A postura do combatente

Padre Edimilson
Foto: Arquivo cancaonova.com

Quando você entra para o combate da oração vive aquilo que é próprio do combatente. Orar é combater.

Voltemos ao profeta Jeremias, na primeira leitura de hoje, que, por sinal, é continuação da leitura de ontem. Jeremias era filho de um sacerdote, por isso tinha um relacionamento direto com as coisas de Deus. Ele morava próximo ao templo de Jerusalém. Jeremias respirava as realidades próximas àquele lugar.

Hoje, de maneira particular, a profecia de Jeremias nos traz consolo. A Palavra do profeta que acabamos de ouvir nos diz que se endireitarmos o nosso caminho para o Senhor, Ele estará disposto a mudar a sentença de castigo que pesava sobre nós. É isso que Deus está nos dizendo nesse exato momento.

De 2013 a 2014, qual o balanço você faria de você mesmo? Você evoluiu, permaneceu como estava ou regrediu? Uma das críticas que o profeta Jeremias fez em relação ao povo era justamente que deixassem de seguir os deuses estrangeiros e adorassem o Deus verdadeiro. Aquele povo havia se impregnado de outras doutrinas e se desviado do verdadeiro caminho.

No livro do padre Jonas 'Orando com Poder', monsenhor também diz algo parecido. Ele afirma que satanás tem visado aqueles que são a cabeça da Igreja; porém, é necessário entender que essa luta é desleal, porque o inimigo de Deus tem entrado pelo intelecto. O inimigo tem investido dessa forma contra a nossa fé.

O que tem acontecido de diferente em nossa vida? A tentação de satanás nos faz perder a identidade e com ela o ardor, o entusiasmo, o gosto pela oração. Temos que ter cuidado, porque, muitas vezes, vivemos no templo, mas o transformamos num ambiente de trabalho, onde as pessoas permanecem ali como funcionárias. Cuidado!

O padre ainda destaca em seu livro que muitos têm a fé eclipsada por suas más atitudes ao servir a Deus. O muito conhecimento incha, causa soberba. Precisamos ter zelo; do contrário, perderemos a nossa identidade.

Subir ao palco é muito difícil! Vivo uma tensão, porém me esforço para dar a Deus o melhor, porque eu não sou funcionário do sagrado, sou sacerdote do Deus Altíssimo. Você também esteja atento em seu ministério! Deus perscruta o nosso coração, ele é quem sabe se estamos servindo por amor, ou por obrigação, é Ele quem sabe do nosso coração.

O vírus do racionalismo implantado por satanás é como o vírus do HIV, que entra na pessoa e ela nem percebe, porém, as consequências dele são terríveis no organismo.

Se você, que é um intercessor, ainda assiste à novela, pare, por favor! Combatente ouvindo certos tipos de música não dá! Existem músicas seculares que trazem contaminação espiritual. Você pode pensar que é radicalidade demais; nesse caso, deixe de ser combatente. É hora de se decidir, de ser um combatente! Esses meios são arrasadores, há o risco de uma vida dupla, de viver no mundo e em Deus. Não podemos viver uma vida assim! Não é possível que um intercessor viva dessa forma.

Como está o seu namoro? O que você tem feito às escondidas? Deus consegue participar desse relacionamento? Precisamos tocar nas realidades concretas. Por que as nossas intercessões não têm atingido o alvo? Por que tudo permanece igual? É cupa do Todo-poderoso? Claro que não! São as pessoas que não têm agido como combatentes.

Há quanto tempo você não se confessa? Não é a mão de Deus que ficou curta para nos alcançar. O Espírito que ressuscitou Jesus pode ressuscitar a nossa fé.

Padre Jonas ainda afirma, em seu livro 'Combatentes na oração', que o inimigo de Deus é tão covarde que se utilizou de um vírus como o HIV, que foi penetrando aos poucos, e quando menos se esperava surgiu a doença. Mas há um retorno! E a solução se chama "batismo no Espírito Santo".

"Adquira disciplina de vida espiritual se você quiser ser vitorioso", aconselha padre Edimilson
Foto: Arquivo cancaonova.com

Somente o Espírito Santo que ressuscitou Jesus é quem pode nos levantar. “Também todos nós éramos deste número quando outrora vivíamos nos desejos carnais, fazendo a vontade da carne e da concupiscência. Éramos como os outros, por natureza, verdadeiros objetos da ira (divina). Mas Deus, que é rico em misericórdia, impulsionado pelo grande amor com que nos amou quando estávamos mortos em consequência de nossos pecados, deu-nos a vida juntamente com Cristo – é por graça que fostes salvos! juntamente com ele nos ressuscitou e nos fez assentar nos céus, com Cristo Jesus.” (Efésios 2,3-6).

Um combatente precisa ter uma vida disciplinada, não relaxada. Você que se classifica como combatente, como é sua vida de oração pessoal? Voce precisa ter o mínimo de vida com Deus. Adquira disciplina de vida espiritual se você quiser ser vitorioso.

O que você faz pela juventude de sua cidade que está se acabando? Simplesmente comenta as tragédias ou se coloca por eles em atitude de combate? Precisamos endireitar os nossos caminhos. Nossa oração pode mudar as realidades de nossas cidades. Combatentes não pode julgar de forma nenhuma, eles precisam ter um olhar de misericórdia. As pessoas só estão do outro lado, porque ainda não tiveram uma esperiência com Deus, mas quando elas tiverem elas virão para o Senhor.

Talvez você não seja fiel ao terço. Então, imponha-se! Reze um mistério na ida e outro na volta. Vá completando-os durante o dia. Se você vai à Santa Missa apenas "quando dá", empenhe-se e vá sempre; do contrário, não se classifique como combatente.

Precisamos viver assim: “Comigo o máximo de exigência, com o outro o máximo de misericórdia”. Cuidado: não somos funcionários do sagrado, o que fazemos é por amor a Jesus e por amor aos irmãos.

Se o seu filho estiver se afundando nas drogas, acolha-o. Se seu esposo adulterou, acolha-o, porque ele é seu, foi o Senhor quem lhe deu! Não vire as costas para os seus. Lute por eles!


Transcrição e adaptação: Rogéria Nair 

 


Padre Edimilson Lopes


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo