A minha força vem do Espírito Santo

Alexandre Oliveira
Foto: Maria Andreia/Cancaonova.com

O que vamos ler, aparentemente não tem nada a ver com Pentecostes. Nessa pregação, você irá em uma viagem com um personagem especial, o qual nos levará a esse itinerário: Pedro, o primeiro Papa.

“Então, prendendo-o, o levaram, e o puseram em casa do sumo sacerdote. E Pedro seguia-o de longe. E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles. E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com ele. Porém, ele negou-o, dizendo: Mulher, não o conheço. E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou. E, passada quase uma hora, um outro afirmava, dizendo: Também este verdadeiramente estava com ele, pois também é galileu. E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente” (Lucas 22,54-62).

Observamos Pedro, que viu o seu Senhor sendo preso e O seguiu de longe, sem se comprometer. Interessante, porque, nos Evangelhos de São Mateus e São Marcos, quando falam deste momento, dizem que Pedro foi se afastando em direção à porta, à saída. O apóstolo, com medo, saiu. Como diz São Lucas, o olhar de Pedro cruzou-se com o de Jesus, mas não foi um olhar de condenação.

Pedro, homem temperamental, que não pensava duas vezes, era impulsivo, apaixonado por Jesus, mas O negou. Esse é o retrato do nosso primeiro papa antes de Pentecostes.

O mesmo Lucas, que contou a negação de Pedro, também disse: "E estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas esperassem a promessa do Pai, a qual, disse Ele, de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. Aqueles, pois, que se haviam reunido, perguntaram-lhe, dizendo: "Senhor, restaurarás tu, neste tempo, o reino a Israel? E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos” (Atos 1,4-9).

"O cristão dinâmico é aquele que tem força suficiente para testemunhar o Cristo", diz Alexandre.
Foto: Maria Andreia/cancaonova.com

:: Veja fotos no Flickr

:: Veja + fotos também no Facebook

Imagine a cabeça de Pedro quando ouviu o Senhor dizer: "Enviarei meu Espírito Santo que lhes dará força; e sereis minha testemunha". Pedro, que se escondeu, teve medo de ser testemunha.

Aqueles homens estavam esperando a força do Espírito Santo por causa da posição que tinham, posição de testemunhas. Sem força não seremos testemunhas.

O cristão dinâmico é aquele que tem força suficiente para testemunhar Cristo.

"E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (Atos 2,1-4).

E todos se maravilhavam e estavam suspensos, dizendo uns para os outros: "Que quer isto dizer?" (Atos 2,12).

Uma multidão não entendia o canto no Espírito; e havia a turma de zombadores, os quais diziam que aqueles homens estavam bêbados e começaram a rir.

No domingo de Pentecostes, o que aconteceu de tão maravilhoso? A Igreja nos ensina, no Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 731: “No dia de Pentecostes (no termo das sete semanas pascais), a Páscoa de Cristo completou-se com a efusão do Espírito Santo, que Se manifestou, deu-se e comunicou-se como Pessoa Divina: da Sua plenitude, Cristo Senhor derrama em profusão o Espírito (109).”

Profusão, palavra que significa esbanjamento, transbordamento. A Igreja diz que o Espírito de Deus é derramado em profusão. Em Pentecostes, aconteceu a profusão.

Estavam debochando, mas Pedro se levantou e disse: "Acaba aqui. Até hoje vocês nos ridiculizaram, mas acaba aqui".

"Cristão não pode andar com camisinha na carteira", afirma Alexandre Oliveira.
Foto: Maria Andreia/Cancaonova.com

É muito bom estar aqui, mas você precisa sair para testemunhar. Que testemunho você dá? Diz que não conhece Cristo ou é um verdadeiro testemunho de fé?

Pai e mãe, se não estiverem cheios do Espírito Santo, vão jogar lixos sobre seus filhos, cartilhas ensinando a se masturbar. Mas se estiverem cheios de Espírito de Deus, vão ensinar aos filhos que vale a pena viver a castidade.

Você que é casado, mesmo que esteja dentro da Igreja, pode adulterar, por isso seja cheio do Espírito Santo. Clame o Espírito, tenha coragem de desligar a TV e rezar o terço com sua família. Cristão, pare de assistir novelas!

Cristão não pode andar com camisinha na carteira. Quem fala isso para vocês é um homem que viveu a castidade. Eu me casei virgem aos 30 anos. Lutei, fui ridicularizado, mas valeu a pena esperar. Hoje, tenho uma família linda.

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo” (1 Pedro 5,8-9).

Deus quer usar você. Lute com suas mãos, receba a Eucaristia e reze o terço.

Esse mundo pagão está jogando terra sobre você, querem enterrá-lo, mas, com a força do Espírito Santo, você será testemunha.

Diga, hoje, que acaba aqui toda impureza, todo lixo jogado para você.

Vamos testemunhar a família como Deus quis para nós.

Assista:


Alexandre Oliveira


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo