A civilização do amor

Adriano Gonçalves
Foto: Wesley Almeida/Fotógrafo CN

Quero inciar esta pregação com o refrão desta música: “Vem com Teu amor, vem com Teu poder, vem me vencer, pois não quero mais lutar contra Ti. Quero perder, perder pra ganhar, pobre me entregar, pois só preso a Ti eu serei livre para amar.”

E a partir deste refrão tomaremos a Palavra de Deus que está na primeira carta de são João 2, 13-14 “13.Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque vencestes o Maligno. 14. Crianças, eu vos escrevo, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e vencestes o Maligno.”

Enfrentamos várias coisas para estar aqui, e a última pregação do encontro vem com um título que diz que precisamos ser civilização do amor, porque, a partir daqui, não só vamos vestir uma camisa, mas vamos declarar com a vida que não estamos mais presos, mas que somos livres para amar.

Qual maligno você venceu nestes dias? Uns a maconha, outros a pornografia, outros uma vida desregrada… Quero lhe dizer: Você já é um vencedor! Sabe como você venceu? Não vencemos só com nossas forças, como diz a Palavra de Deus, mas porque a Palavra permanece em nós. E você tomou posse que você é forte. E assim se dá porque a Palavra de Deus permanece em nós.

Cada um que passou por aqui disse da Palavra de Deus, se ela [Palavra] permanecer em você, você vai traduzi-la em gestos. Mesmo quando seus amigos e a sua família não mudarem, se a Palavra permanecer em seu interior, vocês vão se tornar a Palavra de Deus "ambulante". As pessoas vão ler o Evangelho na sua vida.

"Você está disposto a dar sua vida para a causa do Senhor?", pergunta monsenhor aos jovens
Foto: Deividson Francisco/cancanova.com

:: Veja participação do monsenhor Jonas

Quero dizer meu testemunho neste Acampamento "Revolução Jesus", o quanto precisei perder para ganhar, o quanto precisei entender que não preciso só pregar a Palavra, mas ela precisa permanecer em minha vida.

Quando estávamos para acertar tudo para a vinda de Jason Evert para cá, encontramos algumas dificuldades com  o visto dele, que não era liberado. Passavam-se os dias, a data do acampamento se aproximava, tudo já estava divulgado, mas ele ainda não poderia vir para o Brasil. Fiquei muito preocupado, pela educação que recebi de meus pais, para mim é muito importante que um homem honre sua palavra. O que eu faria depois de tudo divulgado, se Jason Evert não estivesse aqui? Então, com minha namorada, Letícia, em um momento de oração na capela, eu disse ao Senhor: "Até aqui nós fomos, agora é Contigo, Senhor!" Então, a Letícia me disse assim: "Se o Jason não vier, a derrota não será sua, porque você fez tudo que poderia fazer. Mas se ele vier, a vitória também não será sua, e sim de Deus". E aí percebi a pessoa maravilhosa que Deus colocou em minha vida. Letícia é uma mulher de muita oração, uma mulher de Deus. Pouco tempo antes da primeira Missa do encontro, recebi um recado de que o visto dele havia saído, e Jason viria pregar no Acampamento "Revolução Jesus". Aproveito e deixo aqui meu muito obrigado a Jason por sua presença aqui no encontro.

Nós vivemos assim o acampamento, na certeza de que o céu estava vencendo por nós. E lhe digo: A partir deste fim de semana quem decide na sua vida é o Céu!

Transcrição e adaptação: Elias Torquete Junior

 


Adriano Gonçalves


Missionário da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo