PHN

A cura do coração pela retirada da amargura

Esse acampamento é de cura interior, e toda cura causa em nós a liberdade, ou seja, a libertação. A palavra “decisão” vem da palavra “cisão”, ou seja, as pessoas que estão se decidindo por Deus, estão se decidindo a cortar o que viviam de errado no passado.

Uma pequena melhora é um motivo para comemorar. Deus não faz mágica, Deus cura, isso é diferente. E, muitas vezes, a cura é lenta por ser um processo. Deus o reconhece no meio da multidão. Ninguém passa despercebido por Ele.

Dunga Foto: Wesley Almeida

Dunga/ Foto: Wesley Almeida


:: Veja mais fotos no Flickr

No quintal da minha casa tinha uma plantação de mandioca, e meu pai me ensinou que havia mandiocas boas e outras não. E sempre que eu ia desenterrá-las para as arrancar da terra meu pai dizia: “Agora tire as raízes ruins do seu coração!”.

O teu caminho e as tuas obras te fizeram estas coisas; esta é a tua maldade, e amargosa é, que te chega até ao coração” (Jeremias 4-18).

O pecado não pode criar raízes em você, porque, ao se enraizar, você vai se tornando uma pessoa amarga. Você está disposto a arrancar as maldades do seu coração?

Imagine se tivéssemos na nossa mão o calendário da nossa vida e detectássemos que, no dia 21 de julho de 1997, pecamos, que aquele dia foi causa de muita amargura. E que Deus, ao ver esse calendário, nos fizesse voltar ao tempo, em nossa lembrança, para curar nossa memória.

Muitas vezes, quem cumpre a pena é um homem de 50 anos, mas quando ele cometeu o crime era um adolescente. Você não precisa pagar pelo erro que você cometeu quando era apenas um jovem.

Jovens participam da pregação de Dunga/ Foto: Wesley Almeida CN

Jovens participam da pregação de Dunga/ Foto: Wesley Almeida CN

Algumas vezes, a experiência do passado o projeta para o presente; outras vezes a experiência do passado criou raízes e você, como São Paulo, diz: “Eu faço o mal que não quero.”

Padre Rufus, quando pregava aqui, dizia que bastava nos encontrar com o amor de Deus para haver libertação, cura e desterro do passado.

Deus, quando o criou, sonhou coisas para você realizar e faz planos para você!

Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados. E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem” (Hebreus 12, 14-15).

Você veio para a Canção Nova a fim de se fortalecer e voltar para sua casa outra pessoa? Como você voltará para sua casa?

Hoje, no mundão, para muitos é ridículo saber que existem jovens virgens, vivendo a castidade. Eu tenho 28 anos de casado, quando eu namorei minha esposa, pela primeira vez, ela tinha 15 anos, cinco anos se passaram e eu caí na vida, depois me converti. E depois da minha conversão, eu me comprometi a ficar 2 anos sem namorar. E depois desses dois anos, eu e a Néia retornamos o namoro, durante dois anos e quatros meses namoramos castamente. Foi duro, mas aqueles dias de castidade me fizeram o que sou hoje.

A vida de castidade que vivi naquela época, hoje se reflete nos meus 28 anos de casamento. E como sou feliz e realizado! Sou ainda mais apaixonado pela minha esposa. Quem não “segura a onda” no namoro, provavelmente você adulterar no casamento.


Transcrição e adaptação: Elcka Torres

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600


contribuicaocn1

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo