Caminhar, edificar e confessar

Padre Adilson Simões
Foto: Wesley Almeida/ Cancaonova.com

Quinta-feira de adoração, um dia muito especial para nós que vivemos, com alegria, esta festa para a Igreja, para o mundo que agradece, com oração, o primeiro ano do nosso amado Papa Francisco. Esta reflexão quero centrar neste padre humilde [Bergoglio] e lembrar algumas das palavras dele, em sua primeira homilia, como Papa Francisco.

Como Deus ama a Sua Igreja, como Ele providencia, no Seu tempo, pastores para conduzi-la! Vocês se lembram da atitude do Papa Francisco quando apareceu naquela sacada [na Basílica de São Pedro, Vaticano]? O mundo todo se voltava para aquela janela; de repente, aquele homem simples aparece e pede que oremos por ele. Suas palavras foram ungidas, pois ele foi escolhido pelo Espírito Santo, as luzes do Espírito governavam a Igreja de Deus pelo mundo inteiro.

Guardem estas três palavras: caminhar, edificar e confessar. O Papa dizia: "Nós precisamos fazer o caminho de Jesus, caminhar como quem sabe para aonde vai!".

Quando não caminhamos com Deus, nós nos perdemos; e caminhar não é apenas um movimento físico, mas se mover para o caminho certo. A nossa meta é construir o Reino de Deus, o céu, a eternidade.

Na história da salvação, o povo de Deus foi sempre um povo caminhante. A fé é uma graça inefável que Ele concede a todos nós; existem aqueles que desenvolvem esse dom, mas ela é dada a todos nós.

Sua vida se desenvolve, realiza-se sempre na presença de Deus? Entre profundamente no Seu ser e experimente a Sua presença. É pela fé desenvolvida que somos alimentados no Senhor.

Na Quaresma, você pode até estar em meio a um grande barulho, não aquele que encontramos no dia a dia, mas o barulho que encontramos quando não nos alimentamos desse Espírito.

Caminhemos, pois a Igreja é o caminho! "Saiamos para oferecer a vida a Jesus Cristo! Não nos fechemos nas estruturas. Vão, avancem!" Jesus diz aos Seus discípulos: “Joguem suas redes e avancem para um mar profundo, a pescaria deve ser profunda!”.

A segunda grande palavra que o Papa usou em sua homilia é 'edificar a Igreja', pois "vós sois pedras vivas escolhidas para serem parte de um grande edifício. Ele nos chama, nós devemos amá-lo como Mestre e Senhor da nossa vida. O que é um discípulo? Alguém que se assemelha com o Mestre" (Papa Francisco).

"Achegai-vos a ele, pedra viva que os homens rejeitaram, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus; e quais outras pedras vivas, vós também vos tornais os materiais deste edifício espiritual, um sacerdócio santo, para oferecer vítimas espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo" (Pedro 2,4-5).

Não importa o que você foi ontem; hoje, Deus quer que o agora esteja vivo na sua vida!

Edifique a Igreja! A maior alegria que alguém pode experimentar é dizer: "Eu sou de Cristo, a minha alegria é seguir Jesus!". Ir com Ele, permanecer com Ele, dar a vida por Ele e permanecer com Ele!

O Papa nos diz que é o próprio Senhor a pedra que dá sustentação a esse templo maravilhoso. A missão que o Mestre nos confia é fazer o Seu Reino, que começa dentro de nós. É o Espírito Santo quem age dentro do coração de todos nós para edificar a Igreja. Se há alguma coisa que deve nos inquietar, é porque há tantos irmãos nossos que estão sem a luz de Deus.

Guardem essas três palavras: 'caminhar, edificar e confessar
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O Papa nos lembra que não são as crises no mundo lá fora que nos preocupam, mas a mediocridade com que anunciamos Jesus Cristo, o jeito frio com que vamos à Igreja.

Meus irmãos, sejamos portadores dessa fé em Jesus Cristo! Um exemplo que Deus fez nascer entre nós é nosso amado Papa Francisco, pois suas palavras tocam o nosso coração. É um tempo novo que podemos chamar de 'Tempo do Espírito'. Caminhar, edificar e confessar ao mundo Jesus Cristo!

Sem Deus não somos nada, somos apenas folhas secas pelo chão. Ele nos abraça e enxuga as nossas lágrimas. Com Ele tudo é possível! A nossa herança é Deus, e a esperança que depositamos n'Ele jamais nos decepcionará. Jesus nos ama! Não podemos nos esquecer de que todas as glórias passam, mas a de Jesus Cristo permanece sempre!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida


Padre Adílson Simões


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo