A Eucaristia como centralidade da família

Eugênio Jorge
Foto: Wesley Almeida /Fotos: Canção Nova

Que eu ressuscite no dia final! O que adiantará eu ter corrido, ter lutado, se eu não ressuscitar? Se eu acreditar em Deus, ressuscitarei no dia final.

Essa é a nossa fé! Acreditamos na Ressurreição de Jesus Cristo. Embora tenhamos de passar pela Sexta-feira Santa, nós acreditamos na Ressurreição. Aquilo que você está vivendo, talvez, seja apenas uma passagem de dores, de trevas. Talvez, o seu ano inteiro esteja sendo de lutas, trevas e dores. Pode ser que você esteja enfermo, no presídio ou, quem sabe, sua família esteja desmoronando ou algum ente querido esteja nas drogas. Mas eu lhe digo: Olhe para a sexta-feria de trevas, de escuridão e morte e saiba que o Domingo da Ressurreição não tardará a vir! 

Com os olhos da fé nós acreditamos que o Senhor venceu e que Ele ressuscitou no fim! Jesus reconstruirá aquilo que foi perdido, porque fez isso com o Seu próprio Corpo, pois estava moído de tanto pagar pelos nossos pecados. Ele fez isso com Seu Corpo no sepulcro. Estava perfurado por pregos e por lanças, mas foi reconstruído pelo Espírito Santo e se levantou glorioso. Jesus fará também isso com cada um de nós! Você crê que Ele pode restaurar a sua casa e a sua família? Ele pode. Creia nisso!

Hoje, estamos celebrando a Quinta-feira Santa, quando Jesus instituiu a Santa Eucaristia. Deus curva-se sobre a humanidade para nos salvar. É Ele quem nos resgata, pois somos homens decaídos, e o Pai nos leva no colo. Neste tempo, vemos que nosso Deus se rebaixa e vai até o chão para nos salvar. O Criador do universo vem lavar os pés dos homens.

Em João, há um discurso falando sobre o Pão da vida, o Pão descido do céu. Alguns diziam: “Esse homem é louco!”, outros pensaram em ir embora. Se você quiser ter vida, é preciso comer esse Pão, que é a vida.

"Disseram-lhe, pois: 'Que faremos para executarmos as obras de Deus?' Jesus respondeu, e disse-lhes: 'A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou'. Disseram-lhe, pois: 'Que sinal, pois, fazes tu, para que o vejamos, e creiamos em ti? Que operas tu? Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu'. Disse-lhes, pois, Jesus: 'Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo'. Disseram-lhe, pois: 'Senhor, dá-nos sempre desse pão'. E Jesus lhes disse: 'Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. Mas já vos disse que também vós me vistes, e contudo não credes. Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia'." (João 6,28-40) 

"Deus que se curva para nos salvar", recorda Eugênio Jorge
Foto: Wesley Almeida /Fotos: Canção Nova

Que graça maravilhosa! É de nos emocionar! O nosso coração se enche de uma santa alegria! Essa é a beleza da Igreja Católica Apostólica Romana. Nas celebrações da nossa Igreja, cada tempo, cada mistério da Paixão, Morte e Ressurreição, já começa nesta Quinta-feira Santa. Dá vontade de chorar, porque entramos nesse mistério lindo da Igreja, mas não somos dignos de participar dele.

Jesus se faz Pão para dar-se em alimento. Que grande mistério é esse da Eucaristia, pois nos abre portas e janelas para entrarmos no Coração do Senhor. Aqueles que não conseguem entrar pela porta, Deus lhes abre as janelas; aqueles que também não conseguem entrar pelas janelas, o Senhor lhes abre os telhados e lhes diz: “Entre, meu filho (a), entre pelas portas da Igreja, entre no Coração de Deus! Eu abri as portas e as janelas, arranquei os telhados para você entrar!"

Deus, na Palavra, faz alusão ao maná, o qual Ele fez chover no deserto quando o povo tinha fome (cf. Êxodo 16). O Senhor estava lá com eles como está ao nosso lado hoje. O povo comeu daquele pão e sobreviveu à travessia. Contudo, eles não podiam guardá-lo, precisavam confiar em Deus, porque o maná era só para aquele dia. Se este fosse guardado, apodreceria. Então, a cada dia, era preciso esperar cair esse maná do céu. O povo precisava ser adestrado na confiança em Deus.

A Eucaristia é o sacrifício atualizado. Lembro-me de que, quando eu era o responsável pelo Departamento de Audiovisuais da Canção Nova (DAVI), o fundador da comunidade, monsenhor Jonas Abib, um dia, disse-me: "Ir à Missa é fazer a atualização da Sexta-feira Santa, do Calvário. Cada Celebração Eucarística é como se estivéssemos no Calvário, é a atualização do sacrifício de Jesus". Até o dia em que o Senhor voltar, vamos celebrar a Eucaristia; é por meio dela que recebemos o Cristo. A alma de todos aqueles que comungam se enchem de graça.

Por que temos de voltar, todos os dias, se possível, à Santa Missa? Porque somos desatentos e temos a necessidade de guardar a nossa vida, de permanecermos no Senhor. Também por causa de nós, todos os dias, a Santa Igreja repete o sacrifício da Celebração da Eucaristia. Jesus quis assim, porque Ele conhece a nossa fraqueza.

"Jesus fez-se Pão e deu-se em alimento por nós", disse Eugênio Jorge
Foto: Wesley Almeida /Fotos: Canção Nova

O que representa a Eucaristia na vida da Igreja? "Ela é a fonte, é o ápice de toda a vida da Igreja, onde tudo se encontra e onde tudo se encerra.” É por meio dela que vivemos tudo, é ali que entregamos tudo e agradecemos ao Senhor. Ao mesmo tempo, quando estamos no fundo do poço, tudo encontra sentido na Eucaristia. Ela é o centro de todas as coisas. Todas as nossas lutas e dificuldades encontram sentido na Eucaristia.

Talvez você se pergunte: “Por que eu nasci? Por que estou aqui?" Tudo está na Eucaristia! O Senhor usa dela para nos santificar. E quando vamos à Santa Missa, nós prestamos um culto a Deus, o maior louvor a Ele. Não é só cantar e levantar os braços, isso também é participar, mas o maior culto é ter um coração voltado para a Eucaristia com piedade.

Todo o mistério se encerra na Eucaristia. Mediante a Celebração Eucarística, nós nos unimos à liturgia do céu e antecipamos a vida eterna.

Você quer saber o que é vida eterna? Participe piedosamente da Eucaristia e verá, por uma janela, a antecipação do céu. “Pelo meu Corpo e pelo meu Sangue, eu o ressuscitarei no último dia", diz-nos o Senhor Jesus.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D'Onofrio

 


Eugênio Jorge


Músico e pregador da Missão Mensagem Brasil

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo