Aquele que comer deste pão viverá para sempre

Na Eucaristia, o Filho de Deus vem ao nosso encontro
Foto: Mariana Lazarin/Cancaonova.com

“Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-Vos, peço-Vos perdão por aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam”.

Uma noite especial de adoração na Canção Nova, nesta quinta-feira dia de Corpus Christi em comemoração ao 60º aniversário de ordenação sacerdotal do Papa Bento XVI, que serão completados no próximo dia 29 de junho.

"A adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-Lo como tal, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Dono de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o Senhor, teu Deus, e só a Ele prestarás culto” (Lc 4,8), diz Jesus, citando o Deuteronômio 6,13". (Catecismo da Igreja Católica 2096).

Num clima de serenidade e contemplação o momento de adoração foi conduzido por padre Donizete Heleno e animado pelo Ministério Amor e adoração.

Os fiéis foram convidados a prostrarem-se diante de Jesus Eucarístico, apresentando diante d'Ele as intenções de cada coração.

Durante a adoração foram lidos trechos bíblicos e entoados Salmos de louvor.

Ao som do "Aleluia", os fiéis se prepararam para a proclamação do Evangelho, o anúncio da Boa Nova: “Aquele que comer deste pão viverá para sempre.”

Grande é este mistério. Mistério de Amor que Cristo nos deixou e que nos conduz a uma plena comunhão com a Igreja de todo o mundo.

O Papa João Paulo II, na Encíclica: A Igreja vive da Eucaristia, diz-nos que o “culto prestado à Eucaristia fora da Missa é um valor inestimável na vida da Igreja”. E convida-nos a demorar-nos com Cristo presente na Eucaristia, inclinando a cabeça sobre o nosso peito, como o discípulo amado na Última Ceia, deixando-nos tocar pelo amor infinito do seu coração (n.º 25).

O Papa Bento XVI também, na recente Exortação pós-sinodal Sacramento da Caridade, alerta sobre o significado e importância da adoração Eucarística: “Na Eucaristia, o Filho de Deus vem ao nosso encontro e deseja unir-Se conosco; a adoração eucarística é apenas o prolongamento visível da Celebração Eucarística, a qual, em si mesma, é o maior ato de adoração da Igreja: receber a Eucaristia significa colocar-se em atitude de adoração d’Aquele que comungamos.”

"A adoração Eucarística é o prolongamento visível da Celebração Eucarística"
Foto: Mariana Lazarin/Cancaonova.com

 :.Veja+fotos no Flickr

 

Foi uma hora de adoração pelas intenções da Igreja, por meio do qual pessoas de diversas partes do país e do mundo estiveram unidas conosco pelo Sistema Canção Nova de Comunicação.

Ouça este momento de adoração na íntegra:

Texto: Cris Henrique


Padre Donizete Heleno


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo