Amemos com o amor de Cristo

Padre Silvio Cesar

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Só nos tornaremos santos se nos deixarmos ser provocados pela Palavra de Jesus. Precisamos falar do Reino de Deus e vivenciá-lo em nossas vidas. Jesus quer ser o nosso amigo, e quanto tempo você tem reservado para estar com seu amigo?

Se Cristo não o encantar, a experiência não acontece em você. Como diz Antoine de Saint-Exupéry: “Foi o tempo que dedicastes à tua rosa que fez tua rosa tão importante”.

Sabemos que Deus é amor. São João diz que essa é uma verdade e precisamos vivê-la em todas as áreas de nossas vidas, pois Ele está no meio de nós, Ele quis fazer a experiência junto de nós, para olhar o mundo da terra para céu, por isso precisamos traduzir em nossas vidas a manifestação desse amor.

O contexto histórico de São João, ao escrever essa carta, é de perseguição. Nós cristãos devemos ter atitudes de céu, e essa revolução precisa acontecer em mim, mesmo diante das perseguições  à dignidade humana. A sintonia do amor de Deus está em dúvida no meio da sociedade, ou seja, as pessoas estão descrentes, sem esperança.


Temos, por vezes, medo de falar do amor de Deus em nossas famílias para uma sociedade que está caindo na descrença. Precisamos ser sinais da radicalidade do amor e sermos portadores dele. Foi isso que o Senhor fez com os Seus apóstolos, cuidou deles com carinho e, a partir daí, disse-lhes: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho”. Ele planta em nós este desafio. Precisamos viver o amor maior diante dos fatos em que a vida não nos leva para frente.

Nós, batizados, sabemos que é por meio dele que o amor de Deus se manifesta. Queremos traduzir o amor, mas nós temos a missão de cumprir os mandamentos. E o que são os mandamentos? Não é meramente o cumprimento de leis, mas, antes de tudo, a libertação do pecado. Só assimteremos um coração puro. Devemos buscar a coragem de olharmos para nós mesmos e nos vermos. Quantas vezes, nas diversas situações da vida, como devemos buscar o amor e o perdão? Colocando em prática aquilo que temos ouvido. Precisamos entender o amor e vislumbrá-lo no céu.

O amor que acontece entre as pessoas é aquele que dói, que é de doação, que é de cruz; não se trata de um amor derrotado, mas que, mesmo no sofrimento, não se deixa ser incomodado pela falsidade, apenas pelo verdadeiro amor de Deus. Tenhamos um coração livre, sem ressentimento nem raiva.

"Não nos desanimemos, pois o Senhor quer nos encontrar" (padre Sílvio César)
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com
 
Transforme aquela pessoa que é difícil de amar em amor de cruz, pois o amor de Deus é capaz de mudar nossos corações. Aquele que ama Deus permanece nele. As pessoas, pelo simples fato de serem pessoas, precisam ser respeitadas com dignidade.

O silêncio de Jesus, após a leitura da Palavra, faz com que as pessoas olhem para Ele, e assim se cumpra a profecia.

Nós podemos começar a reconstruir a vida das pessoas que estão desfiguradas pelo pecado. Sejamos uma Igreja renovada!

Não nos desanimemos, pois Senhor quer nos encontrar Portanto, deixemo-nos see encontrados por Ele, e, a partir dessa experiência, sermos homens e mulheres novos.

 
Confira um trecho desta pregação:
 

Padre Silvio César, sdb


sacerdote da ordem dos Salesianos de Dom Bosco e Diretor do Instituto do Coração Eucarístico Salesiano na cidade de Pindamonhangaba – SP

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo