependimento que leva à salvação e não volta atrás ; ao passo que a tristeza segundo o mundo produz a morte” (2 Cor 7,10).
Aos tessalonissences o apóstolo insiste: “Vivei sempre contentes. Orai sem cessar. Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo” (1Tes 5,16-18).

A Palavra de Deus nos ensina no livro do Eclesiástico: “Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos. A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade. A alegria do homem torna mais longa a sua vida. Tem compaixão de tua alma, torna-te agradável a Deus, e sê firme; concentra teu coração na santidade, e afasta a tristeza para longe de ti, pois a tristeza matou a muitos, e não há nela utilidade alguma” (Eclo 30,22-26).

São Paulo recomenda aos que têm fé: “Alegrai-vos sempre no Senhor, repito, alegrai-vos… O Senhor está perto. Não vos inquieteis por coisa alguma, mas em todas as circunstâncias apresentai os vossos pedidos diante de Deus com muita oração e preces e com ação de graças. A paz de Deus, que supera todo o entendimento, guarde nossos corações e vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Fil 4,4-7).

Você tem de pensar no valor que você tem. Só assim não ficará no fundo do poço. Só fica nesse local quem não dá valor a si mesmo. Você acredita que você é obra de Deus? “Se meu pai e minha mãe me abandonarem, o Senhor me acolherá” (Sl 26,10). “Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, Eu não te esqueceria nunca” (Is 49,15).

contribuicaocn

A pessoa deprimida precisa pensar no seu valor, que ela é alguém muito importante para Deus. Por que Jesus morreu na cruz? Ele entregou a vida na cruz por causa de você, do valor que você tem. E Ele o ama individualmente. Nenhum de nós tem a mesma impressão digital, pois Deus não quis nos fazer em série, mas sim individualmente. Deus sabe o meu nome, a minha angústia, a minha dor.

Quando Cristo morreu na cruz, Ele não carregava somente nossos pecados, mas nossas angústias e dores, disse São Pedro: “Carregou os nossos pecados em Seu corpo sobre o madeiro, para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados” (1 Pe 2,24). Jesus disse que se há uma ovelha perdida, Ele, que é o Bom Pastor, deixa as 99 para buscar esta. Se você é a ovelha deprimida, perdida, Ele larga as outras e vai buscar você.

Diga para sua depressão: “Eu não morrerei nesta depressão, porque sou filho de Deus – e filho de Deus não pode morrer num buraco!” Não podemos abaixar a cabeça para a depressão. Para Deus não existe “beco sem saída”. “Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve” (Mt 11,28-30).

Mas é preciso abrir a porta da sua vida para Jesus entrar: “Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo (Ap 3,20)”.

É preciso agir na fé, porque diz a Escritura que “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11 ,6). “O justo vive pela fé” (Rom 1,17; Hb 10,38; Gal 3,11). Jesus disse que “nenhum passarinho cai por terra sem a vontade de Deus. Até os cabelos de nossa cabeça estão contados” (Mt 10,29-30). Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Rom 10, 13). Cante com o salmista: “Confia ao Senhor a tua sorte, espera nele: e ele agirá”. E “É em Deus, que eu ponho minha esperança; nada temo. Que mal me pode fazer um ser de carne?” (Sl 55,12). “Só em Deus repousa minha alma, só dele me vem a salvação” (Sl 61,2).

Alimente a sua vida em Jesus participando da Eucaristia. Ali você recebe o Corpo, a vida, o amor e a cura d’Ele. Ele é o remédio e o sustento de nossa vida. Recorra sempre a Nossa Senhora, ela é nossa Mãe bondosa e que tudo pode e intercede por nós, diante do Pai, por ser a Mãe do Filho d’Ele.

Alimente sua alma e sua mente com a Palavra de Deus e a meditação de bons livros. Não fique prostrado em casa; trabalhe, faça ginástica, visite um doente; faça caridade, tudo isso ajuda sarar a depressão. Não se entregue ao egoísmo e ao fechamento em si mesmo; saia de você mesmo; busque as pessoas, ajude a quem puder; isso lhe fará muito bem.

Adquira esta pregação pelo
telefone (12) 3186-2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo