As feridas do coração

Padre Alexandre Paciolli
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Inicio esta pregação pedindo que nós estejamos atentos ao que o Senhor deseja fazer em nós. E lhe pergunto: o que significa o coração? Coração é o local que o próprio Senhor nos deu, não sendo o nosso coração físico, mas o lugar sagrado por meio do qual Deus nos permite amar. Amados, a nossa vocação é amar! No entanto, o nosso coração necessita de cura para amar melhor!

As feridas do coração nos tiram a capacidade de amar, são formas estranhas de interrupção que parecem  tirar de nós a capacidade de amar. Tenho me dado conta de que não existe ninguém que não necessite de cura: todos nós precisamos dessa graça, até mesmo o Papa Francisco. Da mesma maneira que existem os problemas cardíacos, o coração da nossa alma precisa de cura, ou nos levará ao infarte espiritual. Irmãos, o Senhor quer hoje o nosso coração.

Não serão curadas todas as feridas, mas peço que sejam curadas aquelas que nós mais necessitamos, pois nós e nossas famílias precisamos de amor. Alguns de vocês já andaram em um carro com o freio de mão puxado? Às vezes, muitos de nós estamos andando com feridas em nosso coração e foi esta imagem, do carro com o freio de mão puxado, que Deus me deu. Você sabe e reconhece que precisa de cura, mas é você quem precisa buscar esta cura e tirar o "freio de mão".

Somos criados para amar. Não se assuste quando digo que todos nós temos feridas em nossos corações: até mesmo Jesus teve seu coração ferido, como lemos em João 19,34, quando o soldado, diante do Crucificado, transpassou-O com uma lança, de onde jorraram sangue e água. Também Maria, ao apresentar Jesus no Templo, o velho Simeão profetizou que uma espada transpassaria seu coração. Portanto, irmãos, não sejamos durões, aceitemos que nós todos precisamos de ajuda! Independentemente de quem quer que sejamos, fortes ou fracos, grandes ou pequenos, todos necessitamos de cura.

"Você acredita que o Senhor deseja curar as feridas do seu coração?", pergunta padre Alexandre
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

:: Veja + fotos também no Facebook

Precisamos nomear e assumir os nossos sentimentos, não temer em dizer que estamos com raiva. Identifique-as e procure ajuda! Se não fizermos isso, a nossa capacidade de amar diminui. Há pessoas que dedicam muito tempo em suas vidas em construir bens materiais. E você? Tem dedicado o mesmo tempo em sua vida para amar? Se o ser humano não ama, perde seu sentido. 

Mas que feridas são essas? Nomeio-as para você:

Soberba ou sensualidade: são marcas do pecado original que afetam o nosso coração. São pessoas que não conseguem crescer em sua vida espiritual. Sensualidade é quando não conseguimos controlar nossos sentidos internos ou externos e agimos de forma sensual. Jesus e Maria foram preservados do pecado, ambos não atuaram com sensualidade, por isso, devemos tê-los como exemplo.

Traição: Jesus teve esta ferida em Seu Coração ao ser traído por Judas Iscariotes, que era um de Seus discípulos. Por isso, o Senhor deseja curar você!

Fracassos:
Há pessoas que, neste momento, se sentem fracassadas. O Senhor quer curar vocês! Pessoas que, em algum momento de suas vidas, ouviram de seus familiares que eram fracassadas, que não obtinham sucesso naquilo que faziam.

Existem outras feridas, como votos íntimos, medo, solidão…

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira (@LuanaCN)


Padre Alexandre Paciolli


Sacerdote da Arquidiocese do Rio de Janeironão

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo