Buscai a santidade

Tudo aquilo que a Igreja liga na terra, Deus liga no céu! Portanto, se ela decretou a Quaresma como tempo favorável para conversão, o céu está aberto para derramar as suas bênçãos. O tempo quaresmal é propício para buscarmos a santidade. Se Deus é três vezes santo, só poderá entrar em comunhão com Ele aquele que buscar viver a santidade. Por isso é que existe o purgatório. Mesmo depois da morte, o Senhor purifica aqueles que morreram amigos d’Ele lá [no purgatório]. Quem vai para o purgatório está salvo, mas terá de passar por um tempo de purificação.

A Quaresma é para isso, sem a santidade ninguém pode ver o Senhor. Nós a conquistamos devagarzinho. A Igreja fala dos sete pecados capitais, como o orgulho, a vaidade, a gula, entre outros, e se a cada ano você se livrar de um deles, no final de sete anos, você vai estar quase santo.

É tempo de arrancar as "ervas daninhas", que estão brotando na "árvore da graça". A coisa mais importante da nossa vida espiritual é a nossa santificação. A nossa perfeição tem de ter como meta o Pai. A nossa meta não pode ser outra, a não ser a santidade suprema de Deus Pai.

Chegamos à verdadeira Sodoma e Gomorra. Essa é a nossa realidade hoje. A sexualidade chegou a tal ponto, que até mesmo se quer tornar natural aquilo que não o é. Temos de pedir a Deus que Ele não perca a paciência conosco, como aconteceu com essas cidades.

Temos de ser santos porque nós somos de Deus! Vamos viver eternamente com Ele. Vamos viver na santidade por toda eternidade. Nascemos para ser santos!

Estamos em “gestação”, e tudo o que vivemos a cada dia, é para sermos formados para o céu, para nos santificar. Nós somos exilados nesta terra, a nossa verdadeira pátria é o céu. Deus quer nos dar algo muito melhor do que tudo aquilo que podemos pensar. Ele quer nos dar o céu!

O papa João Paulo II dizia que a força mais poderosa para você levar alguém a Cristo é a sua santidade. Foram os santos que revolucionaram a história da humanidade. Eles marcaram de tal forma a sociedade com a sua vida, que mudaram não só os que estavam à sua volta, mas todo o mundo. Estes homens foram pessoas que se deixaram trabalhar em sua santidade. Empenharam-se em crucificar o "homem velho", que havia neles, para que o "novo homem" viesse à tona.

O que Deus mais quer é a nossa santidade. Podemos até querer pregar, cantar, mas se não buscarmos a santidade, nada disso dará certo no serviço à Igreja. Se nos dedicamos à busca da nossa santidade, as coisas vão aparecendo naturalmente. Quando você menos esperar, o serviço do Senhor vai bater à sua porta. Você não precisa procurar, se você se dedicar a ser santo, Deus vai lhe providenciar serviço.

A Quaresma é tempo de você mudar de vida, de conversão. A cinza que você recebe ontem, na Quarta-feira de Cinzas, é uma demonstração pública, perante Deus, que você se compromete a se abrir à conversão neste tempo.

É tempo de você buscar a santidade, mas você não pode buscá-la sozinho. Você tem de buscá-la com Deus. Sozinho ninguém a consegue. Necessitamos da graça divina para superarmos o pecado. Mas o Senhor não nos dá esta graça sem perseverança. Ele quer nos ver perseverantes no pedido dela. Só a recebe quem a pede ao Senhor!

Jesus quer ser "incomodado" com os seus pedidos. Ele sabe que se você dobrará o joelho até que a graça venha. E com isso, acima de tudo você vai dar um grande testemunho de fé. Testemunho de fé madura.

A Igreja existe para nos levar à santidade. Ela nos dá os caminhos necessários para que a alcancemos: a Palavra de Deus, a Eucaristia, os sacramentos, a doutrina da santa Igreja, entre outros. Tudo isso está relacionado com a Quaresma. Tudo isso está relacionado com mudança de vida!

Transcrição: Renan Felix
Fotos: Natalino Ueda


Adquira essa pregação pelo telefone:
(12) 3186-2600


Prof. Felipe Aquino


Doutor em engenharia mecânica, pregador e escritor

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo