Como se libertar das forças do mal

padre Antonello
Foto: Sávio/CN

“Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.  Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.”

Acredito que este seja um dos trechos mais difíceis de se entender na bíblia, mas hoje tentaremos esclarece-lo. Paulo nos dá o caminho para a santidade neste trecho. Por exemplo, o que são os principados e potestades? A mentalidade do homem é que há uma luta entre o bem e o mal, mas nem todos crêem que exista espíritos maus. Tudo o que Deus criou era bom, mas então o que são essas forças más que estão espalhadas nos ares?

Hoje nós vemos o que está acontecendo no mundo, as catástrofes, e tantas outras coisas e parte disso pode ser atribuído a esses espíritos que estão pelos ares. Os espíritos malignos são seres espirituais que não tem a capacidade de sentir ou fazer coisas ou pecados como cometemos nós seres humanos, pois eles não são matéria, estão nos ares.

Estes espíritos são malignos, mas não foram sempre malignos, pois o que Deus criou era bom. Deus os colocou à prova, eles foram colocados na situação de poder dizer sim ou não e escolheram dizer não a Deus. Mas nesse período da prova destes anjos alguns começaram a ter dúvidas se realmente queriam viver inteiramente na presença de Deus, se Deus realmente queria o bem deles.

São Tomás de Aquino diz que para os anjos também tem um tempo, porém eles não vivem como nós seres humanos submetidos a um tempo material, físico, eles vivem em um tempo espiritual, imaterial, chamado Evo.

Mas estes espíritos começaram a pensar se Deus realmente os queria bem e começaram a pecar, porque se permitiram a duvidar de Deus. Desta forma a vontade dos anjos começou a se enfraquecer, a vontade deles começou a dizer “vai e te afasta de Deus” e a razão começou a fortalecer a vontade, começou a dar motivações para que o pecado deles se concretizasse e eles se afastassem de Deus.

Começou então uma luta terrível de quem estava a favor de Deus e quem estava contra o que Deus lhes falava. Para os que eram contra Deus, tudo se tornou pesado e eles já não tinham forças para obedecer a Deus. Deus tentava lhes mostrar que eram amados, mas infelizmente tudo já havia se tornado pesado a eles e tudo que Deus lhes fazia, eles pensavam que era para serem dominados.

Em apocalipse 12, 7, vai dizer que houve uma batalha no céu, mas esta batalha não foi com canhões, armas, pois como eu disse os anjos são seres espirituais, mas foi uma batalha intelectual. Miguel tentava mostrar-lhes que o que eles estavam fazendo podia afastar-lhes definitivamente de Deus e eles queriam mostrar que tudo o que Deus fazia era para dominá-los. Essa batalha aconteceu em um Evo, tempo em que vivem os seres espirituais.

"Se você alimentar a dúvida, o demônio pode tomar conta de você!" diz pe. Antonello
Foto: Sávio/CN

Nesta fase alguns anjos que já haviam se decidido se afastar de Deus voltaram para o lado de São Miguel e outros se convenceram a lutar contra São Miguel e se afastar de Deus. Depois de um certo tempo Deus legitimou que não podia fazer mais nada por estes anjos, pois eles se decidiram definitivamente contra Deus. E então Deus os expulsou de sua presença. Nós, humanos, dizemos que estes espíritos, os demônios, foram para o inferno, mas na verdade o inferno está neles mesmos, pois eles sofrem por terem se afastado da presença de Deus.

Havia uma organização, era tudo harmonioso entre estes anjos, mas eles se tornaram rebeldes. Chamamos estes de principados e potestades, porque é assim que chamamos a classe dos anjos e embora eles tenham se afastado de Deus não deixaram sua natureza, então usamos estes termos tanto para os anjos como para os demônios. Cada um destes demônios foram se tornando maus e aumentando suas maldades.

Nós não podemos nos relacionar com estes espíritos maus, como diz São Paulo, precisamos nos proteger deles. Há demônios de classe inferiores que se tornaram mais maus do que aqueles que eram de classes superiores. Dou um exemplo, Hitler comandou um exército e fez muitas maldades, mas possivelmente haviam soldados subordinados a ele que nos campos de batalha se tornaram muito piores do que Hitler e tiveram a capacidade de fazer maldades piores que o seu próprio comandante.

Já os anjos que optaram por Deus se aproximaram mais e mais de Deus e por isso foram adquirindo mais virtudes. Então não devemos nos deixar dominar pelos males desses demônios, eles continuamente vivem contra Deus. E nós precisamos nos defender destes males. Quantas famílias e casais se destroem pelos mesmos princípios destes anjos que duvidaram de Deus? A mulher começa a duvidar do marido e começa a se afastar do marido e de Deus, pois acha que Deus não houve suas preces e começa dar ouvido a amigas e em tudo isso estes espíritos malignos vão percebendo e vão agindo, tornando as coisas cada vez piores ao ponto de destruir as famílias.

Fiquemos atentos contra os espíritos maus e lutemos contra qualquer dúvida, contra os males que eles nos fazem. Se você alimentar a dúvida, o demônio pode tomar conta de você!

 
Transcrição e adaptação: Flávio Pinheiro

Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600

Veja também:
:: Leia este conteúdo no Iphone
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

 


Padre Antonello Cadeddu


Fundador da Comunidade Aliança da Misericórdia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo