Assumo minha salvação

“Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós! Mas o outro o repreendeu: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício? Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas este não fez mal algum. E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino! Jesus respondeu-lhe: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23, 39-43).

Estamos acostumados a ouvir esse Evangelho, mas hoje ouça de forma especial.

Eu chamo atenção ao que o Espírito Santo colocou nos lábios desse homem essa palavra profética. Como ele poderia saber que Jesus começava reinar na cruz. Ele não estava olhando somente para si, mas para Aquele que havia sido crucificado com ele: “Jesus lembra-te de mim quando começares a reinar”. E Jesus respondeu: “Hoje mesmo estará comigo no paraíso”. O maior roubo da história, ele acabava de roubar a salvação. Pois o que ele tinha feito de bom para que Jesus desse-lhe a garantia da salvação. Ele não fez nada, apenas acreditou e assumiu aquela salvação que estava começando naquele momento. Ele acreditou foi isso e só isso. E ele assumiu aquela salvação.

Aí está o importante para nós. A minha e a sua salvação já aconteceu e você precisa assumir. Se a salvação já aconteceu, por que a humanidade continua desse jeito? Por que tantos absurdos acontecem e talvez até dentro da sua casa? Qual a família que hoje não carrega um problema dentro de casa? É triste, mas é verdade.

Quanta gente veio para cá para buscar cura não só para si, mas para os membros da família. Para pais, filhos, esposos e esposas… Infelizmente nos nossos tempos há esposas que estão sendo problemas. Por que o mundo está assim? A resposta é simples. A salvação aconteceu, mas precisa ser assumida por cada um de nós pessoalmente.

É como se cada um de nós se achegasse até a cruz e colhesse o sangue de Jesus para si, e deixasse esse sangue cair. Você precisa assumir a salvação para valer, de coração; e não querer ficar como passarinho saltinho dos dois lados da forquilha da árvore, muito bonito isso para passarinho. Mas tem gente que fica saltitando em Deus e na perdição.

Meu irmão, você que é adulto, adolescente, jovem, avô… não é tempo de sermos passarinhos inconseqüentes e ficar pulando de um lado para outro. É hora de caminharmos nos braços de Jesus, sem mesmo voltar ou olhar para trás.

Ouça a história bíblica de Sodoma e Gomorra

 

 
Até quando você será como a mulher de Lot olhando para as coisas do mundo achando que é uma perda o que você deixou para trás? Eu tenho dó de você se você está nesta. Você poderá correr um grande risco. Você poderá estar no caminho da salvação, mas ainda apegado as coisas que o mundo lhe apresenta. E muitos questionam: “Eu estou no caminho do Senhor, mas por que eu não posso ver essa novela, esse site, essa revista”? Se você está assim eu tenho dó de você.

Ouça: Céu e inferno existem, afirma padre Jonas

No céu não entra nada de impuro, mas quem fica apostando em purgatório pondo em risco a salvação, poderá ir para o inferno. Eu preciso dizer para todos os cristãos, católicos e evangélicos, céu e inferno existem. Muitos dizem que esse negócio de inferno não existe, mas eu digo que existe sim.

O Senhor começa nesta noite na Missa do Preciosíssimo Sangue de Jesus curar o nosso espírito, a cura que Ele mais quer é a cura do nosso espírito. Tem muita gente que vem buscar cura física e cura interior, mas a principal cura é a cura do espírito, que é a cura do nosso pecado, pois todo pecado deixa seqüelas.

Ouça a história do padre Murilo

Não sabemos as conseqüências do pecado na nossa vida, não temos sentidos espirituais para medir e perceber, embora algumas conseqüências conseguimos perceber. Sentimos um empurrão como se algo tivesse nos levando para aquele pecado. Você não sabe meu irmão, minha irmã as conseqüências do pecado na nossa vida.

A cura do espírito quer dizer cura dos pecados na nossa vida. E foi assim que o Senhor começou nesta noite, a cura do pecado e das suas conseqüências na nossa vida.

“É por isso Senhor que nos achegamos a tua cruz para estarmos debaixo de seus braços estendidos e pedimos: abraça-nos Senhor e abraça-nos forte”.

Ouça oração após homilia

Transcrição: Willieny Isaias
Áudios: Célia Grego
Fotos: Renan Félix


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo