A energia da Divina Misericórdia

Bendito seja Deus, porque, nós, na Canção Nova, nos voltamos para a Divina Misericórdia todos os dias, às 15h, rezando o terço da Misericórdia

Assista a homilia na íntegra:

Hoje, ao meio dia, em Roma, o Papa Bento XVI vindo à janela de seus aposentos para dirigir umas palavras aos fiéis, disse-lhes: “O culto da Divina Misericórdia não é uma devoção secundária, mas é uma dimensão integrante da fé e da oração de todo cristão”.

Bendito seja Deus, porque, nós, na Canção Nova, nos voltamos para a Divina Misericórdia todos os dias, às 15h, rezando o terço da Misericórdia.

No ano 2000, quisemos levantar, aqui, na Canção Nova, um Santuário à Divina Misericórdia. Uma parte, ali de cima do nosso terreno, já estava até trabalhada para começarmos a construção. Pedimos ao nosso bispo, Dom Eduardo, para que os bispos da nossa região nos autorizassem, mas eles não acharam conveniente.

Isso nos desconcertou, mas abrimos a mente e o coração e acolhemos aquela decisão porque somos Igreja, graças a Deus. 

Naquele tempo, ainda não havíamos imaginado construir esse Centro de Evangelização. É só olhar esse altar, esse ambão, essas cadeiras. Estamos ou não estamos num templo, num Santuário da Divina Misericórdia? Estamos. Esperando por 6 anos e agora temos o entendimento completo.

Jesus é a encarnação da Divina Misericórdia

No começo da Encíclica de João Paulo II sobre a Divina Misericórdia, ele falou da encarnação da Divina Misericórdia. Jesus é a encarnação da Divina Misericórdia na qual tocamos constantemente. Ele é a misericórdia do Pai.

Jesus ressuscitou e apareceu àquelas mulheres que estavam com Maria Madalena, essas foram contar aos apóstolos que viram o Senhor, mas eles, infelizmente, não acreditaram. E eles eram apóstolos.

Não é verdade que, nas nossas casas, nas nossas famílias, nós encontramos gente que não acredita?Alguns dizem que fazem orações, mas é tão vago. Quantas vezes pai e mãe dão a melhor educação para seus filhos, mas quando crescem não creem mais? Podem até lembrar, mas crer mesmo, ir à Missa, ler e conhecer a Palavra de Deus não fazem mais.

E quantos pais não creem e não passam nada para os seus filhos? Como isso é duro. Essa não é a vontade de Deus. Os apóstolos estavam errados quando não acreditaram.

Quem não confia no Senhor, vive constantemente no medo, mesmo que se mostre seguro. Os apóstolos estavam lá com medo, mas Jesus se faz presente no meio deles e diz: “A paz esteja convosco”. E depois soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos” (cf João 20, 21-22).

“Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a iniquidade”

Olhe as suas máquinas funcionando por meio da energia levada por dois fios: o positivo e o negativo. Foi isso que Jesus passou para nós. Se fosse possível tocar a energia divina na hora em que um sacerdote atende confissão, iríamos tomar um enorme choque, porque a energia de Deus passa por ele.

Nós, padres, ficamos sempre “eletrizados” quando recebemos confissões. O Pai das misericórdias, através de nós, padres, leva o perdão.

Diga comigo: “Obrigado, Senhor, porque na sua Divina Misericórdia, não apenas quiseste nos perdoar, mas deixaste aqui, na terra, embaixadores Teus. E por meio deles, como que, por um fio elétrico, chega a energia divina e nos perdoas. Obrigado por aqueles que trazem o perdão de nossos pecados”.

Mesmo que a gente não consiga um arrependimento perfeito, como aquele filho pródigo, que estava na pior – ele voltou muito mais para a casa do pai porque ele precisava – um sacerdote nos ouve e nos absolve. A Divina Misericórdia passa por ele e nós somos verdadeiramente perdoados.

“Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a iniquidade”. É isso que faz a confissão, um sacerdote quando nos ouve e nos perdoa.

Deixe-me dizer uma coisa muito importante. Aqui, na Canção Nova, Deus quis que nós vivêssemos situações que muitas pessoas vivem, inclusive o câncer. A Eliana Sá teve câncer e lutou muito, e com muita graça de Deus e tratamentos médicos ela venceu. A Heloísa, também, enfrentou uma luta enorme contra o câncer. E agora, a Glória Amaral, que está todas as manhãs no programa “Manhã Viva”, também está enfrentando o câncer.

Com isso, Deus quer nos mostrar que tudo pode ser mudado pela força da oração. Obedecemos aos médicos, fazemos tudo direitinho, mas rezando, muita gente rezando, a vitória vem.

Hoje, pela primeira vez, o Padre Léo celebrou a Missa depois de vários dias internado. E, um grande amigo nosso, enfrentou um câncer muito sério no cérebro e, hoje, está aqui, no nosso meio, para testemunhar, ele é o Dom Pedro Sbalchiero, de Vacaria/RS.

Dom Pedro nos testemunha:

“Neste dia do Senhor, dia da Misericórdia Divina, eu quis vir ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida e, aqui, na Canção Nova, para agradecer a Misericórdia Divina por mim. Agradecer a todos que rezaram pela recuperação da minha saúde.

A misericórdia divina chegou ao meu corpo. Deus, em seu infinito amor, acolheu a oração de todos. Eu disse a Jesus, antes da cirurgia: ‘Olha, é vantagem para o Senhor me dar a saúde. É vantagem para o serviço do Reino de Deus, da Igreja’.

Ontem, eu estive visitando o Padre Léo, levei a unção dos enfermos para ele e senti ele bem, falante, alegre, entusiasmado. Assim, Deus manifesta a Sua bondade, a Sua misericórdia.

Tudo pode ser mudado pela força da oração e Deus não se deixa vencer em generosidade

Padre Jonas, muito obrigado! Obrigado a todos, a cada um em particular. Deus seja louvado em sua infinita misericórdia.

Foram quase 9 horas de cirurgia no cérebro para a retirada de um tumor do tamanho de um ovo. Não perdi a memória. Obrigado a todos do serviço de enfermagem.

Deus merece nossos braços erguidos porque Ele é Pai. Como diz São Tomé: ‘Meu Senhor e meu Deus!’

Neste Dia da Misericórdia, não nos esqueçamos de que a misericórdia de Deus passa pela paz, pelo perdão. Deus perdoa de uma maneira a esquecer a falta, o pecado. É esse o modo de Jesus agir, porque Ele é Deus, o Ressuscitado. Todo cristão não pode ter uma outra atitude diferente de Jesus. A pessoa será nova, quando souber dar o perdão e perdoar.

Não esperem o amanhã para perdoar o que é possível perdoar hoje

Nós Te damos graças, Senhor, por esse Teu filho. Senhor, ele é um sinal vivo de tudo aquilo que nós dizemos: “Tudo pode ser mudado pela oração” e “Aguenta firme, meu filho”.

“Eu confio em Nosso Senhor com fé, esperança e amor”.

Transcrição e adaptação: Maurício Rebouças

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo