Coração do Ato Penitencial

Padre Roberto Lettieri
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN
A quinta-feira sempre nos recorda momentos únicos e preciosos da vida de Jesus. Foi nesse dia que aconteceu a traição de Judas, aquele a quem o Senhor amou profundamente e o escolheu como amigo; e a noite do Horto das Oliveiras, na qual Jesus na solidão deu Sua decisão única à vontade do Pai. A quinta-feira também é, por excelência, o dia do Santíssimo Sacramento, da grande instituição do Corpo e do Sangue do Senhor.

Hoje, eu quero falar sobre o momento da Santa Missa em que eu posso encontrar os mistérios de Deus. Vamos nos aprofundar no Ato Penitencial, que, muitas vezes, é tão mal vivido. Vejamos a Carta aos Efésios, capítulo 2, 4-5:

“Mas Deus, que é rico em misericórdia, impulsionado pelo grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos em conseqüência de nossos pecados, deu-nos a vida juntamente com Cristo – é por graça que fostes salvos!?”

Essa passagem é a alma do Ato Penitencial na Santa Missa. Ele é a demonstração maravilhosa da misericórdia do Senhor na sua vida. É o momento de nos lembrarmos da traição de Judas. Quantos são hoje aqueles que negam o Senhor e que precisam correr imediatamente para esse momento da Missa?

Jesus nos ama e nos convida verdadeiramente a tomarmos a decisão de corrermos ao sacramento da confissão e curar a nossa alma de toda a ferida, de toda a dor. Cristo é a encarnação da misericórdia do Pai. Esse amor que não tem fim é o Filho. E quando você vai à Santa Missa encontra-se com este Filho, com este amor, independentemente do seu estado de vida e do que está vivendo.

Esqueça o rito, não é que ele seja ruim, mas ele tem "mecanizado" tudo. Não fique preso àquilo que está escrito nos folhetos. Eu estou falando da sua alma. Deixe o Ato Penitencial entrar em você. Ele é, sem dúvida nenhuma, uma ponte para a sua profissão sacramental. Ali, diante do Senhor, você vai ter o seu encontro com a misericórdia. Deus quer tomar para Ele a miséria do seu coração; isso é misericórdia. E você a encontra no começo da Missa, no Ato Penitencial. Diga: “Senhor, estou aqui arrependido dos meus pecados”. Peça a Deus a potência do Seu amor, da Sua misericórdia sobre a sua vida.

Bem-aventurado é o homem e a mulher que correm para Deus na premissa do dia, que quer ter Jesus como o primeiro alimento do dia. Que tem a graça de encontrar o Senhor logo cedo experimenta todos os dias o amor misericordioso. Reconheça a sua culpa para participar dos santos e sagrados mistérios.

Vá aonde Deus quer levar você! Deixe a misericórdia do Senhor tomar conta do seu coração. Toda a Celebração Eucarística é o amor de Deus que se entrega. Jesus é o Pio Pelicano, que dá a Sua Carne e o Seu Sangue de alimento àqueles que recorrem a Ele.

"Cristo é a encarnação da misericórdia do Pai"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

O Ato Penitencial o leva à humilhação, e é isso que Deus quer. Quanto mais você se humilha, mais belo é o seu encontro com Jesus. Como aquele que não reconhece a sua pequenez pode comungar Jesus, que se humilhou para ser alimento?

O Senhor no altar, não é mais pão, é alimento. Sua carne é comida. É aparência de pão, mas não é mais pão. Embora os seus sentidos degustem pão, não o é! É a Carne de Cristo. O coração orgulhoso não comunga; Deus não entra nele porque não consegue. Quem não se humilha na presença do Senhor – e o Ato Penitencial é este momento na Santa Missa -, infelizmente, não recebe Cristo.

Deus quer levá-lo à Sua cruz, Ele quer tocar na sua ferida. Por isso, eu disse: bem-aventurado aquele que tem Jesus como primeiro alimento do dia. Deixe Jesus encontrar o que Ele quiser em você. Se for suas fraquezas, renda-se. Só Ele pode dar o que você deseja receber. Ele vai se humilhar e vai ser o seu alimento, vai sustentá-lo e lhe dar vida. Vá à Santa Missa para que possa ser alimentado e ter seus pecados lavados. Diga ao Senhor: “Eu estou aqui, arrependido dos meus pecados, para receber a Sua misericórdia!”

"Quem se acostuma com Deus aqui na terra, não vai para o céu"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN


Quem se acostuma com Deus aqui na terra, não vai para o céu.
Vá à Missa para ter a sua vida amada por Deus, não porque alguém o chama ou porque vai fazer a leitura ou por qualquer outro motivo que não seja o Senhor. Não se acostume com a Celebração Eucarística, não faça dela um ato qualquer do seu dia. Ela não o é!

O Ato Penitencial o leva a renovar todo o seu desejo de Deus. Renda-se! Viva-o mais intensamente na Santa Missa. Deus quer pegar a miséria do seu coração. Se você pode ir à Santa Missa todos os dias, corra para ela!

Transcrição e adaptação: Ariane Fonseca


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE (12) 3186 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo