Apascentar as ovelhas de Cristo

Irmãos, como é maravilhoso sermos de Deus, mas para sermos de dele, precisamos perseverar. Buscando cada vez mais sermos próximos a Ele. Que possamos permanecer firmes na caminhada sem olhar para trás.

Deus sabe das novas fraquezas e de nossos pecados e mesmo assim Ele continua nos amando. No evangelho de hoje, Jesus aparece aos seus discípulos após ter Ressuscitado. Eles fazem a experiência com o Cristo, de uma maneira nova. Pedro, um dos discípulos de Jesus, foi o primeiro a mergulhar na água, com o desejo de encontrar com o Senhor, e já na praia, escuta por três vezes a pergunta: “Pedro, tu me amas?” Recordamos neste trecho, o momento anterior no qual o mesmo Pedro o nega também por três vezes. Ele, antes mesmo de O negar, disse que o seguiria onde quer que fosse. Reconhecemos na figura de Pedro, aquele mesmo que o negou: neste fato, ele não quer mais negá-lo, mesmo sabendo que poderá cair novamente, mas o desejo do seu coração é de ser fiel ao Senhor.

Somos, irmãos, por vezes inconstantes em nossas orações, mas não nos esquecemos que o Senhor nos conhece e que por isso não podemos mentir nem para nós mesmos, nem para Deus, porque Ele nos conhece mais do que qualquer outra pessoa.

Você ainda tem coragem de permitir ser conduzido por Deus?
Foto: Arquivo CN

A oração sincera é a mais agradável a Deus. Não podemos negar ao Senhor! Temos uma natureza pecadora, mas a graça de Deus chega a nós de maneira abundante.

A pesca milagrosa só aconteceu porque os discípulos acreditaram e se abandonaram na vontade de Deus. Através da oração, conseguimos ouvi-lo e a partir daí cumprir Sua vontade.

Nós católicos, temos a graça de em nossas orações, ter a intercessão de Nossa Senhora e ela quer nos ajudar. Por isso, devemos reaprender a rezar e assumir o dom de sermos filhos de Deus. Somos cristãos para um mundo novo.

“A fé vem pela escuta e se fortalece pelo anúncio!” Já nos disse, hoje pela manhã, o Papa Francisco. Nós precisamos ser profetas e anunciar Jesus em nossas casas e em nossa sociedade. Sermos como Pedro, apascentar as ovelhas de Cristo. Temos como missão de consagrados a responsabilidade de no diálogo com Deus que a graça do anúncio aconteça, pois é o desejo dele que sejamos profetas.

Que saibamos falar de Deus no momento certo e na hora certa! Nos abandonemos na vontade dele. Você ainda tem coragem de permitir ser conduzido por Ele?

A vontade de Deus se sobrepõe a vontade humana, mas Deus leva em consideração as nossas vontades, pois Ele dá a liberdade, mas irmãos, sejamos dóceis ao que Ele quer de nós.

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Márcio José do Prado


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo